fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Pauderney diz que se fosse filho de Amazonino não o deixaria concorrer

Presidente do União Brasil no Amazonas, Pauderney afirmou que Amazonino demorou para se filiar ao partido e disse que o ex-governador não tem base de apoio no Estado.

11 de maio de 2022

Compartilhe

Pauderney afirmou que Amazonino demorou para se filiar ao partido e disse que o ex-governador não tem base de apoio no Estado. (Fotos: Reprodução/Redes sociais)

O presidente estadual do União Brasil e pré-candidato a deputado federal, Pauderney Avelino afirmou que “se fosse filho” do ex-governador Amazonino Mendes (Cidadania), pré-candidato ao governo do Amazonas, não o deixaria concorrer nas eleições deste ano. 

“Acho que ele deveria se preservar para aproveitar os anos de vida que ele ainda tem pela frente de uma outra forma sem estar querendo se meter numa guerra desta. Ele vai ter que fazer campanha, mas acho que quem pode se beneficiar da coligação que ele fez com o PSDB é o Arthur”, disse o ex-deputado. 

Pauderney deu a declaração na tarde desta terça-feira (10) em entrevista ao podcast da coluna Sim&Não. Questionado se a saúde do pré-candidato de 82 anos, que assumiu que faz hemodiálise, teria algum peso na disputa eleitoral, Pauderney contou que chegou a aconselhar o filho de Amazonino, Armando Mendes, sobre os riscos da disputa.

“Desejo vida longa ao Amazonino, mas eu disse para ele e estava o filho dele presente, o Armando: ‘se eu fosse filho dele, eu não deixava ele ser candidato’. Honestamente, estou falando isso de coração. Até ainda pela relação que tivemos”, respondeu.

Antes do governador Wilson Lima se filiar ao União Brasil, Amazonino chegou a cogitar ir para o UB, mas de acordo com Pauderney, o ex-governador demorou muito para decidir a filiação no partido.

“Ele não tomou a iniciativa de se filiar ao  nosso partido nem antes nem depois da fusão. (…) Teve uma hora que não deu mais. Precisava resolver. Ele tem uma chapa de candidatos a deputado federal pequena e não tem uma estrutura no interior de políticos que o apoiem, não tem um grupo de deputados estaduais que possa eleger. Ele não tem time. Era isso que eu temia”, afirmou. 

Texto: Jefferson Ramos

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson destina mais de R$ 57 milhões para os municípios Caapiranga e Anamã

Os investimentos do Governo do Amazonas têm o objetivo de melhorar a infraestrutura, o escoamento da produção agrícola e a trafegabilidade nos dois municípios.

20 de maio de 2022

Moraes bloqueia bens de Daniel Silveira para garantir pagamento de multas

Medida do ministro Moraes visa garantir que Daniel Silveira pague as multas acumuladas em mais de R$ 600 mil pelo descumprimento do uso de tornozeleira eletrônica.

20 de maio de 2022

Wilson anuncia R$ 1,3 milhão para equipamentos no Hospital de Caapiranga

O hospital recebeu reforma geral, passando por ampliações e adaptações, sendo necessário para o completo atendimento aos usuários, e reforço na estrutura.

20 de maio de 2022

Aliados de Bolsonaro indicam nova visita do presidente ao AM no dia 28 de maio

O anúncio da vinda do presidente foi feito por seus aliados no Amazonas. No entanto, a agenda presidencial ainda não foi divulgada oficialmente pelo Planalto.

20 de maio de 2022

Lula estabiliza em 44% contra 32% de Bolsonaro em nova pesquisa Ipespe

Pesquisa foi realizada por telefone, entre os dias 16 e 18 de maio, com 1 mil entrevistados com idade a partir de 16 anos, em todas as regiões do país.

20 de maio de 2022

Prefeitos do AM criam novo fórum e esvaziam Associação de Municípios

Desde a eleição de Jair Souto para o comando da AAM, os demais prefeitos reclamam da falta interlocução dele com o Governo do Estado para sanar demandas do interior.

20 de maio de 2022

Escolha de ouvidor-geral nas Defensorias deve ser em lista tríplice

Segundo relator Gilmar Mendes, as atribuições conferidas aos membros da Ouvidoria-Geral das Defensorias Públicas estão entre as previstas na Constituição Federal

20 de maio de 2022

‘Wilson levou asfalto onde jamais imaginavam’, diz pré-candidato do Republicanos

Pastor da Igreja Universal diz que não é bolsonarista e tem opinião própria sobre a corrida presidencial, mas se for eleito buscará parceria mesmo com Lula na presidência.

20 de maio de 2022