fbpx

quinta, 07 de julho de 2022

Imposto de Renda de empresas pode cair de 15% para 2,5% em 2023

Pelos cálculos da equipe econômica citados pelo relator, a redução da carga tributária prevista pelo substitutivo diminuirá a arrecadação em cerca de R$ 30 bilhões

13 de julho de 2021

Compartilhe

O deputado Celso Sabino (PSDB-PA), relator do Projeto de Lei n. 2.337, que altera as regras do Imposto de Renda, apresentou nesta terça-feira (13), ao colégio de líderes, uma versão prévia do substitutivo que vai à plenário.

A principal mudança é uma redução ainda maior do imposto de renda sobre as pessoas jurídicas, o IRPJ. O tucano propõe que a alíquota  geral caia dos atuais 15% para  5% no ano que vem e 2,5% a partir de 2023.

No texto enviado pelo governo ao Congresso a previsão era reduzir de 15% para 12,5% em 2022, chegando a 10% a partir de 2013. A alíquota vale para empresas com lucro mensal de até R$ 20 mil.

Pelos cálculos da equipe econômica citados pelo relator, a redução da carga tributária prevista pelo substitutivo diminuirá a arrecadação em cerca de R$ 30 bilhões.

Impactos

O valor, afirma, considera um impacto total estimado em R$ 115 bilhões, sendo que em torno de R$ 85 bilhões devem ser compensados com a taxação de lucros e dividendos, com a economia a partir de proibições aos chamados supersalários e ainda, segundo Celso Sabino, com a taxação de benefícios como o auxílio moradia e transporte.

Sabino afirma que deve protocolar o substitutivo até sexta (16) e que Lira só deve pautar o texto quando houver consenso e após serem feitos todos os debates e esclarecimentos sobre a proposta. Porém, a previsão é de a medida ser votada ainda este ano.

“O sentimento na reunião de líderes é que agora essa proposta vai andar muito mais rápido”, afirmou o líder do Novo, deputado ar muito mais rápido”, afirmou o líder do Novo, deputado Vinicius Poit (SP) após a reunião.

Fonte: Congresso em Foco

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Projeto quer zerar ICMS da cesta básica para conter aumento

Alexandre Silveira propõe autorizar os estados a zerarem a alíquota do ICMS incidente sobre os produtos alimentares que compõem a cesta básica nacional, com compensação

6 de julho de 2022

Com prato feito a R$ 31 e R$ 65 à la carte, almoçar fora de casa fica 17,4% mais caro

Pesquisa mostra que uma refeição completa - comida, bebida, sobremesa e café- custou R$ 40,64, em média, de fevereiro a abril no país. Até 2020, valor era de R$ 34,62.

6 de julho de 2022

Mega-Sena sorteia nesta quarta prêmio acumulado em R$ 55 milhões

As apostas podem ser feitas até as 18h (horário de Manaus), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. A aposta simples custa R$ 4,50.

6 de julho de 2022

Custo da cesta básica aumenta e salário mínimo não é o suficiente

O custo da cesta básica de alimentos aumentou em junho em nove das 17 capitais onde o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese)

6 de julho de 2022

Servidores do Banco Central anunciam fim de greve que durou três meses

O Sindicato Nacional de Funcionários do Banco Central informou que, apesar do fim da greve, novas atividades de mobilização e protesto estão sendo debatidas pela categoria.

5 de julho de 2022

Pequenos negócios geram renda de R$ 420 bilhões por ano

Os MEI geram R$ 11 bi todos os meses, o que significa R$ 140 bi por ano. As micro e pequenas empresas geram mensalmente R$ 23 bi, movimentando R$ 280 bi por ano.

5 de julho de 2022

Disney perderá direitos sobre Mickey e personagem cai em domínio público

Pela atual lei de propriedade intelectual dos EUA, personagens e outros trabalhos artísticos deixam de ser exclusividade de quem os criou depois de 95 anos de sua concepção.

5 de julho de 2022

ICMS menor derruba orçamentos da educação e da saúde, alerta Sefaz

Por conta dos repasses constitucionais, estado é obrigado a aplicar, anunalmente, 25% da receita de impostos para o orçamento da Educação e 12% para financiar a Saúde.

5 de julho de 2022