fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Veto de Bolsonaro ao ‘fundão’ será mantido por congressistas amazonenses

Na votação do Fundo Partidário no Congresso Nacional, apenas dois deputados votaram contra o aumento para R$ 5,7 bilhões, Marcelo Ramos foi duramente criticado por Bolsonaro.

27 de julho de 2021

Compartilhe

Após votarem pela aprovação do projeto, os parlamentares são favoráveis ao veto (Foto: divulgação)

O veto ao artigo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que elevou o Fundo Partidário para R$ 5,7 bilhões prometido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não agradou parte dos parlamentares do Amazonas no Congresso Nacional, mas deverá ter apoio da bancada caso a pauta chegue ao Congresso, que tem o poder de derrubá-la.

O senador Plínio Valério (PSDB), por exemplo, votou de maneira contrária à aprovação do projeto durante a apreciação da LDO e considerou o corte para R$ 4 bilhões, planejado pelo presidente, ainda pouco, principalmente em decorrência do momento difícil vivenciado no Brasil em virtude da pandemia.

“Eu acho que o corte ainda é pouco. A gente podia ter ficado, até em solidariedade ao sofrimento pelo que passa o país, com menos volumes, com o mesmo volume [de recursos] da eleição passada R$ 2 bilhões e pouco”, declarou o senador.

Não usou o Fundão

Já o deputado Delegado Pablo (PSL) tentou justificar seu voto favorável ao ‘fundão’ devido a necessidade de aprovar o pacote da LDO, mas declarou seu posicionamento contrário ao aumento nos recursos para campanhas e lembrou que dentre os atuais membros da bancada amazonense somente ele declarou não ter usado recursos do Fundo Partidário. Porém, Pablo disse preferir que o financiamento seja mesmo público e não privado para impedir a dependência de políticos aos empresários.

“Nós voltaríamos a estaca zero do orçamento, teríamos que refazer o orçamento de novo e correr o risco de muita gente ficar sem salário, o hospital ficar sem remédio. Aprovamos a LDO com a briga do fundo eleitoral, porque a maioria dos parlamentares, inclusive eu, é contrário ao aumento caso não houvesse o veto”, enfatizou o parlamentar do PSL.

Jogo de cena

Atacado por bolsonaristas e pelo próprio presidente, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL), cobrou o veto completo ao Fundão e lembrou que logo quando houve a aprovação do aumento, o parlamentar alertou que o prometido veto era um ‘jogo de cena’.

“Neste ano, eles colocaram 25% do orçamento da Justiça Eleitoral, então se vetar fica zero, não tem como diminuir de 25% para 10%. Ninguém vai ter dinheiro [para a campanha eleitoral em 2022]”, disse Ramos.

Como argumento para não vetar completamente o Fundo Partidário, Bolsonaro alegou que poderá ser indiciado por crime de responsabilidade, por isso manteria o Fundão com R$ 2 bilhões. Segundo ele, o aumento seria em virtude da correção inflacionária.

Texto: Giovanna Marinho

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson destina mais de R$ 57 milhões para os municípios Caapiranga e Anamã

Os investimentos do Governo do Amazonas têm o objetivo de melhorar a infraestrutura, o escoamento da produção agrícola e a trafegabilidade nos dois municípios.

20 de maio de 2022

Moraes bloqueia bens de Daniel Silveira para garantir pagamento de multas

Medida do ministro Moraes visa garantir que Daniel Silveira pague as multas acumuladas em mais de R$ 600 mil pelo descumprimento do uso de tornozeleira eletrônica.

20 de maio de 2022

Wilson anuncia R$ 1,3 milhão para equipamentos no Hospital de Caapiranga

O hospital recebeu reforma geral, passando por ampliações e adaptações, sendo necessário para o completo atendimento aos usuários, e reforço na estrutura.

20 de maio de 2022

Aliados de Bolsonaro indicam nova visita do presidente ao AM no dia 28 de maio

O anúncio da vinda do presidente foi feito por seus aliados no Amazonas. No entanto, a agenda presidencial ainda não foi divulgada oficialmente pelo Planalto.

20 de maio de 2022

Lula estabiliza em 44% contra 32% de Bolsonaro em nova pesquisa Ipespe

Pesquisa foi realizada por telefone, entre os dias 16 e 18 de maio, com 1 mil entrevistados com idade a partir de 16 anos, em todas as regiões do país.

20 de maio de 2022

Prefeitos do AM criam novo fórum e esvaziam Associação de Municípios

Desde a eleição de Jair Souto para o comando da AAM, os demais prefeitos reclamam da falta interlocução dele com o Governo do Estado para sanar demandas do interior.

20 de maio de 2022

Escolha de ouvidor-geral nas Defensorias deve ser em lista tríplice

Segundo relator Gilmar Mendes, as atribuições conferidas aos membros da Ouvidoria-Geral das Defensorias Públicas estão entre as previstas na Constituição Federal

20 de maio de 2022

‘Wilson levou asfalto onde jamais imaginavam’, diz pré-candidato do Republicanos

Pastor da Igreja Universal diz que não é bolsonarista e tem opinião própria sobre a corrida presidencial, mas se for eleito buscará parceria mesmo com Lula na presidência.

20 de maio de 2022