fbpx

sexta, 24 de setembro de 2021

Voto impresso e liberdade foram as bandeiras defendidas na Ponta Negra

Nas ruas, maioria dos manifestantes defendia a adoção do voto impresso auditável. Enquanto isso, do alto do trio-elétrico, os organizadores do ato pediam por mais liberdade.

7 de setembro de 2021

Compartilhe

Manifestantes pediam voto impresso auditável na Ponta Negra (Foto: Lucas Raposo)

Uma pauta já derrubada pelo Congresso nacional e um pedido genérico por liberdade deram o tom da manifestação pró-Bolsonaro, neste 7 de setembro, na Ponta Negra. Nas ruas, a maioria dos manifestantes defendia a adoção do voto impresso auditável. Enquanto isso, do alto do trio-elétrico, os organizadores do ato pediam por mais liberdade.

Além disso, também estavam na pauta a independência entre os poderes e o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Nós queremos liberdade, nós queremos a independência entre os poderes. Queremos um judiciário que faça a sua parte e que ajude o executivo junto com o Legislativo a levar o Brasil a ser um dos melhores países do mundo. Estamos aqui, não é por política, é por liberdade”, falou o organizador da manifestação, o empresário Romero Reis, em entrevista ao RealTime1.

“Acho que ultimamente a liberdade tem sido tolhida, mas ela vai voltar e não é pela vontade de um ou de outro, mas é pela vontade do povo brasileiro”, completou, sem explicar, no entanto, de que forma as liberdades individuais vêm sendo tolhidas.

Também presente no evento, o deputado federal Delegado Pablo (PSL) fez coro com os manifestantes.

“Essa é a nova Independência do Brasil. É o momento que a gente tem para voltas às ruas. A gente pede que o Brasil tenha governo agora e equilíbrio entre os poderes. Liberdade acima de tudo”, disse o parlamentar.

Texto: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Justiça nega recurso de David Reis contra liminar que suspendeu ‘puxadinho’

David havia entrado com recurso no TJAM sustentando que o procedimento de licitação para construção do puxadinho tem obedecido todas as formalidades legais.

24 de setembro de 2021

Reforma Eleitoral contempla negritude no Brasil, avalia Instituto Afro

Mulheres e pessoas negras eleitas terão peso em dobro para partidos no fundo eleitoral de 2022 a 2030, conforme PEC da Reforma Eleitoral aprovada esta semana pelo Senado.

24 de setembro de 2021

Wilson reúne com Governo Federal sobre audiências públicas da BR-319

As audiências são o momento em que a população tem a oportunidade de conhecer o empreendimento e apresentar as dúvidas e opiniões sobre as obras na BR-319.

24 de setembro de 2021

Guarda Municipal terá granadas e aspersores de gás de pimenta

Casa Militar autorizou a compra, sem licitação, de um lote de granadas de gás lacrimogêneo e aspersores de gás de pimenta para equipar a Guarda Municipal de Manaus.

24 de setembro de 2021

Aleam faz caridade com parte do salário dos servidores

Servidores que aderirem ao Programa Assembleia Participativa terão que contribuir com pelo menos 1% do salário mínimo. Aleam informa que todos podem cancelar a adesão.

24 de setembro de 2021

TSE adia mais uma vez julgamento do último recurso de ‘Adailzinho’

Em março deste ano, a corte regional rejeitou recurso de Adail Filho e manteve a cassação. Se o TSE recusar o recurso dele, novas eleições serão realizadas em novembro.

24 de setembro de 2021

Wilson lança plano que amplia oferta de consultas e exames na rede estadual

Ampliação inicia pelo Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, com oferta de quase 98,5 mil exames e consultas por mês, nos projetos Consulta+ e Examina+, anunciados hoje.

24 de setembro de 2021

Omar revela intenção de encerrar trabalhos da CPI na próxima semana

Os trabalhos da CPI da Covid foram prorrogados até novembro, mas cúpula dirigente quer encerrar a investigação, no máximo, na primeira semana de outubro.

24 de setembro de 2021