fbpx

quinta, 20 de janeiro de 2022

MP investiga Prefeitura de Itamarati por compra de R$ 1,2 mi em notebooks

MP investiga o processo licitatório com pregão presencial realizado pela Prefeitura de Itamarati em dezembro de 2021 para aquisição de notebooks, pagando R$ 1,2 milhão.

14 de janeiro de 2022

Compartilhe

O MPAM questiona entre outras coisas, a modalidade escolhida de pregão presencial quando caberia a versão eletrônica (Foto: Divulgação/MPAM)

O Ministério Público do Amazonas (MPAM), no último dia 5, instaurou, por meio da Promotoria de Justiça de Itamarati, notícia de fato para investigar processo licitatório com pregão presencial realizado pela Prefeitura Municipal em dezembro de 2021. A licitação refere-se à aquisição de notebooks para municipalidade, totalizando um expressivo montante de R$ 1.232.891,00, com recursos de um Termo de Compromisso do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Segundo o Promotor de Justiça Caio Lúcio Fenelon Assis Barros, chama atenção o fato de ser um bem de alta tecnologia que sequer tem revendedores autorizados na região de Itamarati, e, mesmo assim, a Prefeitura ter optado pelo meio que mais restringe a competição, qual seja, o pregão presencial, sendo que seria plenamente possível a utilização de pregão eletrônico com maior número de licitantes e certamente propostas mais vantajosas para a municipalidade.

“Se forem pagos R$ 2 mil em cada notebook (média de um aparelho básico estudantil) possibilitaria a aquisição de cerca de 616 unidades, o que gera – no mínimo – um estranhamento sobre a necessidade dessa quantidade de equipamentos”, disse o Promotor de Justiça.

O MPAM determinou prazo de dez dias para que a Prefeitura de Itamarati remeta cópia integral do Processo Licitatório – Pregão Presencial para Registro de Preços n. 25/ 2021, especialmente que envie relação do material.

Com informações do MPAM

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Lewandowski manda Ministério Público fiscalizar pais antivacina

No ofício, Lewandowski diz que os MP´s devem garantir que as medidas necessárias para fiscalizar a vacinação das crianças estão sendo adotadas conforme prevê o ECA.

20 de janeiro de 2022

Pandemia pode suspender concursos da Segurança; TCE-AM analisa pedido

A principal linha de questionamento da representação é que a realização do concurso no cenário de alta de casos de Covid-19 colocará em risco a saúde dos candidatos.

20 de janeiro de 2022

MP-AM quer exoneração de parentes do prefeito e vice de Canutama

A recomendação foi feita após denúncias de suposta prática de nepotismo na nomeação de familiares do prefeito José Torres (PSC) e do seu vice, Raimundo Cordeiro (MDB).

20 de janeiro de 2022

Alexandre Saraiva questiona decisão que liberou madeira apreendida pela PF

Ex-superintendente da PF no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva, foi o pivô da queda do então ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Saraiva foi transferido para o Rio.

20 de janeiro de 2022

Congresso começa o ano com 36 vetos presidenciais pendentes de votação

O veto mais recente é o 10/22, que retirou 14 dispositivos do PL 4199/20, transformado na Lei 14.301/22, que criou o Programa de Estímulo ao Transporte por Cabotagem.

20 de janeiro de 2022

Nejmi ‘vence’ prazo de licença médica e suplente pode ocupar vaga na Aleam

Suplente da deputada Nejmi Aziz, pastor Antônio Alves, alega que ela está com licença médica com prazo vencido e reivindica a vaga. TJAM deve julgar o caso dia em fevereiro.

20 de janeiro de 2022

Conheça as regras para arrecadação dos recursos eleitorais este ano

O partido não poderá transferir para o candidato ou utilizar, direta ou indiretamente, nas campanhas eleitorais recursos que tenham sido doados por pessoas jurídicas.

20 de janeiro de 2022

Política partidária pode estar prejudicando vacinação contra a Covid-19 no interior

Nenhum dos 13 prefeitos do MDB compareceram a reunião convocada pelo governador para traçar estratégias para alavancar a vacinação contra a Covid-19 no interior do Estado.

19 de janeiro de 2022