terça-feira, 16 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

PÉ NO ACELERADOR

Produção industrial cresce em abril e reverte queda recorde de março

Produção de aparelhos de ar condicionado e máquinas de caixas eletrônicos impulsionaram a produção industrial do Amazonas em abril.
COMPARTILHE
Produção de ar-condicionado
Produção de ar-condicionado impulsionou o crescimento industrial do Amazonas em abril (Foto: Divulgação)

A produção industrial do Amazonas cresceu 4,2% em abril, comparado com o mês anterior e gerou um acumulado de 5,7% nos quatro primeiros meses do ano. O desempenho de 12 meses (maio de 2023/abril de 2024), o desempenho da industrial local foi bem modesto: crescimento de 0,6%, o que é atribuído a vazante recordo dos rios da bacia Amazônica no segundo semestre do ano passado. 

Os números são da Pesquisa Industrial Mensal-Regional, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta segunda-feira (17/6). Para o chefe do setor de Disseminação da Informação do órgão, Luan da Silva Rezende, os números de abril sinalizaram que das 11 atividades industriais investigadas, seis tiveram aumento de produção e quatro tiveram destaque com os melhores resultados dos últimos 12 meses.

“Apesar dos resultados positivos de abril, e de o Amazonas ter ficado acima da média da indústria nacional em três dos quatro índices da pesquisa, a média móvel apresentou resultado negativo, gerando um cenário de incertezas pros próximos meses”, advertiu Luan.

Destaques da indústria amazonense em abril

Entre as atividades industriais, comparado ao mesmo mês de abril do ano anterior, a fabricação de máquinas e equipamentos apareceu pelo quarto mês consecutivo em destaque e voltou a estabelecer recorde, apresentando o aumento de 115,3%.

O ótimo resultado de abril foi impulsionado tanto pela produção de equipamentos de ar-condicionado de janela ou transportáveis, quanto pela fabricação de máquinas de pagamento (caixas registradoras e máquinas de cartão). Com o resultado, abril teve a maior variação no segmento desde meados de 2021.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Em seguida, vieram as atividades de fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos, com 43,5%; fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículo automotores (43,5%) e fabricação de produtos de borracha e de material plástico (20,6%).

Os números colocaram o mês de abril como o melhor dos últimos 12 meses para a produção industrial das atividades listadas.

As atividades que apresentaram os piores desempenhos negativos foram fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis, que teve a retração de -51%; fabricação de produtos químicos, com -15,3%; e indústrias extrativas, com -8%.

O número colocou o Amazonas na quarta posição do ranking nacional de produção industrial, atrás apenas de Paraná (12,8%), Pernambuco (12,2%) e Mato Grosso (4,4%) que obtiveram os melhores resultados. Os piores resultados ficaram com Pará (-11,2%), Bahia (-5,4%) e Goiás (-0,9%).

Comparado ao mesmo mês do ano anterior, o Amazonas teve aumento de 10% em abril, contrastando com o desempenho negativo diametralmente oposto de -10,9%, registrado em março. O desempenho ficou quase 2 pontos percentuais (p. p.) acima da média nacional (8,4%).

Leia mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE