fbpx

sábado, 24 de julho de 2021

Lira recua sobre impeachment e sugere novo sistema de governo

Para evitar crises institucionais no Brasil, Lira sugere que a Câmara comece a debater a possibilidade de instaurar, a partir de 2026, um sistema semipresidencialista.

12 de julho de 2021

Compartilhe

Bolsonaro e Arthur Lira durante live nas redes sociais - (Foto: Reprodução)

Questionado sobre a abertura do processo de impeachment contra Bolsonaro, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou, no sábado (10), que o País não pode viver instabilidades políticas a cada eleição.

Ele sugeriu que a Câmara comece a debater a possibilidade de instaurar, a partir de 2026, um sistema semipresidencialista, de forma a evitar crises institucionais de rupturas no País.

“É muito menos danoso tirar um primeiro ministro que é eleito pelo Congresso do que um presidente que é eleito pelo povo”, explicou. Segundo Lira, não há condições para a abertura de um processo de impedimento de Bolsonaro.

Lira destacou que a comissão especial que debate a reforma política poderá debater essa proposta de um novo sistema de governo. A previsão, segundo o presidente, é que o relatório seja votado pelo Plenário a partir do dia 4 de agosto.

Na avaliação de Lira, há um descompasso entre a Constituição (que foi redigida com o pressuposto de que o regime seria parlamentarista) e o governo (que é presidencialista) e, portanto, uma solução para evitar crises seria um novo sistema político.

“A eleição se dará daqui a 15 meses, quem se açodar pode queimar a largada. Minha obrigação é ouvir a população, as demandas. Agora, essa discussão [sobre semipresidencialismo ou parlamentarismo] precisa vir à tona. Essa desunião entre sistema e Constituição causa instabilidade para uma democracia jovem”, disse.

Da Redação, com informações da Agência Câmara Notícias

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Voto impresso pode gerar ‘mapismo’ e fraudes, defende Carlos Velloso

Ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, Carlos Velloso, afirma que urna eletrônica é utilizada há 25 anos sem indícios de fraudes.

24 de julho de 2021

No Educa+Amazonas, Wilson vai pagar 14º e 15º salários à educação

O investimento previsto é de R$ 12,1 milhões investidos nos 14º e 15º salários e em premiações a servidores da educação.

24 de julho de 2021

CPI atuou ’em todas as angústias do povo brasileiro’ avalia Confúcio

Senador Confúcio Moura (MDB-RO), avaliou como positiva a atuação do colegiado no primeiro semestre de 2021 e demonstrou otimismo quanto a atuação para o segundo semestre.

24 de julho de 2021

Bancada gastou R$ 5,2 milhões com verba de gabinete em Brasília

Verba é destinada para a contratação de funcionários diretamente por cada um dos deputados do Amazonas em Brasília ou em escritórios montados no Estado.

24 de julho de 2021

Aleam concede 28 autorizações de viagens no recesso parlamentar

Após o início do recesso parlamentar a Aleam autorizou o pagamento de viagens e diárias para servidores da Casa. Destinos no Sul e Sudeste e Tabatinga foram os preferidos.

23 de julho de 2021

Luis Miranda chora após fim da parceria entre Precisa e Bharat Biotech

Chorando, o deputado Luis Miranda questionou ser chacota dos colegas e estar no conselho de Ética após depoimento à CPI da Covid-19.

23 de julho de 2021

David prorroga ‘Auxílio Manauara’ e amplia para outras 410 famílias

A prorrogação do auxílio será por mais três meses e foi anunciada nesta sexta-feira (23) pelo prefeito de Manaus, David Almeida. Benefício vai comtemplar mais 410 famílias.

23 de julho de 2021

Bi Garcia confirma propostas para ser candidato a vice-governador

Embora esteja focado na administração municipal, o prefeito de Parintins, Bi Garcia, disse que tem avaliado propostas para compor uma chapa como vice-governador nas eleições.

23 de julho de 2021