fbpx

terça, 15 de junho de 2021

Renan alfineta: nenhum representante chamou o vírus de ‘gripezinha’

Com perguntas pertinentes à pandemia, o relator da CPI, Renan Calheiros colocou 'contra parede' o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

6 de maio de 2021

Compartilhe

Renan Calheiros fez duras questões sobre a ação do Ministério da Saúde nas tratativas para compra de vacinas (Foto: Reprodução)

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, Renan Calheiros (MDB-AL), não perdeu a oportunidade e alfinetou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Após Queiroga avaliar os problemas enfrentados no sistema de saúde brasileiro durante os colapsos nos dois picos da doença com episódios ocorridos em diversos países, o relator ironizou a situação dizendo que “em nenhum desses países os representantes chamaram o vírus de gripezinha”.

Renan continuou sendo incisivo nas perguntas e pediu para que o ministro fosse claro na avaliação das gestões de seus antecessores. Queiroga, então, disse que não poderia fazer esse comparativo e justificou que os problemas enfrentados pelo Brasil eram o reflexo do enfraquecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Após um série de perguntas enfáticas do relator, o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-RO) que foi realocado para CPI no lugar de Zequinha Marinho (PSC-PA) ontem, se irritou, afirmando que um questionamento feito por Renan com base nas respostas do ex-ministro Nelson Teich, era mentira.

O vice-presidente da Comissão, Randolphe Rodrigues (Rede-AP) rebateu, dizendo que ali “tem um time que não quer que a CPI trabalhe”, referindo-se aos diversos entraves em que os governistas retardaram o processo de investigação nos primeiros dias de oitivas.

Após muitos gritos protagonizados pelos governistas e os membros da Mesa Diretora, o presindente da CPI, o senador Omar Aziz (PSD) interviu pedindo para que os colegas que tivessem reclamações que as fizessem durante seus respectivos tempo de fala.

Texto: Giovanna Marinho

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Prefeita e ex-secretário de Coari são denunciados pelo MPAM

De acordo com o MPAM, há indícios de uso do programa social 'Direito a Cidadania' para fins eleitoreiros, devido à possibilidade das Eleições suplementares no município.

14 de junho de 2021

Wizard poderá ser levado à CPI por condução coercitiva, caso falte na quinta

Caso o empresário não compareça, o auditor do TCU, Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, estará de sobreaviso para antecipar depoimento à comissão investigadora.

14 de junho de 2021

Entusiasmo de governador e prefeito esbarra na vontade da população

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

14 de junho de 2021

PEC da Guarda Municipal avança, mas sem trechos inconstitucionais

A proposta para regulamentação da Guarda Municipal armada no Amazonas tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa e deve entrar em pauta nesta quarta-feira (16).

14 de junho de 2021

Supremo abre crise na CPI com decisões divergentes sobre sigilos

Analisando casos de quebras dos sigilos telefônico e telemático, Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski tomaram decisões bastante diferentes.

14 de junho de 2021

Parceria com David na imunização vai ter ‘bis’ nos próximos dias, diz Wilson

Governador e prefeito comemoraram os números alcançados na ação do final de semana e agradeceram aos profissionais da saúde envolvidos na operação.

14 de junho de 2021

Depoimento de Marcellus Campêlo pode evidenciar omissões de Bolsonaro

O ex-secretário de Saúde do Amazonas deve ser questionado acerca da crise de oxigênio vivida em janeiro e da imposição do tratamento precoce pelo Ministério da Saúde.

14 de junho de 2021

Deputados levam indícios de crime de responsabilidade de Bolsonaro ao TCU

Os dados foram apresentado pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO) também à CPI da Covid. O desvio de valores destinados a publicidade seriam de R$ 52 milhões.

14 de junho de 2021