fbpx

domingo, 01 de agosto de 2021

Ministro Barroso suspende condução coercitiva de Wizard à CPI da Covid

Barroso atendeu ao pedido feito pela defesa do empresário. De acordo com os advogados, Wizard confirmou à CPI que retornará ao Brasil e agendou depoimento para 30 de junho.

26 de junho de 2021

Compartilhe

Ministro do STF atendeu ao pedido feito pela defesa do empresário (Foto: Reprodução)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso decidiu nesta sexta-feira (25) suspender a condução coercitiva do empresário Carlos Wizard para prestar depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia.

Barroso atendeu ao pedido feito pela defesa do empresário. De acordo com os advogados, Wizard confirmou à CPI que retornará ao Brasil e agendou depoimento para 30 de junho. Dessa forma, a medida seria desnecessária.

“Nessas condições, considero presentes os requisitos para concessão da cautelar requerida. De fato, tendo em vista que o paciente assumiu o compromisso expresso de comparecer perante a CPI referida, tenho por injustificada e desnecessária, neste exame cautelar da causa, a manutenção da ordem de condução coercitiva do paciente”, decidiu o ministro.

O depoimento de Carlos Wizard estava marcado para 17 de junho, mas o empresário não compareceu. A defesa alegou que ele está nos Estados Unidos acompanhando o tratamento de saúde de um parente.

Foi solicitado o depoimento por videoconferência, mas o pedido não foi atendido pela comissão. Os advogados argumentaram ainda que se Wizard deixar o território americano, não conseguirá voltar por causa das restrições migratórias provocadas pela pandemia de Covid-19.

Diante do impasse, o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), solicitou à Justiça o comparecimento compulsório e a retenção do passaporte do empresário.

A juíza federal Marcia Souza de Oliveira, da 1ª Vara Federal em Campinas (SP), autorizou a Polícia Federal (PF) a realizar a diligência, mas o empresário não foi encontrado. Dessa forma, a magistrada autorizou apenas a retenção do documento após o retorno ao Brasil.

No STF, os advogados de Wizard também afirmaram que ele nunca ocupou cargo público no Ministério da Saúde e não tomou decisões administrativas. Segundo a defesa, o empresário auxiliou o ex-ministro Eduardo Pazuello, de forma voluntária, por cerca de 20 dias, durante o processo de transição após a saída de Nelson Teich.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Presidente diz que eleição sem voto impresso será ‘farsa’ inaceitável

Presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste sábado de 'motociata' em Presidente Prudente, criticou a urna eletrônica e ameaçou não aceitar o resultado da eleição.

31 de julho de 2021

Wilson celebra o ritmo da vacinação da população em 53 municípios

Governador Wilson Lima comemorou que o avanço da vacinação permitiu que 53 municípios já tenham vacinado ou estejam vacinando toda a população adulta alvo do PNI.

31 de julho de 2021

Vice do TRE-AM critica Bolsonaro e alerta para ‘clima de guerra’

Desembargador Jorge Lins falou ao RealTime1 sobre as acusações do presidente de eleições fraudadas e o clima de intranquilidade que elas trazem a paz social no País.

31 de julho de 2021

Pazuelo mentiu sobre o TrateCov na CPI, atesta análise do TCU

Conclusão dos técnicos do TCU desmente argumento apresentado pelo ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello à CPI da Covid de que a plataforma teria sido adulterada por hackers.

31 de julho de 2021

PF deve retomar investigação sobre interferência de Bolsonaro

Decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes. Inquérito apura se o presidente tentou interferir na Polícia Federal, buscando proteger os filhos.

31 de julho de 2021

Bolsonaristas promovem manifestação em apoio ao voto impresso

Grupo Conservador Amazonas espera reunir, neste domingo, na avenida das Torres, apoiadores da proposta defendida pelo presidente em transmissão ao vivo nesta quinta-feira.

31 de julho de 2021

CPI vai analisar 28 requerimentos que envolvem amazonenses

Destaque na lista de requerimentos, está o pedido contra o deputado estadual Fausto Júnior (MDB), a mãe dele, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Yara Lins.

31 de julho de 2021

MPAM recomenda exoneração de 35 servidores públicos em Itapiranga

A recomendação é dirigida à prefeita, ao presidente da Câmara Municipal e a agentes que detenham a atribuição de nomear e de exonerar ocupantes de cargos comissionados.

30 de julho de 2021