fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Seis delegados e 25 chefes da Receita Federal no AM entregaram os cargos

Entrega de cargos de delegados e chefes da Receita Federal no Amazonas torna mais burocrática e morosa a liberação de mercadorias nos terminais do Amazonas.

26 de janeiro de 2022

Compartilhe

Auditores Fiscais mantém movimento contrário aos cortes de custeio pelo governo (Foto: Reprodução)

Descontentes com os cortes de 50% no custeio da Receita Federal pelo governo Jair Bolsonaro, os delegados e chefes do órgão entregaram seus cargos nesta quarta-feira (26), segundo o Sindfisco Nacional no Amazonas. De acordo com o vice-presidente do sindicato da categoria no Estado e e coordenador regional do Comando de Mobilização, Marcos José de Souza Neto, a partir de agora, toda a parte documental que precisa das assinaturas e encaminhamento desses gestores será encaminhada para a Receita Federal em Belém.

“Nós temos no Amazonas três unidades que são a Delegacia (da Receita Federal) e as alfândegas do Aeroporto (Eduardo Gomes no Terminal de Cargas) e do Porto (Porto do Manaus, no Centro). Cada unidade tem um titular e um substituto, então são seis delegados e 25 titulares de chefia”, informa Marcos Neto.

Na prática isso representa mais demora na liberação de mercadorias que hoje estão sendo fiscalizadas pela operação padrão deflagrada pelos auditores da Receita Federal desde dezembro. Na operação padrão, todos os contêineres são fiscalizados item a item e não por amostragem, como seria em um cenário de normalidade.

Os auditores fiscais da Receita em todo o País implementaram a operação padrão nos portos e aeroportos em oposição ao governo federal que não publica o decreto regulamentando o bônus de produtividade da categoria, definido desde de 2016 e que também cortou mais de R$ 1 bilhão do orçamento da Receita Federal. Segundo a categoria, os cortes no custeio do órgão inviabilizam o funcionamento do Fisco a partir de julho de 2022.

Além disso, o Sindfisco nacional deve entrar com uma ação na Justiça para que o governo federal dê publicidade oficial ao movimento de entrega de cargos e que as exonerações saiam no Diário Oficial da União (DOU).

Texto Emerson Medina

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Lei de tempo de espera máximo para atendimento é sancionada, no AM

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas destaca que, para que o consumidor consiga indenização perante a Justiça, é necessário recorrer ao Poder Judiciário.

20 de maio de 2022

PL destina recursos do pré-sal para políticas de pesca e aquicultura

Projeto de Lei 6114/19 destina para as políticas de aquicultura e pesca dos estados e municípios até 1% dos recursos arrecadados pela União com venda dos barris de petróleo.

20 de maio de 2022

PIM poderá ganhar fábrica da Tesla, empresa de Elon Musk, diz colunista

Informação é do colunista Igor Gadelha, do site Metrópoles. Em setembro do ano passado, a empresa apresentou, pela primeira vez, um protótipo de um veículo de duas rodas.

20 de maio de 2022

Em 4 meses, a arrecadação tributária do AM cresce 4% e supera R$ 5 bi

Crescimento reflete o bom desempenho da atividade comercial, e ainda, do subsetor de postos de combustíveis, que registraram alta na arrecadação, respectivamente, de 6% e 10%

20 de maio de 2022

Governo publica decreto com regras para mercado de carbono

Medida exige que os ministérios do Meio Ambiente e da Economia criem um plano de mitigação das mudanças climáticas, em que serão definidas metas de emissão de gases.

20 de maio de 2022

Eneva mais do que dobra reservas de gás na Bacia do Amazonas

Auditoria de reservas e recursos na Bacia do Amazonas mostra que as reservas de gás natural da Eneva passaram de 7,1 bilhão de m³ (Bm³) no fim de 2021 para 14,8 Bm³ em abril.

20 de maio de 2022

Brasil terá geração mais pobre com fechamento de escolas na pandemia, diz FMI

Aprendizado incompleto na pandemia pode diminuir o rendimento médio dessa geração de estudantes em 9,1%. Prognóstico coloca o país na 3ª pior posição entre os países do G20.

20 de maio de 2022

Startups podem obter crédito para acessar soluções tecnológicas

Programa Serpro Booster seleciona empresas tecnológicas e oferece créditos para que acessem algumas das melhores soluções tecnológicas de administração de dados públicos.

20 de maio de 2022