fbpx

domingo, 16 de janeiro de 2022

Casa Militar compra 160 algemas para Guarda Municipal de Manaus

A aquisição dá continuidade ao plano do prefeito David Almeida de armar a Guarda Municipal de Manaus. Apesar da nova compra, os guardas não fazem policiamento ostensivo.

9 de dezembro de 2021

Compartilhe

O trabalho da GCM é limitado à proteção de prédios e espaços municipais (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Manaus continua o processo de estruturação da Guarda Municipal de Manaus (GMM) e, desta vez, a Casa Militar comprou algemas para municiar os guardas. A compra é assinada pela Casa Militar.

De acordo com despacho publicado na edição desta terça-feira (7), do Diário Oficial do Município (DOM), por 160 algemas, a Prefeitura vai pagar o valor de R$ 29 mil à empresa Algema Brasil Indústria, Comércio e Monitoramento de Sistemas Ltda. O contrato tem duração de três meses.

A compra é assinada pela Casa Militar que, até a estruturação da nova Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semseg), segue no comando da Guarda Municipal. A criação da nova secretaria foi aprovada pelos vereadores no dia 6 deste mês e irá abrigar 68 cargos públicos.

Ainda de acordo com despacho publicado no DOM, as algemas são produzidas em “matéria de aço inox austenítico antiferrugem, do tipo punho duplo e com junção de algemas por elos de corrente, além de alça dentada de fechamento com guias corrediças”.

Policiamento ostensivo não é competência da GMM

Desde que espaços públicos municipais foram atacados por uma facção criminosa, em julho, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), iniciou o processo para armar a guarda. No mês passado, David Almeida entregou 250 pistolas semiautomáticas calibre 9 milímetros e seis automóveis.

Em julho, os deputados estaduais aprovaram uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Amazonas que liberou o uso de armamento pelas guardas municipais do estado. Essa mesma PEC vetou o policiamento ostensivo.

O RealTime1 vem acompanhando as contratações para viabilizar a estruturação da Guarda Municipal. Tanto que, no último dia 24, mostrou uma outra compra de R$ 30 mil para aquisição de 60 granadas de gás lacrimogêneo e a mesma quantidade em spray de pimenta.

Apesar das aquisições de equipamentos similares aos usados pela Polícia Militar, os guardas municipais não podem atuar no policiamento ostensivo e nem no combate ao tráfico de drogas. O trabalho da GCM é limitado à proteção de prédios e espaços municipais.

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Sindicato diz que MP-AM coloca servidores em risco de infecção por covid-19

Entidade que representa servidores do MP pede para que o órgão reconsidere a decisão de revezamento do trabalho. Servidores do grupo de risco foram colocados no revezamento.

16 de janeiro de 2022

Militares ensaiam retorno a posição mais discreta depois de fiasco no governo Bolsonaro

Desde o início a posse do presidente Bolsonaro, militares das três forças embarcaram no governo do ex-capitão expulso do Exército baseados na alta avaliação da população.

16 de janeiro de 2022

Ministros do STF atuam na disputa por indicação de vagas do STJ

Gilmar, Fux, Toffoli e Nunes Marques apoiam postulantes às duas cadeiras que serão preenchidas no Superior Tribunal. O STJ está há um ano com menos dois ministros.

16 de janeiro de 2022

Bolsonaro fala com donos de pousada interditada por não se vacinarem

Proprietários de pousada em Fernando de Noronha (PE) haviam se recusado a tomar vacina. Bolsonaro criticou decisão do governador pernambucano Paulo Câmara (PSB).

16 de janeiro de 2022

Bolsonarista Luciano Hang recupera conta no Twitter após 3 dias suspenso

Hang foi suspenso do Twitter nesta quarta-feira (12) por compartilhar fake news. A assessoria do empresário argumentou que a decisão viola a liberdade de expressão dele.

16 de janeiro de 2022

Capitã Cloroquina é condenada a pagar R$ 10 mil em ação contra Aziz

Capitã Cloroquina alegou no processo “demonstração de misoginia” em críticas feitas pelo senador Omar Aziz em entrevistas à imprensa. O senador alegou imunidade parlamentar.

16 de janeiro de 2022

TV RealTime1 promove série de entrevistas para explicar regras eleitorais

A minireforma eleitoral, aprovada em 2021, trouxe dúvidas para candidatos e eleitores e, por isso, a TV RealTime1 fará três programas especiais sobre o tema nesta semana.

16 de janeiro de 2022

Érico Desterro diz que Tribunal de Contas tem autonomia para analisar gastos da ALE-AM

Érico Desterro preside pela segunda vez o Tribunal de Contas do Amazonas. Na avaliação dele, o Tribunal de Contas é totalmente independente apesar de orçamento compartilhado.

15 de janeiro de 2022