fbpx

sexta, 30 de julho de 2021

Senador diz que Onyx Lorenzoni ameaça testemunhas e o quer na CPI

Ministro-chefe da Secretaria de Governo anunciou que, por ordem de Bolsonaro, Polícia Federal vai abrir processo contra deputado federal Luís Miranda e o irmão dele.

24 de junho de 2021

Compartilhe

Senador Humberto Costa apresentou requerimento para convocar Onyx Lorenzoni para que ele explique 'ameaças' a testemunhas que vão á CPI (Foto: Agência Senado)

A entrevista coletiva concedida na noite desta quarta-feira (23) pelo ministro-chefe da Secretaria de Governo, Onyx Lorenzoni, na qual anunciou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) determinou à Polícia Federal a abertura de um processo por denúncia caluniosa contra o deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) e o irmão dele Luís Ricardo Fernandes Miranda, chefe da Divisão de Importação do Ministério da Saúde, foi o principal tema debatido, na manhã desta quinta-feira (24), pelos senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, que deverão convocar o ministro para depor na próxima semana.

Onyx foi encarregado pelo governo de responder as denúncias feitas pelos irmãos Miranda sobre as supostas irregularidades na compra de 20 milhões de doses da vacina Covaxin, produzida pelo laboratório indiano Bharat Biotech, com intermediação feita pela empresa Precisa Medicamentos.

De acordo com o deputado federal, no dia 20 de março, quase um mês após a contratação da compra pelo Ministério da Saúde, o próprio Bolsonaro foi avisado por ele sobre as suspeitas. No encontro, ocorrido no Palácio do Planalto, Luís Miranda disse que o presidente se comprometeu a colocar a Polícia Federal para investigar, o que até agora a direção da corporação não confirma se aconteceu.

Convocação à CPI

O senador Humberto Costa (PT-PE) foi o primeiro que repercutiu o caso e anunciou que apresentou um requerimento solicitando a convocação de Onyx Lorenzoni, justificando que a abertura do processo contra o deputado Luís Miranda e Luís Ricardo Fernandes Miranda se configura como crime de “ameaça à testemunhas”.

O relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL), lembrou que os irmãos vão depor na CPI nesta sexta-feira (25) e que, por isso, estavam requerendo que o Senado garanta-lhes segurança máxima antes, durante e depois do depoimento, pois “eles ousaram enfrentar pessoas que atuam como se fossem uma milícia”.

O requerimento de Humberto Costa foi repudiado pelo grupo de senadores governistas que tentavam apagar o fogo iniciado por Onyx Lorenzoni. Líder do governo no Senado, o senador Fernando Bezerra (MDB-PE), solicitou que, em respeito ao ministro, a CPI possa fazer um convite a Onyx para comparecer e não aprovar uma convocação.

Na regra estabelecida pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD), todo requerimento precisa ser colocado em pauta de votação com 48 horas de antecedência, o que fará o requerimento de Humberto Costa entrar para votação na sessão da próxima quarta-feira (30).

Neste momento, prestam depoimento na CPI o professor da Universidade Federal de Pelotas (RS), Pedro Halal, e a representante da Anistia Internacional, Jurema Werneck.

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro ressuscita boatos de fraude nas Eleições e não prova nada

Presidente há um ano diz ter provas de que houve fraude nas Eleições em 2018. Nesta quinta-feira (29), mais uma vez não cumpriu com a palavra ao não revelar provas.

29 de julho de 2021

Punições pelo uso indevido de dados pessoais começam a valer domingo

Quem infringir a lei fica sujeito a advertência, multa simples, multa diária, suspensão parcial ou total de funcionamento, além de outras sanções.

29 de julho de 2021

CPI centrará fogo nas plataformas de redes sociais que divulgaram mentiras

O senador Omar Aziz considera um absurdo a quantidade de mentiras e desinformação que circula nas plataformas de redes sociais a partir de robôs de internet.

29 de julho de 2021

Senador do AM chama procurador do MPF de ‘militante ambiental’

O procurador proibiu que o Ibama realize audiências virtuais para expor o estudo de impacto ambiental para licenciamento da BR-319. Órgão tem 10 dias para acatar a decisão.

29 de julho de 2021

Pazuello depõe em inquérito da PF que apura prevaricação de Bolsonaro

O ex-ministro da Saúde começou a depor às 10h e até o momento segue na superintendência da Polícia Federal em Brasília. Pazuello hoje trabalha na cozinha do Planalto.

29 de julho de 2021

Procurador pede que Coari suspenda festividades pelos 89 anos da cidade

A comemoração dos 89 anos da fundação de Coari, recheada de eventos, deve ser suspensa a pedido Ministério Público do Amazonas devido ao risco sanitário.

29 de julho de 2021

STF desmente Bolsonaro sobre ‘proibir’ a União de atuar no combate à Covid

Desde o início da pandemia a ADI do STF é usada pelo presidente Jair Bolsonaro para mentir sobre a falta de ação do Governo Federal no combate à Covid-19.

29 de julho de 2021

Omar garante que CPI já tem provas que atestam crimes na pandemia

Presidente da CPI da Covid-19, Omar Aziz afirmou que documentos e depoimentos já tomados provam a existência de crimes cometidos por agentes públicos e particulares.

29 de julho de 2021