fbpx

quinta, 26 de maio de 2022

Municípios vão perder quase R$ 5 bilhões após redução do IPI

O IPI compõe a cesta de impostos compartilhados com os municípios e é parte importante do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Perdas na arrecadação podem R$ 19,5 bi.

7 de março de 2022

Compartilhe

Perdas com a redução do IPI podem chegar a quase R$ 5 bilhões em 2022 (Foto: Reprodução)

Além de prejudicar a competitividade da indústria nacional e comprometer a viabilidade do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), o decreto presidencial que reduziu em 18,5% a 25% alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) também vai afetar negativamente o caixa dos municípios brasileiros. De acordo com a Confederação Nacional de Municípios (CNM), as perdas podem chegar a quase R$ 5 bilhões em 2022.

O IPI compõe a cesta de impostos que são compartilhados com os municípios e é parte importante do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Em nota assinada pelo presidente Paulo Ziulkoski, a CNM afirma que a redução representa uma diminuição de R$ 19,5 bilhões na arrecadação do tributo em 2022. Como os Municípios detêm 24,75% desse recurso, a perda no FPM será de R$ 4,826 bilhões. O montante representa cerca de 40% de um mês de FPM repassado a todos os 5.568 municípios, recursos que farão falta aos entes locais em ações de custeio e investimentos nas áreas sociais.

“Infelizmente, se repete o velho hábito de fazer caridade com o chapéu alheio. Qualquer medida de renúncia fiscal do IPI adotada pelo governo federal tem impacto direto nos repasses aos Municípios, o que pode implicar em desequilíbrio orçamentário”, diz Ziulkoski.

Decreto causará desemprego em larga escala no Amazonas

Para a Associação Amazonense de Municípios (AAM), a redução do IPI decreta a falência dos municípios brasileiros e, principalmente, os do Amazonas.

“No Amazonas, onde temos o virtuoso Modelo de Desenvolvimento da Zona Franca de Manaus – ZFM, as consequências são ainda mais dramáticas: o impacto da redução do IPI pode causar desemprego em larga escala e redução brusca na arrecadação local de impostos, parte deles também partilhados com os municípios”, diz o presidente da entidade e prefeito de Manaquiri, Jair Souto.

Ele destaca ainda que a Associação Amazonense de Municípios continua articulando junto ao movimento municipalista brasileiro, em especial com a Confederação Nacional de Municípios, para um novo entendimento junto ao Governo Federal quanto à redução do IPI.

Não havendo uma revisão do posicionamento do Governo Federal, a AAM promete atuar no âmbito legislativo.

“Esta semana irei pessoalmente a Brasília para cuidar dessa articulação, uma vez que exerço a vice-presidência da região norte da CNM”, afirmou Jair Souto.

Texto: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Para economistas, ICMS em 17% terá pouco impacto na redução de preços

Economistas acreditam que projeto que estipula teto de 17% na cobrança de ICMS não resultará em redução expressiva no preço do combustível, com queda de até 5% nos preços.

26 de maio de 2022

Novamed anuncia expansão no PIM com investimento de R$ 50 milhões

Empresa pretende aumentar a produção de 1 bilhão e 100 milhões de comprimidos/mês para 1 bilhão e 400 milhões/mês, além da garantia de cerca de 900 postos de trabalho.

26 de maio de 2022

Indígenas Tikuna participam de oficina de artesanato em Benjamin Constant

O Workshop, promovido em parceria com o Sebrae Amazonas, contou com a presença de consultores de artesanato do Ceará, do Espírito Santo, Colômbia e Brasília.

26 de maio de 2022

Caixa amplia em até 21,4% subsídio do programa Casa Verde Amarela

Percentuais vão variar de 12,5% a 21,4%. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, acréscimo varia conforme região, renda familiar e população do município.

26 de maio de 2022

Câmara aprova limite da alíquota de ICMS sobre combustíveis

Lei classifica os setores de combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicação e transportes como essenciais e indispensáveis, limitando a alíquota ao máximo de 17%.

26 de maio de 2022

Amazonas precisa qualificar 114 mil trabalhadores da indústria até 2025

A Fieam levantou a demanda de profissionais da indústria a serem qualificados até 2025 no Amazonas para atender às novas demandas do setor na Zona Franca de Manaus.

26 de maio de 2022

‘Nosso Centro’ quer expandir empreendimentos na região central de Manaus

Programa da Prefeitura prevê a revitalização do centro histórico com a implantação dos projetos 'Mais Negócios', 'Mais Vida' e 'Mais História', ao longo dos próximos 3 anos.

25 de maio de 2022

Em apoio a petroleiros, parlamentares questionam venda da Reman no TCU

Deputado Zé Ricardo e o senador Jean Paul (PT/RN) acionaram o Tribunal de Contas da União solicitando medida cautelar para suspender o processo de privatização da refinaria.

25 de maio de 2022