segunda-feira, 15 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Procon-AM orienta consumidores para as compras da Semana Santa

Produtos como ovos de páscoa e peixes são estrelas desse período do ano. Por isso, o órgão recomenda observar validade e a conservação dos produtos.
COMPARTILHE
Compras

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon/AM) divulgou, nesta sexta-feira (31/03) algumas orientações sobre os cuidados a serem tomados quanto às compras no período da Semana Santa e  Páscoa.

Na compra dos ovos de chocolate é importante observar se o rótulo contém informações, como data de validade, peso líquido e composição.

Além da lista de ingredientes que compõem o produto. O consumidor deve ficar atento ao peso dos ovos, pois as numerações indicadas pelos fabricantes no rótulo não são equivalentes entre as marcas.

A embalagem deve estar em boas condições de armazenamento, longe de qualquer fonte de calor, sem sinais de violação do conteúdo, furos ou amassados.

Quando houver inclusão de brinquedos no interior do produto, o consumidor deve observar se a embalagem traz o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e a idade recomendável para o brinquedo deve ser avaliada pelos pais. 

O Procon ressalta ainda que é importante que o consumidor tenha consciência de que, se optar por ovos dispostos em bancas de promoção, com a informação de que estão “quebrados”, normalmente mais baratos, o fornecedor não será obrigado a trocar o produto.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Ao optar também por chocolates de fabricação caseira, as regras a serem seguidas pelos fornecedores devem ser as mesmas dos produtos industrializados, e é importante exigir sempre o comprovante de pagamento, ou seja, a nota fiscal. 

Na compra dos peixes, o consumidor deve ficar atento quanto a conservação e aparência. É preciso observar se o produto está mantido no gelo e se os olhos do peixe estão brilhantes e as escamas bem presas ao corpo.

É importante também que o consumidor verifique no rótulo se constam o registro no órgão de fiscalização competente, a indicação de temperatura para conservação, a data de acondicionamento e o prazo de validade. Depois de descongelado, é indicado que o preparo do peixe e o seu consumo sejam feitos rapidamente.

Compras
Peixes e mariscos. (Foto:João Pedro/ Procon-AM)

Tanto para peixes, ovos de chocolate ou quaisquer outros produtos a serem adquiridos no período, a forma de pagamento deve ser apresentada ao consumidor de forma clara e precisa.

Em relação às parcelas, deve ser informado o preço à vista, o número e valor de cada parcela, identificação dos juros cobrados e valor total financiado. 

De acordo com o diretor-presidente do Procon, Jalil Fraxe, a principal dica para o consumidor evitar problemas nas compras e o endividamento, o melhor a fazer é pesquisar, antes de realizar qualquer compra.

“Devido a variação de preços, o consumidor não deve comprar no primeiro estabelecimento comercial que entrar. Há muitos produtos da mesma marca com preços diferenciados. E caso o produto desejado ainda estiver muito caro, com a pesquisa, o consumidor poderá também optar por outro equivalente, mantendo a mesma qualidade, é por esse motivo que estamos divulgando dicas com uma semana de antecedência da Páscoa,” diz Fraxe. 

Paralelo as dicas, o Procon/AM está realizando também uma pesquisa eletrônica através do QR Code ou link para que os empresários possam divulgar seus produtos e preços no site do órgão, que estará disponível para toda a população por meio digital.

O objetivo é sempre informar os consumidores sobre preços, locais e condições de pagamento, priorizando sempre a transparência no meio de consumo.

A pesquisa estará disponível para a população na próxima quarta-feira (05/04) através dos canais de comunicação do Procon/AM. 

Caso o consumidor tenha alguma dúvida ou queira fazer reclamação sobre serviços ou produtos, a orientação é procurar o Procon/AM, na Avenida André Araújo, 1500, bairro Aleixo, zona centro-sul. O Instituto de Defesa do Consumidor atende de segunda a sexta-feira, das 8 às 14h.

Leia mais:

COMPARTILHE