fbpx

sábado, 28 de maio de 2022

A pedido do PL de Bolsonaro, TSE veta novos atos no Lollapalooza

A decisão liminar do ministro Raul Araújo proíbe manifestações a favor ou contra qualquer candidato ou partido político e atende a um pedido da campanha de Bolsonaro.

27 de março de 2022

Compartilhe

No show realizado nesta sexta-feira, Pabllo entoou um coro de "Fora Bolsonaro" e levantou uma toalha com o rosto do ex-presidente Lula enquanto andava pela passarela do local (Foto: Divulgação)

O ministro Raul Araújo, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atendeu ao pedido feito pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, para que sejam proibidas manifestações políticas durante as apresentações do festival Lollapalooza. A legenda acionou a Corte neste sábado (26), após a cantora Pabllo Vittar levantar, durante o show que fez no evento, uma bandeira com a foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na decisão, o ministro do TSE entendeu que “a manifestação exteriorizada pelos artistas durante a participação no evento, tal qual descrita na inicial, e retradada na documentada anexada, caracteriza propaganda político-eleitoral”.

Pelo despacho de Araújo, fica proibida “a realização ou manifestação de propaganda eleitoral ostensiva e extemporânea em favor de qualquer candidato ou partido político por parte dos músicos e grupos musicais que se apresentem no festival”, sob pena de multa de R$ 50.000,00 por ato de descumprimento.

No show realizado nesta sexta-feira, Pabllo entoou um coro de “Fora Bolsonaro” e levantou uma toalha com o rosto do ex-presidente Lula enquanto andava pela passarela do local.

Segundo o partido, a manifestação política realizada no evento “fere inúmeros dispositivos legais”. “Eis porque a manifestação política em mais de um show, uma em absoluto desabono ao pré-candidato Jair Bolsonaro e outra em escancarada propaganda antecipada em favor de Luiz Inácio negativa e antecipada além de promoverem verdadeiro showmício, sendo indiferente se o evento foi custeado pelo candidato ou se o mesmo esteve presente no ato”, diz o documento.

PL promove megaevento neste domingo

Enquanto acusa artistas de propaganda eleitoral antecipada, o PL vai promover um megaevento neste domingo para reunir apoiadores com Bolsonaro, em Brasília. Inicialmente o convite chamava para o “lançamento da pré-candidatura” do presidente à reeleição. Mas, com o receio de que pudesse violar a lei eleitoral, a legenda passou a chamar de “ato de filiação” de novos integrantes.

Em visita a cidades do entorno de Brasília neste sábado, no entanto, o próprio Bolsonaro admitiu que o evento servirá para lançar sua pré-candidatura à reeleição.

“Deve ter muita gente lá (no evento de domingo). Muita gente está se inscrevendo. Não precisa se inscrever, se tiver espaço vai entrar mesmo sem estar inscrito. É o lançamento da pré-candidatura”, disse Bolsonaro a apoiadores em uma lanchonete, na manhã deste sábado, após percorrer comércios populares, um campo de futebol society e visitar uma igreja.

Com informações O Globo

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Senado acompanhará investigação da morte de Genivaldo em ato policial

Senadores querem acompanhar as medidas adotadas pelas autoridades nas investigações sobre a morte de Genivaldo de Jesus, ocorrida durante ação da Polícia Rodoviária Federal.

28 de maio de 2022

Com Bolsonaro, Marcha para Jesus acontece hoje em Manaus

Presidente desembarca pela manhã no aeroporto Eduardo Gomes, almoça com militares no Comando Militar da Amazônia e depois encontra com religiosos na Marcha para Jesus.

28 de maio de 2022

Número de eleitores entre jovens e mulheres cresce no Amazonas

O analista político Helso do Carmo, afirmou ao RealTime1 que o crescimento no número de eleitores já é aguardado e que, apesar de pequeno, deverá alterar o cálculo das vagas.

28 de maio de 2022

Edson Fachin diz que acatar resultado da eleições é inegociável

Em várias ocasiões, o presidente Jair Bolsonaro deu a entender que não aceitará outro resultado que não seja a sua vitória em outubro deste ano.

27 de maio de 2022

Terra Yanomami demarcada há 30 anos vê crescimento de garimpo

Bolsonaro é um defensor da mineração em terras indígenas, apesar da visível destruição e dos problemas que o garimpo ilegal leva para essas áreas socioambientais protegidas.

27 de maio de 2022

Radicalização explica revés de Bolsonaro no Datafolha, diz Lira

Pesquisa Datafolha divulgada nessa quinta-feira (26) mostra que Lula lidera a disputa presidencial com 48% das intenções de voto no primeiro turno, ante 27% de Bolsonaro.

27 de maio de 2022

Ex-militante defende que esquerda deve apostar na rebeldia de jovens

O advogado George Tasso avalia que hoje "falta formação política nas bases da educação e do trabalho para a esquerda avançar pelas ruas de Manaus e reconquistar espaço".

27 de maio de 2022

Como em 2018, vereadores querem fazer CMM de trampolim este ano

Nas eleições de 2018, oito vereadores da legislatura 2016-2020 foram eleitos deputados estaduais e um para o Senado. Políticos aproveitam a visibilidade do cargo.

27 de maio de 2022