quarta-feira, 17 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

CPI da AM Energia começa a analisar ocorrências de consumidores

O presidente da CPI da Amazonas Energia, deputado Sinésio Campos, disse que vai escolher um dia na semana para analisar casos concretos de abusos com os consumidores.
COMPARTILHE
Energia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) começa nesta quinta-feira (4) a analisar casos de irregularidades e abusos cometidos pela Amazonas Energia com consumidores.

A comissão, que inicialmente estava focada em ouvir órgãos que recebem denúncias, agora passa a escolher um dos três dias de trabalho (terça, quarta ou quinta-feira) para dedicar à apuração de casos concretos.

O presidente da CPI, deputado Sinésio Campos (PT) explicou ao RealTime1 que a prática será rotina dentro dos trabalhos da comissão, pois será uma forma de somar com as informações dos órgãos que estão sendo ouvidos.

”Todo tipo de desmando e abuso que é cometido por essa empresa, nós vamos escolher um dia na semana. Se você filmou algum caso impactante, a CPI vai ouvir, porque isso passa a ser uma forma de identificarmos uma média de 90% de casos que não foram registrados nem no Procon, nem em nenhum outro órgão fiscalizador”, disse o parlamentar.

Um dos primeiros casos a serem analisados será o do senhor Wenceslau Botelho, que mora no bairro Nova Esperança, zona oeste da capital. O morador registrou, neste fim de semana, a ação dos funcionários da concessionária que teriam subido em sua residência sem pedir autorização. Veja:

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Sobre o caso, Sinésio disse que o resultado poderia trazer consequências danosas para ambas as partes.

“Quando o dono da casa quando chegou, perguntou o que ele [funcionário da Amazonas Energia] estava fazendo lá. Se estivesse armado, por exemplo, poderia achar que era um ladrão e tirar a vida daquele funcionário da empresa”, observou o deputado.

CPI da Amazonas Energia

A CPI da Amazonas Energia teve início no dia 19 de outubro após idas e vindas junto ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). A comissão foi instaurada no dia 02 de setembro, no entanto foi derrubada no dia 4 do mesmo mês. Durante plantão judicial, o desembargador Airton Luís Corrêa Gentil decidiu suspender os trabalhos alegando que o requerimento que deu origem à CPI era genérico. No dia 11 de outubro o desembargador Paulo Lima, do TJAM, derrubou a decisão após mais de um mês da Procuradoria-Geral da Aleam ter protocolado um recurso para derrubar a liminar.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

COMPARTILHE