fbpx

sábado, 28 de maio de 2022

Sete em dez responsabilizam Bolsonaro por alta nos preços dos combustíveis

Bolsonaro é o segundo apontado (70%) como responsável pela alta dos combustíveis, depois da guerra na Ucrânia (75%) e a Economia está no caminho errado para 63%.

25 de março de 2022

Compartilhe

Para 77% dos entrevistados pelo Ipespe, os preços aumentaram muito no País (Foto: Reprodução)

Segunda pesquisa Ipespe de março mostrou que 70% dos brasileiros entrevistados atribuem um pouco de responsabilidade pelo aumento dos preços de combustíveis ao presidente Jair Bolsonaro (PL), enquanto 75% culpam a guerra entre Rússia e Ucrânia e 60% aos governos anteriores de Luiz Inácion Lula da Silva e Dilma Rousseff. Outros 56% dizem que a responsabilidade é do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Ainda na avaliação do governo Bolsonaro, 54% consideram o governo ruim ou péssimo, 26% ótimo ou bom e 19% regular. A maioria, 63% consideram que a Economia está no caminho erado, enquanto que 27% defendem as medidas econômicas do Governo Federal.

Ainda sobre a Economia, 77% consideram que os preços dos bens e serviços “aumentaram muito” e 33% acreditam que a Inflação e os preços “vão aumentar muito” nos próximos meses.

Pandemia

Sobre a pandemia, 54% dos brasileiros afirmam que Bolsonaro tem atuação entre ruim e péssima na condução das medidas de combate ao coronavírus e 74% informaram falecimento de parentes e amigos em função da Covid-19.

Foram realizadas 1.000 entrevistas de abrangência nacional pelo Ipespe sob encomenda da XP Investimentos, nos dias 21, 22 e 23 de março. A pesquisa divulgada, nesta sexta-feira (25) está registrada no TSE sob o número BR-04222/2022. A margem de erro máxima é de 3,2 pontos percentuais.

Da Redação

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro aproveita ato religioso para comentar questão do IPI da ZFM

O presidente insiste em dizer o Amazonas não terá prejuízos com os decretos que foram assinados por ele a partir de fevereiro deste ano. Especialistas asseguram o contrário.

28 de maio de 2022

Alfredo Nascimento passa despercebido na agenda de Bolsonaro no AM

O ex-ministro dos Transportes é presidente do PL - mesma leganda do presidente - no Amazonas. Ao contrário de muitos, não teve destaque na agenda presidencial deste sábado.

28 de maio de 2022

‘Marcha’ inicia após Bolsonaro reunir com evangélicos no Teatro Amazonas

Esta é a primeira vez que o presidente vem ao Amazonas após assinar decretos que tiram a competitividade da Zona Franca de Manaus (ZFM); aliados acompanham agenda.

28 de maio de 2022

Omar Aziz aprova repasses de mais de R$ 38 mi a sete municípios

Os repasses foram destinados a melhorias nas áreas da saúde, educação, infraestrutura e assistência social nas cidades de Envira, Ipixuna, Guajará, Itamarati, Eirunepé.

28 de maio de 2022

Seminário aborda importância de mais participação da mulher na política

Apesar de as mulheres representarem mais de 50% do eleitorado e da população do País, o Brasil ocupa a 143ª posição entre 193 países em participação de mulheres na política.

28 de maio de 2022

Wilson Lima recepciona Bolsonaro e comitiva em Manaus

Wilson Lima recebeu Bolsonaro, que chega à capital para participar da Marcha Para Jesus, evento organizado pelas igrejas evangélicas, no estado.

28 de maio de 2022

Instituto Datafolha aponta que eleitores confiam na urna eletrônica

Pesquisa divulgada neste sábado (28), aponta que 73% dos eleitores confiam nas urnas eletrônicas usadas nas eleições do país. Enquanto 24% disseram não confiar.

28 de maio de 2022

Senado acompanhará investigação da morte de Genivaldo em ato policial

Senadores querem acompanhar as medidas adotadas pelas autoridades nas investigações sobre a morte de Genivaldo de Jesus, ocorrida durante ação da Polícia Rodoviária Federal.

28 de maio de 2022