fbpx

sexta, 21 de janeiro de 2022

Para indústria, Projeto não vai eliminar atrasos na aprovação de PPB

Proposta quer garantir atração de investimentos ao Polo Industrial de Manaus a partir de prazos mais céleres para respostas da Suframa e governo federal à empresa solicitante

27 de novembro de 2021

Compartilhe

PL quer celerizar trâmite de PPBs com novos prazos (Foto: Reprodução)

Após aprovação do Projeto de Lei nº 1077/19, que prevê celeridade na tramitação do Processo Produtivo Básico (PPB), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, empresários do Polo Industrial de Manaus (PIM) têm dúvidas se a legislação mudará cenário de descumprimento dos prazos de fixação das etapas produtivas.

O vice-presidente da Federação da Indústria do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, ressalta que a legislação vigente já regulamenta a modalidade mais flexível de liberação do PPB. Mesmo assim, os prazos veem sendo descumpridos ao longo dos anos. O empresário defendeu ainda a extinção da exigência do PPB para aprovação de projetos industriais no PIM, advento que classificou como ‘penduricalho burocrático’.

“Tenho dúvidas se uma legislação parlamentar terá a força de cumprimento deste prazo. Nossa bandeira é pela extinção deste ‘penduricalho burocrático’ imposto por aqueles que não reconhecem a relevância e a necessidade da Zona Franca de Manaus. Se a lógica é menos Brasília e mais Brasil, já adiantaria muito conferir autonomia ao Conselho de Administração da Suframa para resolver este embaraço de gaveta”, enfatizou.

Segundo o presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, o fator preocupante está no cumprimento dos prazos e no risco de o governo federal optar por indeferir o PPB para não registrar atrasos.

“O prazo já existia, o que preocupa é que o governo, para cumprir o prazo, simplesmente indefira o pedido de fixação do PPB. Temos que ficar atentos para que isso não aconteça. Precisamos garantir que os PPBs sejam fixados nesse prazo de 120 dias e não que os pedidos sejam negados, prejudicando os investimentos e geração de emprego e renda”.

Sobre o Projeto de Lei

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (25), Projeto de Lei nº1077/19, que prevê celeridade na tramitação do Processo Produtivo Básico (PPB). Conforme o PL, se não houver resposta quanto ao PPB dentro de 120 dias (prazo previsto em Lei), a fabricante poderá requerer à Suframa a definição de PPB definitivo, pedido que deverá ser respondido em até 60 dias. Caso cumprida, a medida pode pôr fim à demora crônica no tempo de análise dos processos.

O PL foi aprovado com emenda pela Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e Amazônia. O texto determina que caso o Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS-Suframa) não defina o PPB em até 120 dias, conforme o previsto na Lei nº 8387/91, a empresa titular do projeto de fabricação tem autonomia para apresentar novo pedido de PPB, que deverá ser respondido em no máximo 60 dias.

A novidade é que o PPB a ser definido a partir do novo pedido seja concedido em caráter definitivo e não mais provisório, como o decretado no artigo sétimo inciso sexto da Lei nº 8387/91.

Os PPBs são submetidos à análise da Suframa e do Grupo Técnico Interministerial de Análise de Processos Produtivos Básicos- GT-PPB (Ministério da Economia- ME).

PPB

O PPB é um conjunto mínimo de operações fabris que a empresa deve cumprir como contrapartida aos benefícios fiscais da ZFM. Atualmente, os PPBs são estabelecidos por meio de portarias interministeriais, após solicitação das empresas interessadas em produzir bens na região.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Aumenta número de empresas que atuam com comércio eletrônico

De acordo com a 13ª Pesquisa de Impacto da Pandemia do Coronavírus nos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae e FGV, 74% dos pequenos negócios atuam no comércio eletrônico.

21 de janeiro de 2022

Maioria dos comerciantes de Manaus prevê um 1º semestre melhor

Comerciantes de Manaus esperam um primeiro semestre um pouco melhor para a economia do Amazonas e relatam alta nas vendas de Natal e estabilidade na Black Friday.

21 de janeiro de 2022

PIM deverá produzir 880 Mil bicicletas em 2022, alta de 17,4%

Duas fábricas do Polo Industrial de Manaus anunciaram ampliação da capacidade produtiva. Investimentos visam atender ao aumento de pessoas que aderiram ao hábito de pedalar.

21 de janeiro de 2022

Produção de motos do PIM deve crescer quase 8% em 2022

Abraciclo projeta que a produção de motos deve atingir 1.290.000 unidades em 2022. Volume representa crescimento de 7,9% na comparação com as 1.195.149 produzidas em 2021.

21 de janeiro de 2022

Guias do ISS Autônomo 2022 já podem ser impressas via portal Manaus Atende

Prazo para pagamento em cota única, com desconto de 10% sobre o valor de lançamento, termina no dia 31. Contribuinte também poderá optar pelo pagamento parcelado.

20 de janeiro de 2022

Usuários do transporte coletivo podem recarregar cartão PassaFacil via PIX

Para fazer a recarga, é preciso informar o número do cartão e escolher o valor. Em seguida, será gerado um código para pagamento, via PIX, no banco de preferência do usuário.

20 de janeiro de 2022

Ghost Kitchen: novo modelo de negócios para restaurantes chega a Manaus

Uma Ghost Kitchen tem esse nome por não ter endereço fixo e não atender aos clientes no formato tradicional de um restaurante físico, basicamente elas atuam no delivery.

20 de janeiro de 2022

Auxílio Brasil deve injetar, no mínimo, R$ 84 bilhões na economia

Estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) é que 70% do montante se destinará ao consumo imediato. Pagamento iniciou na terça.

20 de janeiro de 2022