terça-feira, 23 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Sindicato solicita segurança a jornalistas nas Eleições 2022 no AM

Sindicato dos Jornalistas no Amazonas encaminhou ofício à Justiça Eleitoral e citou casos de agressão a profissionais da comunicação durante atos políticos.
COMPARTILHE
Sindicato dos jornalistas reprodução

Com o objetivo de garantir segurança ao exercício profissional, nestas eleições 2022 no Amazonas, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas (SJPAM) encaminhou o ofício ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM).

“Em consequência do crescimento no número de ameaças verbais e agressões físicas, registradas em eleições passadas no Brasil e, diante da atual polarização na disputa política de candidatos e candidatas majoritários nestas eleições, faz-se necessária a adoção de medidas preventivas por parte das autoridades responsáveis, como o TRE/AM, as polícias Civil e Militar; e inclusive os partidos políticos”, alerta o jornalista Wilson Reis, presidente da entidade.

Como exemplo, lembra Reis, podemos citar o caso ocorrido no dia 7 de setembro de 2021, data em que os jornalistas Luiz Henrique Almeida e Lázaro dos Santos Wanderley Filho, respectivamente, repórter e repórter cinematográfico da Band Amazonas, foram agredidos por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), durante manifestação pública realizada no Complexo Turístico Ponta Negra, em Manaus.

Alguns meses antes, outro caso de agressão ocorreu no dia 23 de junho, onde o jornalista Leandro Marques, correspondente da Rede Amazônica de Rádio e Televisão no município de Itacoatiara, foi agredido e ameaçado de morte por assessores do prefeito, Mário Abrahim (PSC), liderados pelo motorista Adevaldo Tavares Alves.

Veja a solicitação:

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Relatório FENAJ   

A jornalista Samira Castro, atual presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), destaca os problemas ao exercício da profissão no Relatório de Violência contra Jornalistas e Liberdade de Imprensa no Brasil em 2021, que Registra 430 casos, um número 54,07% maior do que de 2018.

Revela ainda que, tal crescimento surge a partir de atitudes do próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, contra jornalistas, principalmente após o início da pandemia de Covid-19, que registra atualmente mais de 683 mil mortes no país.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

COMPARTILHE