fbpx

domingo, 16 de maio de 2021

Depoimento de Mandetta acaba após sete horas; Pazuello fica para o dia 19

Com a transferência do depoimento de Eduardo Pazuello, que alegou ter que ficar em 'quarentena' pós contato com pessoas com Covid, Nelson Teich falará nesta quarta-feira (5).

4 de maio de 2021

Compartilhe

Mandetta falou por mais de sete horas. Teich fala hoje e Pazuello no dia 19. Marcelo Queiroga ainda não tem depoimento marcado (Foto: Reprodução)

O depoimento do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta durou mais de nove horas na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 e foi marcado pelo embate entre os governistas, que optaram por defender o uso do kit-covid e tratamento precoce, e o chamado grupo dos 7, que destacou a ineficácia do remédio e os erros do governo de Jair Bolsonaro no enfrentamento da doença.

“Poderíamos ter feito muito melhor se não tivéssemos tomado atitudes tóxicas como essa de remédios sem eficácia”, resumiu Mandetta, criticando ainda a militarização do Ministério da Saúde na gestão do general Eduardo Pazuello.

Além do depoimento de Mandetta, essa primeira sessão de oitivas de testemunhas foi marcada pela transferência do depoimento de Pazuello desta quarta-feira (5) para o dia 19. Pazuello alegou que manteve contato com duas pessoas que tem Covid-19 e se ofereceu para prestar depoimento por videoconferência.

O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD), disse que passou o dia todo em contato com o Comando do Exército para saber das condições de Pazuello para depor e que só no início da tarde um ofício da Secretaria-Geral do Exército trouxe a situação real dele. “A secretaria diz que Pazuello teve contato com duas pessoas contaminadas e colocou como opções: depoimento por vídeo ou presencial em 15 dias”, contou Omar, que colocou em votação propondo que o depoimento ficasse para o dia 19. A opção de Omar foi aprovada por unanimidade.

Com isso, o depoimento do ex-ministro da Saúde Nelson Teich foi transferido de hoje para esta quarta-feira. Teich foi ministro por 28 dias entre abril e maio do ano passado.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia mais:

Leia mais sobre Política

PSDB-AM lamenta morte de Bruno Covas: ‘é exemplo a ser seguido’

Arthur Neto e Luiz Alberto Carijó falaram dos ideais de Covas e destacaram que ele é um exemplo a ser seguido pela militância partidária.

16 de maio de 2021

Omar destaca erro na condução da pandemia e desinteresse por vacinas

O senador Omar Aziz preside a CPI da Covid e fez estas afirmações durante entrevista à GloboNews; Aziz diz que todos sabem que houve 'erro' na condução da pandemia.

16 de maio de 2021

Inspirado na Netflix, grupo lança ‘Bolsoflix’; assista a um dos vídeos

Desde a última sexta (14), um site foi ao ar, reunindo uma série de vídeos do presidente Jair Bolsonaro e seus aliados do Governo Federal; confira o trailer.

16 de maio de 2021

Sem máscara, Bolsonaro pede aprovação do voto impresso e ataca Lula

O presidente Jair Bolsonaro compareceu hoje a atos pró-governo. Com queda na aprovação de seu governo, ele disse aos manifestates que mudanças não são imediatas.

15 de maio de 2021

Empate: população está dividida sobre impeachement de Bolsonaro

A pesquisa DataFolha divulgada hoje (15) indica um empate técnico entre as pessoas que aprovariam, ou não, um processo de impeachement ao presidente Jair Bolsonaro.

15 de maio de 2021

Bancada reage à permissão para Pazzuello ficar calado na CPI

Interrogado na próxima quarta-feira (19) o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazzuello, assegurou no Supremo Tribunal Federal uma liminar que garante o direito de ficar calado.

15 de maio de 2021

Fachin nega pedido da Polícia Federal e não vai investigar Dias Toffoli

Fachin determinou que é preciso aguardar o plenário da Corte se manifestar sobre o tema. O ministro enviou o processo para o plenário virtual do STF.

15 de maio de 2021

Saúde não teve mais recursos pois Governo não contava com segunda onda

Em ofício, o Ministério da Economia indicou que não destinou mais recursos para Saúde na LOA em 2021, pois o ministério não contava com o recrucidamento da pandemia.

15 de maio de 2021