fbpx

segunda, 25 de outubro de 2021

IOF não financiará Auxílio Brasil em 2022, garante secretário

Aumento da alíquota pretende fornecer recursos somente para criação do auxílio, em novembro, afirma o secretário especial de Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal.

22 de setembro de 2021

Compartilhe

Segundo Bruno Funchal, taxação de dividendos custeará programa (Foto: Ministério da Economia)

aumento recente no Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) não pretende financiar a ampliação do Bolsa Família em 2022, disse hoje (22) o secretário especial de Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Bruno Funchal. Segundo ele, a medida deve fornecer recursos somente para a criação do Auxílio Brasil, em novembro.

“Isso nunca entrou no radar do governo”, declarou Funchal, em entrevista coletiva para explicar o Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas, documento que orienta a execução do Orçamento.

Em relação aos próximos anos, Funchal disse que a expansão do Bolsa Família deverá ser custeada pela tributação de dividendos, parcela do lucro das empresas distribuídas aos acionistas. A proposta consta da reforma do imposto de renda, aprovada pela Câmara dos Deputados e em tramitação no Senado.

Segundo o secretário, o pagamento de um benefício médio de R$ 300 e a expansão do programa de 14,7 milhões para 17 milhões de famílias custará R$ 5 bilhões em 2021, valor a ser financiado com a elevação do IOF, e R$ 26 bilhões por ano a partir de 2022.

Funchal não respondeu se o governo tem um plano alternativo, caso o Congresso não aprove a reforma do imposto de renda. Apenas ressaltou que o projeto de lei está avançando no Senado.

Teto de gastos

Embora a reforma do imposto de renda financie a transformação do Bolsa Família no Auxílio Brasil, o novo programa social depende de espaço no teto de gastos para sair do papel. Dessa forma, o governo pretende aprovar a proposta de emenda à Constituição (PEC) que permite o parcelamento de precatórios (dívidas do governo reconhecidas definitivamente pela Justiça) a partir de 2022.

Fonte: Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Vendedor, analista, motorista e outros; confira as vagas de emprego em Manaus

Mora em Manaus e está à procura de emprego? O Sine Manaus oferta 126 vagas nesta segunda-feira (25). Fique atento aos critérios para cada vaga e o procedimento de seleção.

24 de outubro de 2021

Suframa prevê investimentos de R$ 7,9 bilhões e 1,4 mil novos empregos

A diversificação da produção de motocicletas elétricas, que deve gerar 218 novos postos de trabalho e investimentos de R$ 54 milhões, foi apresentada na reunião.

24 de outubro de 2021

Selos Brasileiros são criados para identidade única das Indicações Geográficas

Criação dos Selos é uma iniciativa liderada pelo Ministério da Economia/INPI, em parceria com o Sebrae e o Ministério da Agricultura, que irá agregar valor aos produtos.

23 de outubro de 2021

AM é líder em investimento em recursos humanos altamente qualificados

Com recursos de mais R$ 100 milhões, Programa de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu, da Fapeam, investe na formação de recursos humanos altamente qualificados no estado.

23 de outubro de 2021

Amazonas teve a pior taxa de sobrevivência de empresas do país em 2019

Em 2019, só 16,3% das unidades locais de empresas do Amazonas seguiam ativas após dez anos de existência. Na Região Norte, a taxa de sobrevivência das unidades era de 19,0%.

23 de outubro de 2021

Supermercados cresceram 25% com retomada de projetos em 2021

Levantamento da Geofusion aponta para uma possível recuperação no ritmo de expansão dos supermercados. Projetos interrompidos por conta da pandemia foram retomados.

23 de outubro de 2021

Guedes minimiza exoneração de secretários e diz que saída é ‘natural’

Saída de quatro secretários da pasta aconteceu após manobra do governo federal para furar o teto de gastos e garantir o benefício de R$ 400 para o Auxílio Brasil.

22 de outubro de 2021

Contas externas têm déficit de US$ 1,7 bilhão em setembro, diz Banco Central

Em 12 meses, o déficit em transações correntes é de US$ 20,702 bilhões, 1,3% do Produto Interno Bruto, ante o saldo negativo de US$ 19,349 bilhões em setembro de 2021.

22 de outubro de 2021