fbpx

sexta, 07 de maio de 2021

Fiasco: Direita Amazonas não consegue emplacar ‘adesivaço’ pró-Bolsonaro

Na tarde deste sábado (3), os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro distribuíram adesivos com dizeres em apoio à sua reeleição nas Eleições de 2022.

3 de abril de 2021

Compartilhe

O ato pró-bolsonaro obteve pouca adesão dos apoiares do presidente (Foto: Breno Bigi - Tv Real Time1)

O “adesivaço” em favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), promovido neste sábado (3), prometia somar forças já visando as Eleições 2022, mas foi um fiasco.

No local de concentração do movimento, Praça Domingos Russo, na Avenida Djalma Batista, pouco mais de 30 pessoas aderiram à ideia.

O grupo organizador, intitulado Direita Amazonas, previa distribuir 1.500 adesivos com mensagens de apoio à reeleição do presidentes.

Alguns analistas indicavam que esse ato seria um termômetro para medir a força de Bolsonaro para as eleições do próximo ano, uma vez que na semana passada foi divulgada a primeira pesquisa realizada no Amazonas mostrando o ex-presidente Lula á frente do presidente, com 12 pontos percentuais.

‘Só barulho’, como dizia Mestrinho

Na década de 80, o ex-governador Gilberto Mestrinho dizia que a esquerda “apenas fazia muito barulho e nada fazia”.

Trinta anos depois, o que se viu neste sábado em Manaus foi o contrário.

Acostumados a fazer muito barulho na internet, onde vociferam palavras de ordem em prol do presidente, o que se viu neste sábado foi um exemplo do que o falecido ‘Boto Navegador’ já dizia no Amazonas. Só que às avessas.

Políticos e a pandemia

Alguns políticos marcaram presença no ato. Entre eles foi o ex-candidato à prefeitura de Manaus Romero Reis (Novo). Além dele, o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos) e o vereador Capitão Carpê Andrade(Republicanos) também estiveram no local.

A pouca movimentação não impediu que, ainda assim, as medidas sanitárias de enfrentamento à Covid fossem desrespeitadas pelos apoioadores do presidente. Eles posavam para fotos sem se preocupar com o distanciamento social e, também, usavam a máscara facial de forma incorreta.

Da Redação

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Codajás recebe quase R$ 400 mil em projetos de crédito rural do Governo

Os valores foram destinados para pesca artesanal (R$301.656,85) e agricultura familiar (R$96.288,00), sendo financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam).

7 de maio de 2021

Pacheco escreve a embaixador chinês e fala em ‘relação construtiva’

O presidente do Senado finaliza a carta convidando Yang Wanming para uma visita à Casa Legislativa assim que as condições pandêmicas tornarem o encontro favorável.

7 de maio de 2021

Auxílio Enchente começa a ser pago em Anamã pelo governador Wilson Lima

Operação Enchente leva ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social, de saúde e de fomento aos municípios em Situação de Emergência.

7 de maio de 2021

Gasolina do Cotão dos 24 deputados estaduais enche 300 tanques

No período em que a presença física nas sessões é facultativa, dois dos 24 deputados consumiram gasolina suficiente para ir e voltar sete vezes a Boca do Acre.

7 de maio de 2021

Carlos Almeida não deve ser ouvido pela CPI da Covid no Senado

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

7 de maio de 2021

Vereadores gastam R$ 272 mil com assessoria e divulgação

O vereador campeão nesse gasto foi Ivo Neto (Patriota), que utilizou R$ 19.800 nessas atividades. No entanto, assessoria não evitou que ele apresentasse um projeto repetido.

7 de maio de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Mourão diz que Pazuello foi ‘risco’ à Saúde e o quer em ‘traje civil’ na CPI

Para o vice-presidente, decisão em colocar o general Pazuello à frente do Ministério foi um risco e que ser general 'da ativa ou reserva' não o impede de ir ao Senado depor.

7 de maio de 2021