fbpx

quinta, 09 de dezembro de 2021

Convenções partidárias dão início a eleição suplementar em Coari

O período para realização das convenções começa nesta sexta feira e já em 5 de novembro partidos devem inscrever os candidatos. Propaganda inicia no dia 6 de novembro.

26 de outubro de 2021

Compartilhe

Eleições suplementares foram decretadas pelo TSE depois que a Corte decidiu que a reeleição de Adail Filho é o terceiro mandato do seu grupo familiar (Foto: Divulgação)

A partir desta sexta-feira (29) a corrida eleitoral suplementar para a Prefeitura de Coari inicia oficialmente quando passa a valer o prazo para a realização das convenções partidárias que definem os nomes dos candidatos.

As convenções podem ser realizadas até o dia 2 de novembro. No dia 6 de novembro, a propaganda eleitoral é liberada em todas as modalidades.

A minuta aprovada, nesta segunda-feira, pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) e estabelece o calendário eleitoral suplementar destaca que, por conta do “exíguo período”, não haverá propaganda gratuita em rádio e televisão, “sendo admitidos todos os demais meios legalmente previstos”.

A partir de 6 de novembro também os candidatos poderão realizar comícios e utilizar aparelhagem de sonorização fixa, alto-falantes ou amplificadores de som, nas sedes dos partidos ou em veículos. Propaganda eleitoral na internet é liberada no mesmo dia, mas vedada qualquer tipo de propaganda paga.

Os partidos têm até às 19h00 do dia 5 de novembro para registrar os candidatos. Também a partir dessa data fica proibido os candidatos participarem de inauguração de obras públicas, bem como a realização de qualquer inauguração e shows pagos com dinheiro público.

No dia 7 de outubro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o mandato do prefeito reeleito Adail Filho (Progressistas) e decretou novas eleições no município. A Justiça Eleitoral entendeu que a eleição de Adail configurou o terceiro mandato consecutivo dentro do mesmo núcleo familiar.

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Congresso promulga PEC dos precatórios e viabiliza Auxílio Brasil de R$ 400

A promulgação da PEC vai abrir um fôlego orçamentário de R$ 106,1 bilhões para o governo Bolsonaro gastar até R$ 50 bilhões com o pagamento de R$ 400.

8 de dezembro de 2021

Alfredo Nascimento diz não ter espaço para esquerdistas no PL

Nascimento, que é vice presidente do PL, contrariou acordo de Waldemar Costa Neto com Marcelo Ramos e disse que o cargo de vice-presidente é do partido e não do parlamentar.

8 de dezembro de 2021

Câmara aprova convite a general Heleno para explicar garimpo na Amazônia

O convite ao general Heleno vem depois que jornal revelou que ele liberou garimpo em terras indígenas ainda intocadas no interior na região de São Gabriel da Cachoeira.

8 de dezembro de 2021

Pesquisa coloca Lula na primeira colocação no primeiro turno

De acordo com a pesquisa da Genial/Quaest, o ex-presidente Lula tem 46% das intenções de votos, bem próximo de ganhar a eleição já no primeiro turno.

8 de dezembro de 2021

MDB lança Simone Tebet para concorrer à Presidência da República

Senadora pelo Mato Grosso, Simone Tebet fez um discurso criticando o governo de Jair Bolsonaro e enfatizando a necessidade de atenção aos mais vulneráveis do País.

8 de dezembro de 2021

Anulação da licença do Linhão Manaus-Boa Vista é pedida à Justiça

Falta de acordo para o pagamento de compensações aos Waimiris-Atroaris é apontado pelo Ministério Público Federal como grave violação das regras ambientais.

8 de dezembro de 2021

Telefonia na região Norte é tema de audiência na Câmara Federal

Autor do pedido de audiência, o deputado Pablo Oliva diz que precariedade do serviço de telefonia na região deixa as populações em situação de vulnerabilidade social.

8 de dezembro de 2021

Bolsonaro edita MP que cria benefício extraordinário para os pobres

Medida Provisória formaliza o pagamento do Auxílio Brasil já neste mês de dezembro e abre a possibilidade de prorrogação do programa até dezembro do próximo ano.

8 de dezembro de 2021