fbpx

sexta, 20 de maio de 2022

Pesquisadores da Ufam e da USP explicam ‘bolsonarismo’ em livro

O livro avalia o governo Bolsonaro e o bolsonarismo tal e qual um conjunto de extremismos que tem gerado perseguições e intolerâncias à raça, gênero, etnia e espiritualidade.

20 de janeiro de 2022

Compartilhe

Obra destaca interpretações sobre o bolsonarismo de maneira argumentativa e multicêntrica (Foto: Divulgação)

O livro “Coalizão democrática: as eleições de 2022 e a garantia das instituições” foi lançado na tarde desta quarta-feira (19), na internet. Os autores são os acadêmicos Sérgio Bairon, ligado à Universidade de São Paulo (USP) e Renan Albuquerque, docente da Ufam, além dos ativistas e cientistas políticos Fabiano Garrido (Consultor e Assessor Legislativo) e Roberto Vasquez (Partido Podemos/Espanha). 

A publicação é uma parceria entre a Editora da Universidade Federal do Amazonas (Edua) e Alexa Cultural. 

A obra, com distribuição digital gratuita, é o primeiro resultado de projeto de extensão que visa debater a escalada do bolsonarismo e da política de produção de ignorância no Brasil. “Coalizão democrática: as eleições de 2022 e a garantia das instituições” é resultado de projeto conjunto da USP com a Ufam, que tem o propósito de disseminar o debate sobre as relações políticas na atualidade. 

O livro, na íntegra, pode ser acessado AQUI.

O Livro

A crise no Brasil passou a ser lastreada atualmente no desrespeito a todo o tipo de lugar de autoridade, na vontade de reviver o militarismo com sua hierarquia de poderes e na noção de progresso com base em lucros vultosos para uma economia de mercado financeiro. Considerando isso, foi editado “Coalizão democrática: as eleições de 2022 e a garantia das instituições”, em que se partiu do suposto da política de produção de ignorância enquanto método de ação do Estado brasileiro. 

Na publicação, foi avaliado o governo Bolsonaro e o bolsonarismo tal e qual um conjunto de extremismos que tem gerado perseguições e intolerâncias à raça, gênero, etnia e espiritualidade, entre demais violências às dimensões de humanidade. Também foram ponderadas agressões incidentes, diante dos termos do contemporâneo, que acompanham a construção epistemológica do fascismo. 

Foram estudadas estratégias fascistas no mercado e no Estado, ao pautarem verticalmente a luta contra a corrupção e a manutenção do modelo familiar tradicional judaico-cristão. Outro fator distintivo foi o comportamento de massa, que se mostra com muito potencial na política do presente, amparado na volumosa narrativa de ultradireitistas em redes sociais e aplicativos de mensagens. 

Esses canais são utilizados como principais meios de comunicação social. Trata-se de um comportamento orientado pela perspectiva do heroísmo, vigente segundo a força das armas e o discurso bélico surgido no Estado Novo e na Ditadura 1964-1985. Agora, mais uma vez, esse cenário é instado no cenário da sociopolítica pós-golpe de 2016 e com a ascensão da ultradireita. 

No livro, foram destacadas interpretações sobre o bolsonarismo de maneira argumentativa e multicêntrica.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro ataca o STF, e Moraes fala em luta contra antidemocráticos

Bolsonaro também afirmou que as Forças Armadas foram convidadas a participar do processo eleitoral e que suas observações "não vão ser jogadas no lixo".

19 de maio de 2022

Em pré-campanha, Arthur busca apoio de influenciadores digitais

O ex-prefeito reuniu com influenciadores digitais do Amazonas, que já o apoiaram durante sua gestão na Prefeitura. A ideia é ampliar sua rede de apoio nas redes sociais.

19 de maio de 2022

‘Não vou dar mole para essa empresa’, diz Sinésio sobre AM Energia

Ao comentar decisão que libera a AM Energia a instalar medidores, Sinésio afirma que os aparelhos são vergonhosos e que não vai deixar a empresa livre para cometer abusos.

19 de maio de 2022

João Pedro ‘bate o pé’ e lança seu nome ao Senado pelo PT-AM

O ex-senador afirmou que irá registrar candidatura ao Senado, contrariando Sinésio Campos, que afirmou que o PT não terá candidato ao posto para apoiar Omar Aziz.

19 de maio de 2022

General Franklimberg quer levar experiência militar para Aleam

Filiado ao União Brasil, o militar colocou seu nome à disposição da sigla para tentar uma vaga na Asembleia. Ele ajudou a atual gestão durante o período de transição.

19 de maio de 2022

Populares reagem a vídeo de Amazonino dizendo não ter dinheiro; confira

Depois de quatro mandatos como governador e três como prefeito, Amazonino Mendes disse, em vídeo, não ter dinheiro. O ex-governador quer voltar a chefiar o Estado.

19 de maio de 2022

Homeschooling: Átila, Bosco, Alberto Neto e Pablo dizem sim à educação domiciliar

A bancada do Amazonas na Câmara ficou dividida na votação do homeschooling. Os destaques do texto-base serão votados nesta quinta e depois segue para o Senado.

19 de maio de 2022

‘Gestor tem que ser jovem, andar e estar perto do povo’, diz Liliane Araújo

Liliane Araújo é a nova entrevistada da série do Real Time 1 com os pré-candidatos para a Câmara dos Deputados em Brasília onde faz a defesa de suas bandeiras.

19 de maio de 2022