fbpx

domingo, 01 de agosto de 2021

‘Jabutis’ da Eletrobras: um ‘atropelo à legislação’, diz procurador do MPF

Em 2015, o Supremo Tribunal Federal já havia decido que a inclusão de emendas sem pertinência ao tema proposto pelo Executivo violam os preceitos da Constituição Brasileira.

24 de junho de 2021

Compartilhe

Para procurador, 'jabuti' é inconstitucional (Foto: Reprodução)

A Medida Provisória 1031/2021 tratava da privatização da Eletrobras, mas seguiu para a sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com 13 emendas aprovadas no Congresso sem qualquer relação direta com a desestatização proposta pelo Planalto, os chamados ‘jabutis’. Na avaliação do procurador da República do Ministério Público Federal (MPF), Júlio Araújo, essa prática é inconstitucional.

O Supremo Tribunal Federal (STF), em 2015, já havia decidido que os deputados e senadores não poderiam incluir, em MPs, emendas parlamentares que não tivessem pertinência temática da nova norma em questão.

No caso desta semana, um dos jabutis inseridos na MP da privatização da Eletrobras trata da liberação, sem aval dos indígenas Waimiris-Atroaris, das obras de extensão do Linhão de Tucuruí até Boa Vista (RR). Essa interligação da capital roraimense ao Sistema Integrado Nacional de Energia Elétrica (SIN) será construída ao largo da rodovia BR-174 e passa pela Terra Indígena Waimiri-Atroari e, por isso, precisaria de licenciamento ambiental e da realização de audiências públicas com a comunidade.

“Tentar passar na marra, atropelar os procedimentos necessários para a construção da Linha de Transmissão é claramente uma violação da Constituição e do entendimento do próprio STF”, disse o procurador.

Atropelamento

Na avaliação de Araújo, a redação proposta pelos congressistas foi um atropelo da regulação praticada no Brasil e em tratados internacionais, pois os trechos inclusos nas comissões temáticas – tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado – não estão ligados ao objetivo da Medida Provisória que buscava a capitalização da estatal para reduzir a participação da União.

“O jabuti não é constitucional. O próprio Supremo já disse isso e, ainda que fosse, há todos os cumprimentos de uma legislação que é necessária, inclusive no ponto de vista da Convenção [Sobre os Povos Indígenas] 169 do Tratado Internacional [da Conferência Internacional do Trabalho] que indica a necessidade de procedimentos em relação ao Linhão de Tucuruí”, indicou o procurador.

Texto: Giovanna Marinho

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Presidente diz que eleição sem voto impresso será ‘farsa’ inaceitável

Presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste sábado de 'motociata' em Presidente Prudente, criticou a urna eletrônica e ameaçou não aceitar o resultado da eleição.

31 de julho de 2021

Wilson celebra o ritmo da vacinação da população em 53 municípios

Governador Wilson Lima comemorou que o avanço da vacinação permitiu que 53 municípios já tenham vacinado ou estejam vacinando toda a população adulta alvo do PNI.

31 de julho de 2021

Vice do TRE-AM critica Bolsonaro e alerta para ‘clima de guerra’

Desembargador Jorge Lins falou ao RealTime1 sobre as acusações do presidente de eleições fraudadas e o clima de intranquilidade que elas trazem a paz social no País.

31 de julho de 2021

Pazuelo mentiu sobre o TrateCov na CPI, atesta análise do TCU

Conclusão dos técnicos do TCU desmente argumento apresentado pelo ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello à CPI da Covid de que a plataforma teria sido adulterada por hackers.

31 de julho de 2021

PF deve retomar investigação sobre interferência de Bolsonaro

Decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes. Inquérito apura se o presidente tentou interferir na Polícia Federal, buscando proteger os filhos.

31 de julho de 2021

Bolsonaristas promovem manifestação em apoio ao voto impresso

Grupo Conservador Amazonas espera reunir, neste domingo, na avenida das Torres, apoiadores da proposta defendida pelo presidente em transmissão ao vivo nesta quinta-feira.

31 de julho de 2021

CPI vai analisar 28 requerimentos que envolvem amazonenses

Destaque na lista de requerimentos, está o pedido contra o deputado estadual Fausto Júnior (MDB), a mãe dele, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Yara Lins.

31 de julho de 2021

MPAM recomenda exoneração de 35 servidores públicos em Itapiranga

A recomendação é dirigida à prefeita, ao presidente da Câmara Municipal e a agentes que detenham a atribuição de nomear e de exonerar ocupantes de cargos comissionados.

30 de julho de 2021