fbpx

sábado, 23 de outubro de 2021

Primeira reunião da CPI da Amazonas Energia é marcada para dia 19

Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia, que havia sido suspensa em setembro, teve sua continuidade autorizada pela Justiça nesta segunda-feira.

13 de outubro de 2021

Compartilhe

Concessionária de energia é acusada de realizar cortes no fornecimento de inadimplentes sem comunicá-los antecipadamente (Foto: Reprodução)

O deputado estadual Sinésio Campos (PT) definiu para a próxima terça-feira (19) a primeira reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia. O parlamentar se reuniu na manhã desta quarta-feira (13) com os membros da comissão para definir como será a estratégia de trabalho para investigar supostas irregularidades cometidas pela concessionária.

Sinésio, que é presidente da CPI, destacou que o povo terá prioridade no que se refere a obtenção de informações para munir os membros da comissão, essa é a primeira estratégia de trabalho.

”Queremos primeiro ouvir, já na terça-feira, a Defensoria Pública Estadual, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal. Esses órgãos têm departamentos que tratam da defesa do consumidor e terão oportunidade de encaminhar as denúncias que chegam até eles. Primeiro vamos coletar o que eles têm e depois convocar a empresa, a Aneel e tomar outras providências”, afirmou o presidente

Sinésio afirmou ainda que nesta primeira reunião deverá propor o calendário das reuniões, oitivas e encaminhamentos. O parlamentar disse ainda que espera que tudo seja resolvido no prazo legal. ”Queremos que essa CPI trabalhe sem ser necessário a prorrogação de prazo, até porque a sociedade tem pressa e aguarda uma solução para descaso com que essa empresa vem causando danos e prejuízos à sociedade”, disse.

Durante a sessão plenária na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado Álvaro Campêlo comentou a decisão do TJAM e repudiou os trabalhos da Amazonas Energia no último domingo (10) no bairro Parque 10 de novembro, quando muitos carros da concessionária, realizaram cortes e manutenção da rede elétrica.

”A empresa Amazonas Energia acha que o Amazonas é uma terra sem lei, eu tenho recebido denúncias de que a empresa tem feito cortes em dias que não é permitido isso, sextas, sábados, domingos, vésperas de feriado e feriados. O consumidor tem que ser avisado em um prazo de 15 dias antes do corte, mas a empresa não tem respeitado isso. Eu espero que essa CPI possa apurar esses desmandos e apurar essas irregularidades”, afirmou.

A CPI teve sua continuidade autorizada pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) na última segunda-feira (11) após ter sido suspensa em caráter liminar pela Justiça em setembro por meio de uma liminar concedida pelo TJAM à Amazonas Energia. Na ocasião, os advogados da concessionária defendiam que os deputados teriam aberto uma investigação sem ter ”fato certo e determinado”.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Gilberto Kassab anuncia Rodrigo Pacheco como candidato a presidente

O presidente Nacional do PSD revelou, neste sábado, que o candidato do partido à presidência, no próximo ano, será o senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado.

23 de outubro de 2021

Wilson Lima e David Almeida assinam convênios de mais de meio bilhão

O governador Wilson Lima e o prefeito David Almeida assinarão, amanhã, uma série de convênios que representarão um presente para a cidade que fará 352 anos neste domingo.

23 de outubro de 2021

STF realiza audiência para discutir a criação do juiz de garantias

Juiz de garantias vai atuar fiscalizando a legalidade dos atos praticados pelo juiz da instrução criminal, o que gerou uma dúvida sobre a constitucionalidade desta novidade.

23 de outubro de 2021

Congresso abre prazo para apresentação de emendas a LOA da União

Lei Orçamentária Anual (LOA) do Governo Federal reservou R$ 16,2 bilhões para os parlamentares apresentarem emendas com execução obrigatória no próximo ano.

23 de outubro de 2021

Improbidade administrativa um problema recorrente das prefeituras

Para analista político, irregularidades na prestação de contas pode ser fruto da falta de pessoal, dificuldades dos servidores e até mesmo má fé com a causa pública.

23 de outubro de 2021

“Baixo orçamento é oriundo de Arthur Neto”, culpa Antônio Stroski

Titular da secretaria de meio ambiente disse que política de "encolhimento" de antecessor foi responsável pelo atual orçamento de R$ 17,1 milhões em 2022.

23 de outubro de 2021

Após viagens na pandemia e diagnóstico de Covid-19, Assis volta à CMM

Vereador chamava a atenção de pessoas por aglomerações e o não uso de máscara, mas na Pandemia emendou duas viagens seguidas em agosto e voltou pra Manaus com Covid-19.

22 de outubro de 2021

Ex-ministro Esteves Colnago assumirá Secretaria de Tesouro e Orçamento

A nomeação foi confirmada há pouco pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em declaração conjunta ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

22 de outubro de 2021