fbpx

quarta, 24 de fevereiro de 2021

Vereadores divergem novamente sobre CPI da Amazonas Energia

Rodrigo Guedes e Raulzinho discutiram nesta segunda (22) sobre a CPI da Amazonas Energia. Raulzinho diz que não é competência da Câmara.

22 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Criação de CPI gera divergências com um vereador, explicitamente, contra (Foto: Reprodução)

A criação ou não da CPI da Amazonas Energia voltou a ser discutida nesta segunda-feira (22) na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Desta vez o “embate” ocorreu entre os vereadores Rodrigo Guedes (PSC) e Raulzinho (PSDB). O tucano voltou a afirmar que não é competência da CMM abrir CPI contra a empresa.

De acordo com Raulzinho, a ideia de abrir comissão parlamentar de inquérito (CPI) sobre uma concessão que não é da competência municipal “é tirado o poder dos vereadores”. Segundo ele, o Legislativo não tem poder para cassar a concessão da empresa.

“A gente tem que falar do lado jurídico. Eu não sou muito de palanque político, a minha missão nesta Casa é falar a verdade à população e não vender ilusão. Vamos jogar limpo com a população. Eu tenho maior raiva dessa empresa, me sinto roubado todos os dias. Mas nós, vereadores, temos como dar nossa contribuição dentro da legalidade”, afirmou.

Raulzinho disse, ainda, que não assinou para criação da comissão porque não quer que a população fale dele como atuante em uma CPI que “não deu em nada”.

Em defesa da instauração da CPI da Amazonas Energia, o autor da matéria, Rodrigo Guedes, explicou a Raulzinho o que é uma CPI e disse que a comissão tem o poder de realizar mais de 20 ações, além da cassação concessão da concessionária.

“Se [for] por isso, não poderemos fazer nada. Vamos fazer o quê? Só ouvir a Amazonas Energia? Para entrar em um ouvido e sair pelo outro? Não. A CPI é um instrumento do parlamento, com inúmeras possibilidades jurídicas, e depois com uma investigação, com inquérito, nós poderemos encaminhar aos órgãos competentes as nossas deliberações”, explicou.

O advogado Francys Ray Negrão afirmou ao RealTime1 que o parlamento municipal não tem competência sobre energia elétrica, já que esse setor é da alçada da União.

“Embora o STF já tenha autorizado que alguns estados podem disciplinar o corte de energia, isso aplica-se à competência estadual, ou seja, a competência seria da Aleam”, disse.

Por outro lado, a advogada Daniele Coelho disse que, nesse caso, a proposta da CPI da Amazonas Energia tem o objetivo de investigar a conduta da empresa com os consumidores.

“Isso vai tratar do direito do consumidor que, por sua vez, é possível ser investigado no Legislativo municipal”, esclareceu.

CPI da Amazonas Energia sem data

Por outro lado, o documento que pede a criação da comissão ainda não foi deliberado no plenário. A previsão era de que nesta segunda-feira (22) o requerimento fosse apresentado, o que não ocorreu.

Além de Rodrigo Guedes, outros 20 vereadores assinaram o documento. A CPI CPI da Amazonas Energia pretende apurar as práticas abusivas cometidas pela empresa, como cortes indevidos do fornecimento de energia elétrica durante o estado de calamidade pública em Manaus.

Texto: Milena Soares

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Declaração de Guedes à bancada do AM: mero deboche ou fritura à vista?

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

24 de fevereiro de 2021

Amazônia é tema de reunião entre governadores e Hamilton Mourão

Videoconferência com governadores e vice-presidente Mourão, na terça-feira, teve como foco o Plano Amazônia e desmatamento na região.

24 de fevereiro de 2021

Bancada aposta em decreto legislativo para barrar Guedes

Três decretos legislativos apresentados no Congresso Nacional visam brecar a redução do Imposto de Importação para bicicletas, medida que fere de morte as indústrias no AM

24 de fevereiro de 2021

Para Guedes não há prejuízos à Zona Franca com redução de impostos

A bancada do Amazonas esteve reunida com o ministro para entregar um projeto que altera o decreto editado por Bolsonaro que afeta a produção de bicicletas na ZFM.

23 de fevereiro de 2021

Consumo de oxigênio medicinal tem queda de 14% no Amazonas

Taxa de transmissão menor do coronavírus e menos internações são alguns dos fatores que levaram à baixa no consumo de oxigênio no Amazonas.

23 de fevereiro de 2021

Detran-AM mantém serviços e agendamentos durante ponto facultativo

Usuários podem realizar normalmente os serviços pela internet, como Renovação Simplificada da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), entre outros.

23 de fevereiro de 2021

Novas variantes do coronavírus têm 204 contágios confirmados

Variantes do coronavírus com origem no Reino Unido e Amazonas já têm 204 casos de contaminação confirmados no Brasil e 60 no Amazonas.

23 de fevereiro de 2021

Com colapso em várias capitais, AM ainda terá prioridade na vacina?

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

23 de fevereiro de 2021