fbpx

quarta, 17 de agosto de 2022

Marcelo Ramos ameaça tirar Auxílio Brasil da pauta do Congresso Nacional

Vice-presidente do Congresso, Marcelo Ramos afirma que Senado tem que votar primeiro o projeto de lei que altera regras do Imposto de Renda antes de votar o Auxílio Brasil.

25 de setembro de 2021

Compartilhe

Vice-presidente da Câmara Federal, Marcelo Ramos também é vice do Congresso e costuma presidir as sessões conjuntas da Câmara e do Senado. (Foto: Reprodução)

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), convocou sessão semipresencial do Congresso para a próxima segunda-feira (27). A pauta inclui 36 vetos e três projetos de lei do Executivo. Um deles altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para viabilizar a liberação de recursos para o Auxílio Brasil, sucessor do Bolsa Família. A proposta vincula os recursos a mudanças no Imposto de Renda, projeto que ainda será votado pelo Senado.

Por esse motivo, o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), que deve presidir a sessão, ameaça não pautar o item que viabiliza o Auxílio Brasil. “Como vamos votar um PLN para vincular recursos das mudanças do Imposto de Renda ao novo Bolsa Família, se o PL do Imposto de Renda ainda não foi aprovado pelo Senado. Como presidente da sessão, ainda avaliarei a votação do PLN 12 na sessão de segunda”, disse Ramos, que é vice-presidente do Congresso.

Segundo o governo, o Auxílio Brasil custará R$ 60 bilhões em 2022. Com custo de R$ 26 bilhões a mais que o Bolsa Família, o novo programa deve ser financiado por meio da taxação dos lucros e dividendos, prevista na reforma do IR. O texto passou pela Câmara, mas ainda enfrentará o crivo do Senado.

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Candidatos registram nomes inusitados para chamar atenção do eleitor

Chico Bento, Maria Bonita, Papaleguás, Babalu, Vanessa da ZL, Velho do Rio do Lago do Ubim, Neiva do Ceú são alguns dos nomes de urna escolhidos por candidatos no Amazonas.

17 de agosto de 2022

Moraes destaca união da Justiça Eleitoral a presidentes dos TREs

O presidente do TSE destacou que é importante que a Justiça Eleitoral tome algumas medidas preventivas em conjunto, e de forma padronizada, antes e no dia da Eleição.

17 de agosto de 2022

Tebet diz que aplausos a Moraes no TSE foram o maior recado a Bolsonaro

Simone Tebet ainda falou que a posse no TSE na noite anterior foi um momento histórico por reunir tantas personalidades do mundo político, em particular os ex-presidentes.

17 de agosto de 2022

De empresários a misses e policiais: 424 nomes disputam vaga na Aleam

Dos 23 partidos que lançaram nomes para Aleam, 10 apostaram em chapa completa, com 25 candidatos. O número de candidaturas deste pleito reduziu em relação às eleições 2018.

17 de agosto de 2022

Wilson faz corpo a corpo com os eleitores na zona Leste de Manaus

O candidato à reeleição irá realizar na tarde de hoje caminhada da Avenida Itaúba encerrando com um bandeiraço na Bola do Produtor para se aproximar do eleitor da capital.

17 de agosto de 2022

Primeira doação para campanha de Eduardo Braga é de R$ 200

O candidato recebeu doação de pessoa física no valor de R$ 200. Confira as regras e os limites de doação em dinheiro ou cessão de bens por eleitor para apoiar campanha.

17 de agosto de 2022

TRE-AM aprova envio de militares para sete municípios do interior

O TRE-AM solicitou tropas federais depois que o comando-geral da Polícia Militar disse não haver contingente para atender os municípios durante a eleição.

17 de agosto de 2022

Jingles de Amazonino, Braga e Wilson apostam em ritmos populares

Jingles de três candidatos têm elementos do axé, arrocha e música de beiradão, variam no tamanho dos versos e apresentam também coreografia para as redes sociais.

17 de agosto de 2022