fbpx

sábado, 08 de maio de 2021

Principal suspeita é ‘lavagem de dinheiro’ em Urucurituba, diz MP

O promotor resumiu que basicamente as empresas que estavam ganhando licitações eram de pessoas relacionadas intimamente com servidores públicos o que é vedado por Lei.

28 de abril de 2021

Compartilhe

O prefeito de Urucurituba foi preso, temporariamente, nesta manhã (Foto: Reprodução)

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) deu, no final da manhã desta quarta-feira (28), mais detalhes da operação “Coleta de Luxo”, que resultou na prisão temporária do prefeito de Urucurituba, José Claudenor, o “Sabugo”. A principal suspeita é de que ele liderava um esquema de “lavagem de dinheiro”.

De acordo com o promotor de justiça Armando Maia, há indícios de que o prefeito esteja envolvido com desvios de dinheiro, tendo em vista a participação de agentes públicos intimamente ligados às empresas vencedoras de certames e a crescente incompatibilidade patrimonial com os respectivos ganhos dos envolvidos.

“Foi possível observar que o presidente da comissão de licitação já possuía um vínculo com uma das licitantes que seria a empresa [sic] Joely, da própria esposa dele e ele tinha uma procuração que poderia atuar em nome da própria empresa. A esposa era, inclusive, filha da dona do posto de gasolina que também foi vencedora na licitação de combustível. Fora isso, observamos que a secretária de finanças possui dois filhos com donos de empresas que também firmaram contratos com o poder público”, detalhou.

O promotor resumiu que basicamente as empresas que estavam ganhando licitações eram de pessoas relacionadas intimamente com servidores públicos, o que é vedado por Lei.

Além disso, o promotor afirmou que a empresa que recolhe lixo no município não realizava o trabalho. “Foi observado que os caminhões não pertenciam a empresa e alguns deles pertenciam ao próprio poder público e as pessoas que realizavam essa tarefa de coleta de lixo eram servidores públicos, e que recebiam dinheiro diretamente da prefeitura. Ou seja, a empresa recebia para prestar o serviço, mas não realiza o serviço”, disse.

Neste momento da investigação, o promotor explicou que a equipe vai analisar os equipamentos eletrônicos apreendidos e, dependendo do que encontrarem pode pedir a conversão da prisão temporária do prefeito Claudenor em prisão preventiva (30 dias), assim como dos demais envolvidos: o representante do município em Manaus,  José Júlio de Castro Pontes (irmão do prefeito), e Eliana da Cunha Melo, secretária de Finanças.

Sobre os prejuízos com que os supostos desvios poderiam ter causado, o promotor afirmou não ter uma estimativa. “Ainda está sob apuração, porque temos que analisar alguns dados que estão sendo processados. Estamos analisando algumas coisas que vão poder nos dar a oportunidade de falar o tamanho desse prejuízo”, afirmou.

Além disso, existe mais um Mandato de Prisão para outra pessoa, que tem validade de 12 horas. Mas o MP-AM não informará o nome da pessoa até que a prisão seja concretizada.

O RealTime1 entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Urucurituba para saber o posicionamento do órgão que respondeu: “No momento não temos informações precisas sobre o fato”.

Texto: Milena Soares

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Codajás recebe quase R$ 400 mil em projetos de crédito rural do Governo

Os valores foram destinados para pesca artesanal (R$301.656,85) e agricultura familiar (R$96.288,00), sendo financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam).

7 de maio de 2021

Pacheco escreve a embaixador chinês e fala em ‘relação construtiva’

O presidente do Senado finaliza a carta convidando Yang Wanming para uma visita à Casa Legislativa assim que as condições pandêmicas tornarem o encontro favorável.

7 de maio de 2021

Auxílio Enchente começa a ser pago em Anamã pelo governador Wilson Lima

Operação Enchente leva ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social, de saúde e de fomento aos municípios em Situação de Emergência.

7 de maio de 2021

Gasolina do Cotão dos 24 deputados estaduais enche 300 tanques

No período em que a presença física nas sessões é facultativa, dois dos 24 deputados consumiram gasolina suficiente para ir e voltar sete vezes a Boca do Acre.

7 de maio de 2021

Carlos Almeida não deve ser ouvido pela CPI da Covid no Senado

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

7 de maio de 2021

Vereadores gastam R$ 272 mil com assessoria e divulgação

O vereador campeão nesse gasto foi Ivo Neto (Patriota), que utilizou R$ 19.800 nessas atividades. No entanto, assessoria não evitou que ele apresentasse um projeto repetido.

7 de maio de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Mourão diz que Pazuello foi ‘risco’ à Saúde e o quer em ‘traje civil’ na CPI

Para o vice-presidente, decisão em colocar o general Pazuello à frente do Ministério foi um risco e que ser general 'da ativa ou reserva' não o impede de ir ao Senado depor.

7 de maio de 2021