fbpx

sábado, 23 de outubro de 2021

Sinésio quer saber se TJAM é favorável ou não à CPI da Amazonas Energia

Além de Sinésio, os deputados Wilker Barreto e Serafim Corrêa também manifestaram indignação pela demora no andamento da CPI e pelo serviço prestado pela Amazonas Energia.

5 de outubro de 2021

Compartilhe

O parlamentar cobrou posicionamento do Tribunal nesta terça-feira (Foto: Reprodução)

O deputado estadual Sinésio Campos (PT), eleito no começo do mês presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia, usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta terça-feira (5) para cobrar do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) uma resposta mais rápida em relação aos desdobramentos da CPI.

Sinésio falou sobre os constantes problemas envolvendo a companhia e reclamou da demora do judiciário em destravar o processo. Ele destacou ainda que a demora poderia prejudicar o andamento da CPI, caso precise estendê-la para 2022, ano de eleições.

O parlamentar afirmou que vai deixar a cargo da presidência e da procuradoria da Aleam a interlocução junto ao TJAM.

”Não é possível mais estar postergando uma decisão. Eu faço aqui um apelo ao Tribunal de Justiça (…) tendo em vista que já chegamos em outubro e daqui a pouco chega o final do ano e ano que vem é ano eleitoral e isso poderia caracterizar outros interesses. Eu faço um apelo para que o Tribunal de Justiça, o pleno agora, se posicione se é favorável ou não à CPI”, pediu o deputado petista.

Serafim Corrêa (PSB) classificou como precária a decisão judicial que barrou a continuidade da CPI. ”Não e possível ficarmos dependendo eternamente de uma decisão, aquela decisão é precária e provisória”.

O deputado Álvaro Campêlo (PP), que estava presidindo a sessão desta terça, sugeriu criar uma comissão de deputados para, pessoalmente, cobrar a presidência do TJAM sobre o tema.

Procurada pelo RealTime1, a assessoria do TJAM informou que informou que, conforme a movimentação processual, o relator do processo, desembargador Paulo Lima, determinou que a Amazonas Energia promova uma indicação correta da pessoa jurídica mencionada na petição.

Ainda conforme o TJAM, tão logo o erro seja corrigido, a parte interessada poderá se manifestar e o processo deverá continuar.

Também procurada pela reportagem, a concessionária não respondeu aos questionamentos do RealTime1 acerca do erro no CNPJ.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Após viagens na pandemia e diagnóstico de Covid-19, Assis volta à CMM

Vereador chamava a atenção de pessoas por aglomerações e o não uso de máscara, mas na Pandemia emendou duas viagens seguidas em agosto e voltou pra Manaus com Covid-19.

22 de outubro de 2021

Ex-ministro Esteves Colnago assumirá Secretaria de Tesouro e Orçamento

A nomeação foi confirmada há pouco pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em declaração conjunta ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

22 de outubro de 2021

Presidência ou Senado? Sérgio Moro confirma filiação ao Podemos

O ex-juiz deve decidir se concorrerá à Presidência ou ao Senado em breve. A expectativa dentro do partido é que Moro concorra ao Palácio do Planalto.

22 de outubro de 2021

Precatórios: mudanças no teto de gastos, vacinas e Auxílio Brasil

O relator, deputado Hugo Motta, destacou que a aprovação é importante para garantir o Auxílio Brasil, com a previsão de R$ 400 para atender 17 milhões de famílias em 2022.

22 de outubro de 2021

Magistrados do TJAM custaram quase 50 mil em 2020, diz CNJ

Relatório Justiça em Números, produzido pelo Conselho Nacional de Justiça, apresenta números detalhados da atividade dos tribunais brasileiros em 2020.

22 de outubro de 2021

Grupo Samel se posiciona sobre estudo com a proxalutamida

Diretoria do grupo Samel explicou, em direito de resposta obtido na Justiça contra o jornal O Globo, qual papel da empresa na pesquisa com medicamento proxalutamida.

22 de outubro de 2021

Senado aprova PL que prevê repasse de R$ 2 bilhões para Santas Casas

As entidades a serem beneficiadas são aquelas que complementam as operações do SUS, recebendo demandas do sistema público. O texto ainda precisa ser votado na Câmara.

22 de outubro de 2021

Governo pede correção na autorização de empréstimo de R$ 452 milhões

Governo alegou que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) solicitou garantias mais sólidas para a celebração do contrato entre as partes.

22 de outubro de 2021