fbpx

domingo, 16 de maio de 2021

Empresário do entretenimento, Alemão critica fechamento da praça

Decisão foi tomada após o local registrar grande aglomeração de pessoas durante o último fim de semana. Para o vereador, "ninguém pode ser culpado pelo erro do seu vizinho".

13 de abril de 2021

Compartilhe

Vereadores defenderam funcionamento de bares do Eldorado dentro de seus estabelecimentos (Foto: Reprodução)

Um dia após o governador Wilson Lima (PSC) anunciar o fechamento por 15 dias de bares e restaurantes da Praça do Caranguejo, localizada no conjunto Eldorado, na zona Centro-Sul de Manaus, o vereador William Alemão (Cidadania) pediu flexibilização das medidas, em sessão realizada na Câmara Municipal de Manaus (CMM) na manhã desta terça-feira (13).

A decisão foi tomada após o local registrar grande aglomeração de pessoas durante o último fim de semana, desrespeitando o decreto estadual que determina funcionamento de bares e restaurantes com 50% de ocupação e distanciamento social. Mas, na opinião do vereador Alemão, “ninguém pode ser culpado pelo erro do seu vizinho”.

“A resposta do governador com relação aos vídeos que foram colocados em todas as redes sociais, de certa forma, foi exagerado porque muitos daqueles empresários trabalham de forma a cumprir o decreto, [com] afastamento de mesas, álcool em gel. Mas quando vimos aqueles vídeos de sábado não se consegue identificar quem é quem, até pela quantidade muito grande de gente”, avaliou.

Funcionamento dentro dos estabelecimentos

O vereador Rodrigo Guedes (PSC) concordou com a crítica e anunciou que vai apresentar proposta para que os estabelecimentos comerciais do Eldorado possam funcionar dentro de seus espaços físicos.

“Não pode haver uma discriminação deles em relação a outros comerciantes de Manaus. Óbvio que houve o desrespeito ao decreto, ao distanciamento social, mas, como você muito bem falou, não foi de todos. Concordo que a praça seja novamente utilizada para o fim de comércio, bar e restaurante. Mas dentro dos seus estabelecimentos sim, eles podem e devem funcionar”, disse Guedes.

A proposta também foi defendida por William Alemão.

“O que está em jogo é a manutenção desses empregos. Existe um decreto hoje aonde os restaurantes podem funcionar com 50% [de ocupação] dentro do seu espaço. Em nenhum momento, nesses próximos 15 dias, eu vou defender que a Praça do Caranguejo volte a funcionar do jeito que estava”, respondeu Alemão.

Contraponto

Wallace Oliveira (Pros) se posicionou sobre os restaurantes do local. Segundo o parlamentar, a medida poderá minimizar os efeitos de uma possível terceira onda da Covid-19 na capital.

“A atitude que o governador tomou foi a mais correta. Era inadmissível o que estava acontecendo. Existem normas que norteiam o funcionamento desses estabelecimentos. Tem que ser cumprido o que fala o decreto: 50% da capacidade e distanciamento. Se essa terceira onda se efetivar, essas pessoas que estavam lá serão as primeiras a ‘tacar a peia’ na gente. Mas não vão lembrar que lá trás, naquele momento, contribuíram para o que pode acontecer em uma terceira onda”, alertou.

Reportagem: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Política

PSDB-AM lamenta morte de Bruno Covas: ‘é exemplo a ser seguido’

Arthur Neto e Luiz Alberto Carijó falaram dos ideais de Covas e destacaram que ele é um exemplo a ser seguido pela militância partidária.

16 de maio de 2021

Omar destaca erro na condução da pandemia e desinteresse por vacinas

O senador Omar Aziz preside a CPI da Covid e fez estas afirmações durante entrevista à GloboNews; Aziz diz que todos sabem que houve 'erro' na condução da pandemia.

16 de maio de 2021

Inspirado na Netflix, grupo lança ‘Bolsoflix’; assista a um dos vídeos

Desde a última sexta (14), um site foi ao ar, reunindo uma série de vídeos do presidente Jair Bolsonaro e seus aliados do Governo Federal; confira o trailer.

16 de maio de 2021

Sem máscara, Bolsonaro pede aprovação do voto impresso e ataca Lula

O presidente Jair Bolsonaro compareceu hoje a atos pró-governo. Com queda na aprovação de seu governo, ele disse aos manifestates que mudanças não são imediatas.

15 de maio de 2021

Empate: população está dividida sobre impeachement de Bolsonaro

A pesquisa DataFolha divulgada hoje (15) indica um empate técnico entre as pessoas que aprovariam, ou não, um processo de impeachement ao presidente Jair Bolsonaro.

15 de maio de 2021

Bancada reage à permissão para Pazzuello ficar calado na CPI

Interrogado na próxima quarta-feira (19) o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazzuello, assegurou no Supremo Tribunal Federal uma liminar que garante o direito de ficar calado.

15 de maio de 2021

Fachin nega pedido da Polícia Federal e não vai investigar Dias Toffoli

Fachin determinou que é preciso aguardar o plenário da Corte se manifestar sobre o tema. O ministro enviou o processo para o plenário virtual do STF.

15 de maio de 2021

Saúde não teve mais recursos pois Governo não contava com segunda onda

Em ofício, o Ministério da Economia indicou que não destinou mais recursos para Saúde na LOA em 2021, pois o ministério não contava com o recrucidamento da pandemia.

15 de maio de 2021