fbpx

sábado, 22 de janeiro de 2022

Voto impresso e liberdade foram as bandeiras defendidas na Ponta Negra

Nas ruas, maioria dos manifestantes defendia a adoção do voto impresso auditável. Enquanto isso, do alto do trio-elétrico, os organizadores do ato pediam por mais liberdade.

7 de setembro de 2021

Compartilhe

Manifestantes pediam voto impresso auditável na Ponta Negra (Foto: Lucas Raposo)

Uma pauta já derrubada pelo Congresso nacional e um pedido genérico por liberdade deram o tom da manifestação pró-Bolsonaro, neste 7 de setembro, na Ponta Negra. Nas ruas, a maioria dos manifestantes defendia a adoção do voto impresso auditável. Enquanto isso, do alto do trio-elétrico, os organizadores do ato pediam por mais liberdade.

Além disso, também estavam na pauta a independência entre os poderes e o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Nós queremos liberdade, nós queremos a independência entre os poderes. Queremos um judiciário que faça a sua parte e que ajude o executivo junto com o Legislativo a levar o Brasil a ser um dos melhores países do mundo. Estamos aqui, não é por política, é por liberdade”, falou o organizador da manifestação, o empresário Romero Reis, em entrevista ao RealTime1.

“Acho que ultimamente a liberdade tem sido tolhida, mas ela vai voltar e não é pela vontade de um ou de outro, mas é pela vontade do povo brasileiro”, completou, sem explicar, no entanto, de que forma as liberdades individuais vêm sendo tolhidas.

Também presente no evento, o deputado federal Delegado Pablo (PSL) fez coro com os manifestantes.

“Essa é a nova Independência do Brasil. É o momento que a gente tem para voltas às ruas. A gente pede que o Brasil tenha governo agora e equilíbrio entre os poderes. Liberdade acima de tudo”, disse o parlamentar.

Texto: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Wilson e Queiroga participam de mobilização contra Covid-19 em Manaus

Mobilização de ações contra a Covid-19, com a vacinação e a testagem da população em larga escala, acontecem simultaneamente nos sete estados da região Norte neste sábado.

21 de janeiro de 2022

Carol Braz e Luiz Castro dão primeiro passo na disputa por Governo e Senado

Carol desfiliou-se do PSC para disputar o governo do Amazonas pelo PDT, enquanto Luiz deixou a Rede para tentar pela segunda vez chegar ao Senado Federal.

21 de janeiro de 2022

Prefeito de Parintins, Bi Garcia revela que testou positivo para Covid-19

Nas redes sociais o prefeito de Parintins, Frank Bi Garcia, revelou que sentiu sintomas leves na noite desta quinta-feira e resolveu fazer um exame que confirmou a doença.

21 de janeiro de 2022

Bolsonaro chega ao velório da mãe, que morreu aos 94 anos em São Paulo

Olinda, que sofria com Alzheimer, morreu aos 94 anos na madrugada desta sexta. Ela estava internada em um hospital de São Paulo e a causa da morte não foi divulgada.

21 de janeiro de 2022

Lula segue na liderança do primeiro turno com 42%; Bolsonaro tem 28%

Esta rodada, no entanto, trouxe um fato novo: Lula entrou na zona do empate técnico em comparação ao somatório das intenções de voto dos demais candidatos.

21 de janeiro de 2022

TRE autoriza desfiliação de Marcelo Ramos do Partido Liberal

Marcelo Ramos confirmou que a partir de agora está formalmente fora do PL. O vice-presidente da Câmara Federal afirmou que deve anunciar um novo partido em breve.

21 de janeiro de 2022

MPAM expede recomendação contra nepotismo na Prefeitura de Canutama

Promotoria do MPAM de Canutama recomendou que o Município exonere agentes públicos que tenham algum parentesco com o prefeito e o vice-prefeito, em até 30 dias.

21 de janeiro de 2022

Partido de Bolsonaro tem de Tiririca a líder da bala no Congresso

Além de um numeroso grupo de candidatos leais a Bolsonaro e alinhados ao ideário do atual presidente, o PL deve chamar a atenção durante as eleições pela composição eclética.

21 de janeiro de 2022