fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Gilmar Mendes suspende parte da Lei de Improbidade Administrativa

Com a mudança, somente atos graves de agentes públicos poderão provocar a perda de direitos políticos, como a proibição de candidatar-se e de assumir determinados cargos.

3 de outubro de 2021

Compartilhe

Somente atos graves vão provocar perda de direitos políticos (Foto: Reprodução)

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu neste sábado (2) uma parte da Lei de Improbidade Administrativa. Com a mudança, somente atos graves de agentes públicos poderão provocar a perda de direitos políticos, como a proibição de candidatar-se em eleições e de assumir determinados cargos públicos.

Mendes atendeu a pedido do PSB. De acordo com o partido, a retirada de direitos políticos configura uma punição excessiva que deveria ser aplicada apenas quando a improbidade for dolosa (intencional), com o objetivo comprovado de enriquecer ilegalmente e lesar os cofres públicos.

Na decisão, Mendes destacou que a manutenção dos direitos políticos quando o ato não tiver sido doloso está em linha com a Constituição, que procura garantir a participação plena dos cidadãos na política. “Independentemente do tempo de suspensão [dos direitos políticos], a mera aplicação dessa penalidade, a depender da natureza do ato enquadrado, afigura-se excessiva ou desproporcional”, justificou o ministro.

O ministro ressaltou que a decisão segue o projeto que altera a lei de improbidade administrativa, aprovado pelo Senado e que voltou à Câmara para ser votado nesta semana. A proposta prevê que o agente público só pode ser enquadrado por improbidade se ficar comprovada a intenção de agir fora da lei.

Mendes acrescentou que a retirada do trecho da lei dará segurança para as eleições de 2022, ao impedir a cassação de candidaturas com base em atos culposos (sem intenção). Até agora, era definido como improbidade administrativa qualquer ato ou omissão, com ou sem intenção, que descumpre os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições.

O projeto de lei é criticado por entidades como a Transparência Brasil. Após a aprovação pelo Senado, na última quarta-feira (29) a organização informou que a proposta traz retrocessos no combate à corrupção. Um dos principais pontos diz respeito à Lei de Acesso à Informação (LAI), cujo descumprimento seria punido apenas quando for comprovado que o agente obteve vantagem com a não divulgação dos dados.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Disputa para o Governo do AM tem recorde de mulheres para posto de vice

Anne Moura, Ana Milena, Cristiane Balieiro, Rita Nobre e Vera Castelo Branco disputam a vaga. A lista de candidatos inclui Michiles, Tadeu de Souza e o Engenheiro Machadão.

8 de agosto de 2022

Wilson e Braga terão 60% do tempo de propaganda na TV e no rádio

O tempo que cada candidato terá na propaganda eleitoral está relacionado ao tamanho da bancada eleita em 2018 para a Câmara dos Deputados e abrangência das alianças formadas.

8 de agosto de 2022

Wilson garante ter dado condições para novas matrizes econômicas no AM

O governador disse que os investimentos em gás natural e potássio têm avançado e que tem criado condições para desenvolver os novos mercados para reduzir dependência da ZFM.

8 de agosto de 2022

Confira os candidatos às eleições 2022 pelo MDB no Amazonas

O MDB aposta na candidatura de Eduardo Braga e Anne Moura ao Governo do Amazonas, além de apoiar a reeleição de Omar Aziz. 25 nomes concorrem à Aleam e nove à Câmara Federal.

8 de agosto de 2022

Das seis candidaturas ao Senado no Amazonas, apenas uma é feminina

Apesar de os partidos terem confirmados os nomes dos candidatos ao Senado em convenções partidárias, nenhuma candidatura foi registrada ainda oficialmente no TSE.

8 de agosto de 2022

PMB é o primeiro partido do AM a registrar candidaturas no TSE

Entre os 25 candidatos, cinco são ex-vereadores. A lista inclui ex-secretário, professores, empresários, militares, líderes religiosos, contador e digital influencer.

8 de agosto de 2022

Lula declara ao TSE patrimônio de R$ 7,4 milhões menor do que em 2018

O valor é inferior ao declarado por Lula em 2018, quando afirmou ter R$ 8 milhões –na época, ele teve a candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa.

8 de agosto de 2022

Justiça de São Gabriel da Cachoeira determina suspensão de shows

Shows de Barões da Pisadinha, Naiara Azevedo, Amado Batista e Anderson Freire em São Gabriel da Cachoeira está suspensão por liminar da Justiça do município.

8 de agosto de 2022