fbpx

quinta, 09 de dezembro de 2021

Prefeitura de Manaus prevê orçamento de R$ 7,1 bilhões para 2022

Orçamento 2022 cresceu 28% comparado com o deste ano. Prévia orçamentária previa uma receita um pouco menor de R$ 6,9 bilhões e, agora, ultrapassa os R$ 7 bi.

19 de outubro de 2021

Compartilhe

A LOA, que é orçamento em si, tem a metade do orçamento distribuído em três secretarias. A Secretaria de Educação ficou com a maior fatia (Foto: Divulgação)

O orçamento da Prefeitura de Manaus para o exercício de 2022 cresceu 28% em comparação com o aprovado para este ano. A informação consta no projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) encaminhado pelo prefeito David Almeida (Avante) à Câmara Municipal (CMM), fixando despesas e receitas do município em R$ 7,1 bilhões.

A peça orçamentária, a primeira feita por David Almeida, prevê gastos de R$ 1,8 bilhão pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), R$ 1,2 bilhão para Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e R$ 1,040 bilhão para a Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef).

Aos cofres da Câmara Municipal de Manaus (CMM) serão transferidos R$ 200,7 milhões para o exercício de 2022. Um crescimento de receita de 24% comparado com o orçamento de 2021. Os repasses são feitos mensalmente em parcelas de, em média, R$ 14 milhões.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que orienta a confecção da LOA, aprovada em julho pelos vereadores previa uma receita de R$ 6,9 bilhões para o próximo ano.

E agora?

O primeiro passo da análise que a Câmara faz do orçamento é dado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que analisa apenas a constitucionalidade do projeto orçamentário. O debate financeiro é feito na Comissão de Finanças, Economia e Orçamento (Cfeo). Segundo o presidente da Cfeo, vereador Lissasndro Breval (Avante), ainda não existe prazo para os vereadores apresentarem emendas à LOA.

O projeto da LOA reservou R$ 42,5 milhões para as emendas parlamentares individuais. Os 41 parlamentares da CMM, portanto, terão R$ 1,037 milhão cada um para direcionar os gastos públicos. Esses recursos podem ser aplicadas em obras, secretarias e até transferido a organizações não governamentais.

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Congresso promulga PEC dos precatórios e viabiliza Auxílio Brasil de R$ 400

A promulgação da PEC vai abrir um fôlego orçamentário de R$ 106,1 bilhões para o governo Bolsonaro gastar até R$ 50 bilhões com o pagamento de R$ 400.

8 de dezembro de 2021

Alfredo Nascimento diz não ter espaço para esquerdistas no PL

Nascimento, que é vice presidente do PL, contrariou acordo de Waldemar Costa Neto com Marcelo Ramos e disse que o cargo de vice-presidente é do partido e não do parlamentar.

8 de dezembro de 2021

Câmara aprova convite a general Heleno para explicar garimpo na Amazônia

O convite ao general Heleno vem depois que jornal revelou que ele liberou garimpo em terras indígenas ainda intocadas no interior na região de São Gabriel da Cachoeira.

8 de dezembro de 2021

Pesquisa coloca Lula na primeira colocação no primeiro turno

De acordo com a pesquisa da Genial/Quaest, o ex-presidente Lula tem 46% das intenções de votos, bem próximo de ganhar a eleição já no primeiro turno.

8 de dezembro de 2021

MDB lança Simone Tebet para concorrer à Presidência da República

Senadora pelo Mato Grosso, Simone Tebet fez um discurso criticando o governo de Jair Bolsonaro e enfatizando a necessidade de atenção aos mais vulneráveis do País.

8 de dezembro de 2021

Anulação da licença do Linhão Manaus-Boa Vista é pedida à Justiça

Falta de acordo para o pagamento de compensações aos Waimiris-Atroaris é apontado pelo Ministério Público Federal como grave violação das regras ambientais.

8 de dezembro de 2021

Telefonia na região Norte é tema de audiência na Câmara Federal

Autor do pedido de audiência, o deputado Pablo Oliva diz que precariedade do serviço de telefonia na região deixa as populações em situação de vulnerabilidade social.

8 de dezembro de 2021

Bolsonaro edita MP que cria benefício extraordinário para os pobres

Medida Provisória formaliza o pagamento do Auxílio Brasil já neste mês de dezembro e abre a possibilidade de prorrogação do programa até dezembro do próximo ano.

8 de dezembro de 2021