fbpx

sábado, 29 de janeiro de 2022

MP-AM combatendo nepotismo: Urucurituba deve exonerar 52 servidores

Na lista para exoneração, quatro nomes estão ligados ao prefeito, seis ao vice, 25 a vereadores e 17 a secretários municipais. Sabugo tem 30 dias para tirá-los da gestão.

9 de setembro de 2021

Compartilhe

Caso não exonere servidores, Sabugo pode responder por improbidade administrativa (Foto: Divulgação)

O prefeito de Urucurituba, José Claudenor de Castro Pontes, conhecido como Sabugo (PT), deve exonerar imediatamente 52 servidores públicos. A recomendação é do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) que busca, com a medida, coibir a prática de nepotismo na contratação de funcionários pelo poder público municipal.

A recomendação foi expedida ontem (8), pelo promotor Kleyson Nascimento Barroso, e dá um prazo de até 30 dias para que Sabugo exonere os 52 servidores municipais, “em respeito à Súmula Vinculante nº 13 do Supremo Tribunal Federal (STF)”. Caso a recomendação não seja atendida pelo prefeito de Urucurituba, Sabugo pode responder por ato de improbidade administrativa em razão da violação de princípios da administração pública.

De acordo com o MP-AM, dos 52 servidores cuja nomeação incide na prática de nepotismo, quatro são parentes do prefeito, seis são ligados ao vice-prefeito, 25 são relacionados a vereadores e 17, a secretários municipais. Além da exoneração desses 52 servidores, Kleyson Barroso quer também a dispensa de quaisquer outros servidores cuja nomeação configure nepotismo.

O que diz a Súmula Vinculante nº 13

Conforme a Súmula Vinculante nº 13, a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta , colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na Administração Pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Fedeal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.

“Configura-se nepotismo cruzado ou reflexo quando há troca de parentes entre agentes públicos, ou seja, designações recíprocas, para que tais parentes sejam contratados diretamente, sem concurso. No curso da investigação, constatamos que, no quadro de pessoal do município de Urucurituba, determinados servidores públicos possuem indiscutível laço de parentesco com o prefeito, vice-prefeito, secretários municipais e vereadores”, apontou o promotor.

Da Redação, com informações do MP-AM

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Justiça suspende aumento do ‘cotão’ aprovado pela Câmara de Manaus

A decisão da Justiça sobre o Cotão, que saiu na tarde desta sexta-feira (28) e cabe recurso, prevê também multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

28 de janeiro de 2022

Damares libera ‘Disque 100’ para não-vacinados relatarem discriminação

Em nota, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos ainda se manifestou contra a obrigatoriedade da vacinação de crianças contra a Covid.

28 de janeiro de 2022

Moraes nega recurso da AGU e mantém obrigação de Bolsonaro depor na PF

Depoimento estava marcado por Moraes para esta sexta-feira, mas o presidente novamente decidiu faltar com intervenção da Advocacia Geral da União (AGU).

28 de janeiro de 2022

PT entra com ação no STF por ampliação de prazo para federações

O PT entende que o prazo previsto na Lei para a formação das federações é muito curto e pede que seja estendido pelo STF pelo menos até maio deste ano, ou até agosto.

28 de janeiro de 2022

Bolsonaristas apelam para reajuste de professores para cativar votos

Reajuste de 33,24% concedido pelo presidente Jair Bolsonaro ignorou técnico do Ministério do Educação e não considerou a pressão nas contas dos governadores e prefeitos.

28 de janeiro de 2022

Pré-candidato a deputado federal, Saullo Vianna caminha com Wilson e David

À TV RealTime1, o deputado revelou os planos dele para disputar uma vaga na Câmara Federal, bastidores da política local e quem está na frente na corrida presidencial no AM.

28 de janeiro de 2022

Bolsonaro avalia com AGU se vai ou não prestar depoimento à PF

O ministro Bruno Bianco analisa os precedentes que podem ser aplicados a Bolsonaro para tentar minimizar o desgaste que poderia sofrer ao prestar depoimento.

28 de janeiro de 2022

Justiça do Distrito Federal arquiva caso do tríplex contra Lula

O MPF afirma que os crimes imputados ao ex-presidente Lula prescreveram. O petista tem 76 anos e, mesmo se condenado, a pena estaria prescrita até que pudesse ser cumprida.

28 de janeiro de 2022