fbpx

domingo, 28 de novembro de 2021

Pesquisa cria cenário fictício para sucessão eleitoral do Amazonas

Pesquisa realizada pela empresa EAS Consultoria Estatística e contratada pela R2 Comunicação, divulgada hoje (20), está dando o que falar por trazer dados questionáveis.

20 de outubro de 2021

Compartilhe

Pesquisa só ouviu eleitores da capital amazonense (Foto: Reprodução)

Pesquisa realizada pela empresa EAS Consultoria Estatística e contratada pela R2 Comunicação, divulgada nesta segunda-feira (20), está dando o que falar e tem causado estranheza não só pelo resultado apontado mas, principalmente, pelo universo e nomes utilizados para a realização das entrevistas, o que acaba apresentando um cenário considerado fictício para a sucessão eleitoral no Amazonas.

Ao contrário do que foi divulgado como sendo a opinião do “eleitorado amazonense”, o levantamento foi realizado somente na capital, desconsiderando totalmente os votos do interior do Estado e que representam no mínimo 40% do eleitores do Amazonas.

As eleições de 2022 vão definir, além de um presidente da República, governador, senador e deputados estaduais e federais. Logo, questiona-se o fato de a EAS ter ouvido apenas os eleitores de Manaus (foram 1.200 pessoas entrevistadas).

Interior faz a diferença

Desconsiderar o universo de eleitores do interior pode impactar – e muito – não só no resultado de uma pesquisa, mas até mesmo de uma eleição.

Especialistas apontam um viés que pode chegar a 15 pontos percentuais e induzir o eleitor quanto à realidade da intenção de votos, criando um “cenário fictício”

Caso fossem considerados os votos do interior, por exemplo, Omar Aziz (PSD), que têm apoio da maioria dos prefeitos, certamente apareceria entre os primeiros colocados.

E o coronel Menezes (Patriota), ao invés de estar na segunda colocação, certamente apareceria em uma posição mais atrás, pois é ainda é pouco conhecido no interior.

Rebecca e Luiz Castro

Outras observações que devem ser consideradas é o fato de a pesquisa dar ao eleitor opções de nomes que não devem concorrer aos cargos indicados, como para a vaga de senador pelo Amazonas, onde foram sugeridos os nomes dos ex-deputados Rebecca Garcia (PP) e Luiz Castro (Rede).

Rebecca, no entanto, já falou em várias ocasiões que, política, agora, “só de longe”.

Ao RealTime1, no início de setembro, por exemplo, ela comentou que está focada na direção dos negócios da família e em um projeto pessoal na área da bioeconomia.

Luiz Castro, deve concorrer a uma vaga como deputado estadual ou, no máximo, a deputado federal.

Poucos acertos

Nas últimas quatro eleições, a EAS figurou entre empresas cujas pesquisas realizadas no Amazonas apresentaram números distantes do resultado final das urnas.

Cientistas políticos vêm alertando que é necessário atenção com pesquisas realizadas em períodos pré-eleitorais, por exemplo, pois dependendo de quem paga pela sua realização, “podem estar impressas digitais de um ou outro candidato”.

Destaque ao amigo

Nenhuma descrição de foto disponível.

Também não é novidade no mundo político a contratação de empresas para apresentar resultados que satisfaçam seus próprios interesses, numa tentativa de apresentar determinado cenário os eleitores.

Na primeira quinzena de setembro, incomodado com a posição de Menezes em uma pesquisa divulgada na cidade, o empresário Fred Melo, por exemplo, fez ataques à empresa, insinuando que os resultados ali mostrados seriam falsos.

Hoje (20), no entanto, Fred – que é bolsonarista de carteirinha, assim como Menezes – comemora os dados apresentados pela pesquisa da EAS dizendo “confiar e apostar” no resultado, mesmo com inúmeros detalhes a serem levados em consideração.

Sabe-se na cidade que, assim como Fred, parte da equipe de comunicação de Menezes trabalha no endereço onde funciona a R2 Comunicação, que entre os sócios está Gabriel Fraiji Melo, filho de Fred Melo, que passou a responder também pela empresa em setembro de 2017.

Da Redação

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Câmara deve votar PEC de incentivos à tecnologia na terça

A Proposta de Emenda à Constituição 10/21 mantém incentivos tributários para empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs) e de semicondutores.

27 de novembro de 2021

Lira diz que Câmara está pronta para agir contra nova variante

Deputado afirmou que a Câmara estará pronta para responder, caso seja necessário adotar novas medidas de enfrentamento à nova variante do coronavírus, a Ômicron.

27 de novembro de 2021

Wilson Lima iniciou entrega do Auxílio Permanente em Maués e Parintins

No total, o Governo do Estado já levou a ajuda financeira para 20 cidades do interior. Em todo o estado, mais de 140 mil cartões já foram entregues.

27 de novembro de 2021

CPI da Covid: PGR envia ao STF dez medidas a serem adotadas após relatório

Os senadores do G7 - grupo majoritário da CPI - entregaram o relatório a Aras no dia 27 de outubro, um dia após o encerramento dos trabalhos da comissão.

27 de novembro de 2021

Bolsonaro: quem viajar da Argentina para o Brasil pode ter quarentena de 4 dias

Presidente diz que para quem viaja da Argentina de carro para o Brasil não há problemas. No entanto, quem viajar de avião tem que ficar quatro dias em quarentena.

27 de novembro de 2021

Coari: Justiça libera entrega de cartões do Auxílio Estadual e cestas básicas

No último dia 20, populares se revoltaram com o ex-prefeito de Coari, Adail Filho, após a juíza da eleição suplementar, Mônica do Carmo, ter proibido a entrega dos cartões.

26 de novembro de 2021

‘Dinheiro pro espaço’: Aleam compra direito de uso em satélite

Mesmo diante de uma grave crise econômica, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, Roberto Cidade não tem feito esforços para poupar o erário público.

26 de novembro de 2021

Plínio vota em Eduardo Leite e descarta Arthur Neto nas prévias do PSDB

'Manda quem tem mandato. E eu tenho', diz Plínio sobre disputa com Arthur. Avalia disputar a eleição para o Governo, mas não conta com a garantia de apoio do ex-prefeito.

26 de novembro de 2021