fbpx

sexta, 01 de julho de 2022

Amazonas Energia nega cortes em unidades com débitos na pandemia

Empresa justifica que os cortes foram realizados apenas em unidades que estavam sem o fornecimento de energia antes e insistiram em religar na Pandemia.

17 de novembro de 2021

Compartilhe

(Foto: Divulgação/Amazonas Energia)

A coordenadora do departamento jurídico da Amazonas Energia, Sandra Maria Carvalho Farias, negou, em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia, que a empresa tenha desobedecido às legislações, em especial às Leis nº 5.143/20 e nº 5.145/20, que proíbem a interrupção de fornecimento de energia elétrica por falta de pagamento enquanto durar o Estado de Calamidade Pública.

Sandra foi ouvida pela CPI na última terça-feira (16), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). Ela ressaltou que há dois momentos distintos quando o assunto é o corte de energia elétrica no Amazonas.

“Até outubro de 2020 nós não cortamos a energia das unidades que adquiriram débitos durante a pandemia, mas realizamos cortes de unidades que já estavam inadimplentes antes da crise sanitária”, afirmou.

A coordenadora jurídica disse que o entendimento da empresa mudou a partir de outubro de 2020, por conta de um Decreto do Governo do Estado.

“O Decreto de outubro de 2020 não foi totalmente prorrogado. Assim, a empresa entendeu que poderia voltar a cobrar”, declarou.

Troca de medidores sem aviso prévio

O presidente da CPI, deputado Sinésio Campos (PT), questionou Sandra Farias a respeito da observância da Lei nº 5.533/2021, que proíbe a troca de medidores de energia elétrica sem aviso prévio de 72 horas ao consumidor.

A coordenadora jurídica disse que a Amazonas Energia está ciente da Lei, mas que ela é muito recente e que a empresa ainda precisa se adequar. “Temos uma Resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que nos permite 5 anos de adequação para atender normas e regulamentos”, afirmou.

O deputado Dermilson Chagas (Podemos) questionou a depoente sobre o uso de uma Resolução para justificar o não cumprimento de uma Lei Estadual.

“Vocês esqueceram a Lei e seguiram a Resolução, é isso?”, perguntou, reforçando também que já existe uma lei anterior no Amazonas, a nº 83/2010, que exige aviso para vistoria técnica no medidor de energia. Sandra Farias respondeu que a empresa obedece à toda legislação estadual e às resoluções da Aneel, que regulamentam o serviço da concessionária.

A depoente disse ainda que há uma confusão entre vistoria técnica e inspeção técnica, que são conceitos regulamentados pela Aneel. O primeiro caso consiste numa ida à casa do consumidor antes da instalação do medidor e o segundo se refere a visitas realizadas depois que o medidor está instalado.

Deputado quer a elaboração de um PL para atualizar a legislação de 2010

O deputado Carlinhos Bessa (PV) defende a elaboração de um novo Projeto de Lei que atualize a Lei de 2010 e todo o jargão técnico estipulado pela Agência.

Da Redação, com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Cidade recebe honraria e diz que homenagem o motiva a trabalhar mais

O presidente da Aleam destacou que a homenagem – realizada pela CMM – é um dos momentos mais emocionantes de sua vida e ressaltou que busca fazer política do bem.

1 de julho de 2022

Shádia e Tadeu lideram preferência de David para compor vice de Wilson

Como forma de recompensar o amigo Sabá Reis, o prefeito estaria planejando turbinar a campanha do filho de Sabá, David Reis, à Câmara Federal.

1 de julho de 2022

Com Chico na disputa ao Senado, Menezes perde força entre bolsonaristas

O Avante marcou para a segunda (4) a confirmação do nome de Chico Preto na disputa pelo Senado. A decisão enfraquece o sonho de Menezes de brigar por uma vaga no Senado.

1 de julho de 2022

Pragmatismo pesa mais que ideologia nas alianças para as eleições de 2022

Diferente de 2018, quando houve candidaturas com peso maior da ideologia, as alianças no Amazonas são marcadas pela praticidade e divergem em alguns casos das federações.

1 de julho de 2022

Amazonas nunca elegeu candidato assumidamente LGBTQIA+

Para o cientista político Carlos Santiago, a sociedade brasileira ainda não está representada de forma adequada nos parlamentos e nos governos brasileiros.

1 de julho de 2022

Wilson e David anunciam construção do complexo viário da Bola do Produtor

O prefeito disse que apesar de o Governo estar proibido de entregar obras a partir de amanhã, vai lembrar por onde passar da parceria com o Estado.

1 de julho de 2022

Em federações, cada partido deverá cumprir cota feminina separadamente

Determinação do TSE veio após questionamento feito pela federação PT, PCdoB e PV sobre a possibilidade de o percentual mínimo de 30% ser cumprido pela federação como um todo.

1 de julho de 2022

Entenda como os minions viraram apelido para os apoiadores de Bolsonaro

Personagens amarelos da franquia "Meu Malvado Favorito", eles obedecem cegamente às ordens do supervilão da vez, tendo servido desde um tiranossauro, até Napoleão e Drácula.

1 de julho de 2022