fbpx

domingo, 16 de janeiro de 2022

‘Paz & Amor’ ficou em 2021: Amazonino faz novo ataque a Wilson Lima

Baixar o nível, ainda em pré-campanha, e atacar o atual governador, que sobe nas pesquisas, pode ser um tiro no pé da equipe de marketing do ex-governador Amazonino Mendes.

4 de janeiro de 2022

Compartilhe

Enquanto Wilson Lima sobe nas pesquisas, Amazonino aparece com intenções de votos estagnadas (Foto: Reprodução)

Em 2021 a ideia era “invadir” as redes sociais com o que a equipe de comunicação de Amazonino chamou de “resgate histórico”.

Na virada do ano, no entanto, o Amazonino “paz & amor” parece ter ficado pra trás e agora a comunicação do ex-governador partiu para o ataque.

Depois de ter criticado a mensagem de fim de ano do governador, no dia 31 de dezembro a equipe de Amazonino fez um envio em massa de uma imagem do Wilson com um gorro de Papai Noel, com o texto “Já é o último ano do governo Wilson Lima na Austrália”, fazendo alusão ao fuso horário do país localizado na Oceania, onde já seria dia 1º de janeiro de 2022, ano este que será marcado pela disputa pelo cargo de governador do Amazonas.

Nesta segunda-feira (3), usando a fotografia de um cemitério com dezenas de sepulturas em primeiríssimo plano – que retrata um dos momentos mais críticos vivenciados pelo Amazonas durante o pico da pandemia no ano passado – a equipe de Amazonino disparou a imagem com a legenda: “O Amazonas não pode errar de novo. #ForaWilsonLima”.

Ciente de que as novas ações tomadas por Wilson Lima tem apresentado bons resultados, inclusive indicando uma elevada redução no índice de rejeição do governador, a equipe de Amazonino tem criado ‘peças publicitárias’ com o intuito de viralizar e, consequentemente, manchar a imagem do governador.

Para especialistas, a estratégia da equipe de Amazonino de atacar o atual governador que vem subindo nas pesquisas, principalmente no interior do Estado, e reduzindo os índices de rejeição, pode ser “um tiro no pé” do ex-governador, cujos números estão estagnados e não passam de 30%.

Da Redação

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Sindicato diz que MP-AM coloca servidores em risco de infecção por covid-19

Entidade que representa servidores do MP pede para que o órgão reconsidere a decisão de revezamento do trabalho. Servidores do grupo de risco foram colocados no revezamento.

16 de janeiro de 2022

Militares ensaiam retorno a posição mais discreta depois de fiasco no governo Bolsonaro

Desde o início a posse do presidente Bolsonaro, militares das três forças embarcaram no governo do ex-capitão expulso do Exército baseados na alta avaliação da população.

16 de janeiro de 2022

Ministros do STF atuam na disputa por indicação de vagas do STJ

Gilmar, Fux, Toffoli e Nunes Marques apoiam postulantes às duas cadeiras que serão preenchidas no Superior Tribunal. O STJ está há um ano com menos dois ministros.

16 de janeiro de 2022

Bolsonaro fala com donos de pousada interditada por não se vacinarem

Proprietários de pousada em Fernando de Noronha (PE) haviam se recusado a tomar vacina. Bolsonaro criticou decisão do governador pernambucano Paulo Câmara (PSB).

16 de janeiro de 2022

Bolsonarista Luciano Hang recupera conta no Twitter após 3 dias suspenso

Hang foi suspenso do Twitter nesta quarta-feira (12) por compartilhar fake news. A assessoria do empresário argumentou que a decisão viola a liberdade de expressão dele.

16 de janeiro de 2022

Capitã Cloroquina é condenada a pagar R$ 10 mil em ação contra Aziz

Capitã Cloroquina alegou no processo “demonstração de misoginia” em críticas feitas pelo senador Omar Aziz em entrevistas à imprensa. O senador alegou imunidade parlamentar.

16 de janeiro de 2022

TV RealTime1 promove série de entrevistas para explicar regras eleitorais

A minireforma eleitoral, aprovada em 2021, trouxe dúvidas para candidatos e eleitores e, por isso, a TV RealTime1 fará três programas especiais sobre o tema nesta semana.

16 de janeiro de 2022

Érico Desterro diz que Tribunal de Contas tem autonomia para analisar gastos da ALE-AM

Érico Desterro preside pela segunda vez o Tribunal de Contas do Amazonas. Na avaliação dele, o Tribunal de Contas é totalmente independente apesar de orçamento compartilhado.

15 de janeiro de 2022