fbpx

quinta, 20 de janeiro de 2022

Ômicron assusta amazonenses: maioria opta por não ter Carnaval em 2022

Chegada da variante Ômicron no Brasil e o aumento dos casos de Covid-19 no Amazonas podem impor a ampliação do jejum do Carnaval, que não é realizado há quase dois anos.

3 de dezembro de 2021

Compartilhe

Carnaval 2017, Banda do Galo na avenida das Torres (Foto: Ricardo Oliveira/Semcom)

Com a chegada do fim do ano, as pessoas criam expectativas para aumentar a renda familiar, com as vendas do Natal e Réveillon, e também reunir pessoas queridas para comemorar a chegada do novo ano. Pegando carona nisso, cria-se uma expectativa grande em torno do Carnaval, período prolongado de comemorações.

No entanto, por conta da pandemia de Covid-19, que ainda é predominante no mundo, os países ficam em alerta com os prejuízos à população, por conta do alto risco de contaminação pelo coronavírus em meio à aglomeração de pessoas que se formam em blocos e bandas de Carnaval e até nos desfiles das Escolas de Samba em todo o Brasil.

Em 2021, por conta do alto número de infectados pelo coronavírus, o Carnaval no Brasil foi cancelado. Em Manaus, não houve desfile de agremiações e nem blocos carnavalescos saíram às ruas da capital. O jejum da festa já dura quase dois anos, desde a última realização em fevereiro de 2020.

Para 2022, as agremiações em Manaus seguem a tendência de outras grandes agemiações brasileiras, como as localizadas no Rio de Janeiro e São Paulo, cidades onde os organizadores da maior festa a céu aberto aquecem os tamborins e seguem a todo vapor por mais uma realização da folia, prevista para ocorrer entre o fim de fevereiro e início de março do próximo ano.

No entanto, o evento corre grande risco de não ser realizado mais um vez.

Diversos profissionais da saúde e pesquisadores fazem o alerta sobre o aumento nos casos de Covid-19 em todo o Brasil nos últimos dias, principalmente diante da nova variante da Covid-19 descoberta na África, a Ômicron, que já possui cinco casos confirmados no Brasil.

O Amazonas, na última semana, voltou a registrar mais de 100 casos de Covid-19 após ter reduzido estes números entre setembro e outubro.

Maioria alerta sobre risco com realização do Carnaval

Sobre o assunto, o RealTime1 foi às ruas da cidade de Manaus com o quadro #QueroSaber em busca da opinião do público e também de seus leitores, por meio das redes sociais. A grande maioria acredita que não seja o momento ideal para a realização da festa em 2022, tendo em vista que a pandemia ainda é algo presente na vida dos brasileiros.

“Eu acho que, no momento, as coisas ainda estão difíceis para pensar em Carnaval, e acabou piorando um pouco mais por causa dessa variante [ômicron]”, destacou a estagiária Giesi Munhoz.

“Vai só piorar mais [a questão da pandemia]”, completou o mototaxista Rogério Pereira.

O autônomo Paulo Vitor relembrou as duas crises que o Amazonas enfrentou durante a pandemia no país e disse que, para evitar uma nova onda, é melhor evitar a festa.

“Estamos em uma pandemia ainda e não é momento. As pessoas que querem isso não pensam no próximo”, frisou a auxiliar administrativa Juliana Cabral.

Houve ainda quem citou os gastos que a festa envolve, indicando que o dinheiro poderia ser aplicado em outros segmentos, como o da assistência social.

Entre os que defendem a realização do Carnaval, há destaque para o avanço da vacinação. O professor João Luís chegou a falar que é “hipocrisia” liberar alguns eventos e barrar a Folia de Momo.

“Não sou eu que tenho que tomar essa decisão. Na verdade são os órgãos responsáveis. Pelo que está acontecendo, não deve ser realizado. Mas também não podemos ser hipócritas de liberar um [evento] e o outro não. As pessoas que tomam conta da internet se acham juízes e aí tomam decisão por ti e começam a massacrar qualquer um com opinião contrária”, disse.

Nas redes sociais do RealTime1, leitores também comentaram sobre o tema. O posicionamento unânime indica que não é o momento para a realização da festa e que é preciso evitar aglomerações. Clique aqui e confira.

Confira outras opiniões no vídeo abaixo:

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Técnicos da Anvisa recomendam CoronaVac na faixa de 6 a 17 anos

A aprovação ou não do imunizante para esta faixa ainda depende da votação da Diretoria Colegiada da Agência de Saúde, que ainda está em andamento.

20 de janeiro de 2022

Santa Isabel do Rio Negro vira ponto do programa Amazônia Conectada

Hospital de Santa Isabel do Rio Negro (AM) é o mais novo ponto do programa federal Amazônia Conectada e deve fazer uso de telemedicina com internet por fibra óptica fluvial.

20 de janeiro de 2022

Teatro Amazonas e espaços culturais têm novos horários de funcionamento

Fica proibido o contato físico com elementos dos espaços, como colunas, paredes, vitrines expositoras, esculturas, pinturas, demarcadores, portas e maçanetas.

20 de janeiro de 2022

Predominância da variante Ômicron é de 93% em casos de Covid-19 no AM

Os novos casos detectados de Covid-19, pela Ômicron, não são de passageiros desembarcados em Manaus, vindos de regiões com transmissão comunitária da variante.

20 de janeiro de 2022

Com 7,5 mil novos casos, AM registra 29,1 mil casos de Covi-19 em dez dias

No dia 10 de janeiro deste ano, o Estado registrava 229 novos casos. Agora, são 7.505 novos casos da Covid-19 identificados nas últimas horas.

19 de janeiro de 2022

Centros de Testagem lotados podem aumentar riscos de contaminação

O Amazonas registrou quase 5 mil novos casos de Covid-19 na última terça-feira e o número pode aumentar com dois centros de testagem em funcionamento em Manaus.

19 de janeiro de 2022

Deficientes visuais trilham caminho da massoterapia, em Manaus

Turma do Senac AM, formada por 11 deficientes visuais, aprendeu técnicas como drenagem linfática, massagem relaxante, massagem terapêutica e massagem voltada para o atleta.

19 de janeiro de 2022

Pais de alunos do CMPM V se dizem prejudicados com mudança de turnos

A troca de turno em escola da zona centro-sul sem que os pais fossem avisados afeta 450 famílias estudantes, conforme denúncia feita na Aleam, nesta quarta-feira.

19 de janeiro de 2022