fbpx

quarta, 17 de agosto de 2022

Marcelo Ramos: lealdade a Lira dificulta impeachment de Bolsonaro

O deputado federal havia dito anteriormente que, caso assumisse a presidência da Câmara, poderia colocar em pauta um dos mais de 100 pedidos de impeachment contra Bolsonaro.

6 de outubro de 2021

Compartilhe

Há mais de 100 pedidos de impeachment protocolados contra Bolsonaro na Câmara dos Deputados (Foto Adriano Machado/Reuters)

A resposta que todos querem nesta quarta-feira (6) é saber se o deputado federal Marcelo Ramos (PL) resolverá abrir um dos mais de 130 pedidos de impeachment protocolados na Câmara dos Deputados contra Bolsonaro.

Isso porque o deputado, que é vice-presidente da Casa e hoje, com a ausência de Lira, assumiu a presidência da mesma, já havia dito anteriormente que há uma grande possibilidade de colocar em pauta na Câmara um dos pedidos caso assume a presidência por algum motivo.

Porém, o plano revelado em agosto pelo deputado pode não se concretizar dessa vez. Em reunião com agentes endêmicos hoje, em Brasília, Marcelo disse não haver condições de colocar para votação propostas sobre a categoria, uma vez que, segundo ele, seria um comportamento desleal a Arthur Lira (PP-AL), que ainda é o presidente da Casa.

A afirmação do vice-presidente da Câmara dos Deputados coloca em cheque o discurso dele em agosto, quando afirmava que se assumisse o comando da Casa colocaria um dos pedidos de impeachment em pauta.

Além disso, nos corredores do Congresso Nacional comenta-se que a abertura de um processo de impeachment contra Bolsonaro pode acabar beneficiando o presidente. Isso porque nas ruas não há tanta movimentação do povo pela saída do presidenciável e, com isso, não haveria pressão sobre os deputados para votar a favor.

Com isso, uma rejeição na votação fortaleceria ainda mais Bolsonaro, mesmo diante da descida dele cada vez mais evidente em pesquisas eleitorais com o ex-presidente Lula como pré-candidato do PT em 2022.

Ramos é o primeiro amazonense a ocupa a presidência da Casa, e ficará comando da Casa até o próximo dia 10/10 em razão de viagem do presidente Arthur Lira à Itália.

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Amazonino e Wilson convocam seguidores a mudar foto do perfil

A estratégia é uma tentativa de aproximar os eleitores, gerar identificação e demonstrar apoio à campanha. Wilson usou as cores da sua campanha e Amazonino o azul e vermelho.

17 de agosto de 2022

Candidatos registram nomes inusitados para chamar atenção do eleitor

Chico Bento, Maria Bonita, Papaleguás, Babalu, Vanessa da ZL, Velho do Rio do Lago do Ubim, Neiva do Ceú são alguns dos nomes de urna escolhidos por candidatos no Amazonas.

17 de agosto de 2022

Moraes destaca união da Justiça Eleitoral a presidentes dos TREs

O presidente do TSE destacou que é importante que a Justiça Eleitoral tome algumas medidas preventivas em conjunto, e de forma padronizada, antes e no dia da Eleição.

17 de agosto de 2022

De empresários a misses e policiais: 424 nomes disputam vaga na Aleam

Dos 23 partidos que lançaram nomes para Aleam, 10 apostaram em chapa completa, com 25 candidatos. O número de candidaturas deste pleito reduziu em relação às eleições 2018.

17 de agosto de 2022

Wilson faz corpo a corpo com os eleitores na zona Leste de Manaus

O candidato à reeleição irá realizar na tarde de hoje caminhada da Avenida Itaúba encerrando com um bandeiraço na Bola do Produtor para se aproximar do eleitor da capital.

17 de agosto de 2022

Tebet diz que aplausos a Moraes no TSE foram o maior recado a Bolsonaro

Simone Tebet ainda falou que a posse no TSE na noite anterior foi um momento histórico por reunir tantas personalidades do mundo político, em particular os ex-presidentes.

17 de agosto de 2022

Primeira doação para campanha de Eduardo Braga é de R$ 200

O candidato recebeu doação de pessoa física no valor de R$ 200. Confira as regras e os limites de doação em dinheiro ou cessão de bens por eleitor para apoiar campanha.

17 de agosto de 2022

Jingles de Amazonino, Braga e Wilson apostam em ritmos populares

Jingles de três candidatos têm elementos do axé, arrocha e música de beiradão, variam no tamanho dos versos e apresentam também coreografia para as redes sociais.

17 de agosto de 2022