fbpx

sábado, 28 de maio de 2022

Marcelo Serafim espera 20 mil votos do interior e agenda começa por Tefé

Longe do Congresso Nacional há 12 anos, Marcelo aposta em novas estratégias para conquistar eleitores no interior do Amazonas para somar com votos na capital.

28 de abril de 2022

Compartilhe

Marcelo Serafim é líder do prefeito na CMM (Foto: Divulgação)

O vereador Marcelo Serafim (Avante) é um dos nomes que deve concorrer nesta eleição para deputado federal. Em entrevista ao RealTime1, o parlamentar falou sobre a atual configuração política que integra e destacou estratégias para se garantir na briga por uma das duas vagas que seu partido almeja conquistar.

No interior, por exemplo, Marcelo sairá em busca de 20 mil votos para somar com os que cogita conquistar na capital e, para isso, já agendou a primeira cidade a ser visitada: Tefé, o quinto maior colégio eleitoral do Estado.

Longe do Congresso Nacional há 12 anos, quando terminou seu mandato como deputado federal da legislatura 2007-2010, Marcelo diz que, além de temas referentes à Amazônia, também lutará por pautas ligadas à saúde pública – área essa pela qual ele tem se dedicado nos últimos meses, principalmente durante os picos da pandemia de Covid-19.

Atualmente, Marcelo cumpre mandato como vereador na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Ele foi eleito pelo PSB, mas deixou o partido no mês passado para se filiar ao Avante, do prefeito de Manaus, David Almeida, de quem é líder no Executivo Municipal.

Ao RealTime1, ele explica como se deu a configuração e diz que a troca de partido aconteceu porque foi necessária e nega ter ensaiado o movimento político.

“Houve alteração na legislação eleitoral em setembro do ano passado e isso inviabilizou minha candidatura pelo PSB, pois com o fim das coligações não haveriam chances de ser eleito deputado federal. Então, conversei com a direção nacional do PSB e viabilizei com o prefeito de Manaus a minha filiação para a disputa do pleito”, conta o parlamentar.

Posição no jogo não deve mudar, acredita Marcelo

Questionado se essa configuração política pode mudar, Marcelo diz que não espera e nem acredita que isso possa acontecer, pois sabe muito bem sua posição na partida. “A posição que eu fui escalado é a para jogar como candidato a deputado federal. Não vejo possibilidade de mudar essa minha colocação e nem tão pouco disputar vaga na Aleam [Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas]”, enfatiza ele.

Marcelo, que caminhou a vida política ao lado do pai, nega que se distanciará do político, que deve concorrer à reeleição como deputado estadual. Ele garante que, mesmo no Avante e escalado para disputar uma vaga no Congresso Nacional, deve coordenar a campanha do pai.

“Nossa campanha será trabalhada de forma conjunta. O PSB não vai configurar a federação com PT, PCdoB e PV, pois eu conversei pessoalmente com o presidente nacional no mês passado”, garante Marcelo.

Agenda no interior começa em maio

O vereador diz que tem encontrado dificuldade para conciliar a atividade parlamentar na CMM com a agenda de pré-campanha a deputado federal, mas que no próximo mês dará o pontapé inicial por um município que tem base eleitoral fixa do Avante.

“Tenho conversado com o prefeito David Almeida, e ficou acertado que vou começar a agenda no interior pela cidade de Tefé. Tenho consciência de que a maioria dos meus votos é de Manaus, onde vou trabalhar para conquistar de 25 mil a 40 mil eleitores. No interior do Amazonas vou em busca de 15 a 20 mil votos que vão me garantir na briga por uma das duas vagas que o Avante deve conquistar no Congresso. Acredito que quem tiver mais de 50 mil votos no partido já estará na briga direta pela cadeira”, analisa o político.

Indagado pela possibilidade de renunciar ao mandato na Câmara para se dedicar integralmente à disputa deste ano, ele diz não considerar essa hipótese e que a prioridade é o mandato como vereador. “Fui eleito vereador. Se a população decidir que devo ser eleito deputado federal, ela estará me dando uma nova oportunidade e então renuncio ao mandato para assumir uma maior responsabilidade”.

‘Um soldado do Avante’

Marcelo diz que durante 12 anos foi presidente estadual do PSB no Amazonas e conhece toda a máquina partidária, mas que, apesar disso, prefere focar apenas na eleição para deputado federal e, no momento, não quer assumir compromissos na diretoria da sigla.

“Sou um soldado do partido e sempre farei o que for melhor para a sigla. Não pleiteio e nem tenho interesse em nenhum cargo partidário dentro do Avante, porque eu já exerci durante quase toda a minha vida política esses cargos. O Avante tem pessoas extraordinárias e muito bem qualificadas para assumir essas posições”, finaliza ele.

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Com Bolsonaro, Marcha para Jesus acontece hoje em Manaus

Presidente desembarca pela manhã no aeroporto Eduardo Gomes, almoça com militares no Comando Militar da Amazônia e depois encontro com religiosos na Marcha para Jesus.

28 de maio de 2022

Número de eleitores entre jovens e mulheres cresce no Amazonas

O analista político Helso do Carmo, afirmou ao RealTime1 que o crescimento no número de eleitores já é aguardado e que, apesar de pequeno, deverá alterar o cálculo das vagas.

28 de maio de 2022

Edson Fachin diz que acatar resultado da eleições é inegociável

Em várias ocasiões, o presidente Jair Bolsonaro deu a entender que não aceitará outro resultado que não seja a sua vitória em outubro deste ano.

27 de maio de 2022

Terra Yanomami demarcada há 30 anos vê crescimento de garimpo

Bolsonaro é um defensor da mineração em terras indígenas, apesar da visível destruição e dos problemas que o garimpo ilegal leva para essas áreas socioambientais protegidas.

27 de maio de 2022

Radicalização explica revés de Bolsonaro no Datafolha, diz Lira

Pesquisa Datafolha divulgada nessa quinta-feira (26) mostra que Lula lidera a disputa presidencial com 48% das intenções de voto no primeiro turno, ante 27% de Bolsonaro.

27 de maio de 2022

Ex-militante defende que esquerda deve apostar na rebeldia de jovens

O advogado George Tasso avalia que hoje "falta formação política nas bases da educação e do trabalho para a esquerda avançar pelas ruas de Manaus e reconquistar espaço".

27 de maio de 2022

Como em 2018, vereadores querem fazer CMM de trampolim este ano

Nas eleições de 2018, oito vereadores da legislatura 2016-2020 foram eleitos deputados estaduais e um para o Senado. Políticos aproveitam a visibilidade do cargo.

27 de maio de 2022

Livre de acusação por crise de oxigênio, Pazuello visita obras em Manaus

Na manhã desta sexta-feira (27), Pazuello acompanhou o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) e o governador Wilson Lima (UB) que visitaram obras de asfaltamento.

27 de maio de 2022