fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Derrubada de veto às federações partidárias agrada dirigentes

A proposta tem como um dos objetivos dar sobrevida a partidos nanicos que podem ser afetados pela cláusula de barreira. Veto prejudicava históricos, como PC do B.

28 de setembro de 2021

Compartilhe

A cláusula de barreira retira dos partidos com baixíssima votação mecanismos essenciais à sua sobrevivência, como os recursos do fundo partidário. (Foto: Divulgação)

Dirigentes de partidos de esquerda no Amazonas comemoram, nesta terça-feira (28), a derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), decidido pelo Congresso Nacional, à criação da regra eleitoral que permite a partidos pequenos se reunirem numa federação para cumprimentar a cláusula de desempenho, evitando assim a extinção e garantindo recursos e tempo de propaganda gratuita.

O presidente do diretório estadual do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Eron Bezerra, disse que a derrubada do veto é um avanço importante para a democracia. Na avaliação dele, a federação não tem o objetivo de salvar o partido que tem dificuldade de alcançar o quociente eleitoral.

“(Não alcançar o quoficiente) não é um problema para os partidos ideológicos ou os chamados partidos pequenos. Esse é um problema que, com a proibição das coligações, acabou se agravando para todo mundo”, avaliou.

Bezerra reconheceu que Bolsonaro se empenhou pessoalmente pela manutenção do veto à federação porque prejudicaria frontalmente o PCdoB. “O fogo dele é contra as ideias mais avançadas. Isso é claro”, acrescentou.

O presidente estadual da Rede Sustentabilidade e coordenador executivo nacional da sigla, Tacius Fernandes, que foi criada pela ex-senadora Marina Silva, também destacou que a queda do veto é uma vitória importante para a democracia.

Segundo ele, a federação não é uma fusão porque cada partido que integrá-la continuará com a sua identidade ideológica e estrutura partidária pré-existente. Ele complementa que a realidade de cada localidade é que vai determinar a composição das federações. Questionado, ele disse que a Rede não integrará uma federação ao lado do Partido dos Trabalhadores (PT).

“A Rede não se coloca junto ao PT em algumas pautas. O PT, PDT, PSB e o PCdoB têm pauta similar às nossas, em questão de terra indígena, meio ambiente e tudo mais. Mas nem o PT e nem PCdoB estão no nosso leque de federação nesse momento”, revelou.

A federação partidária é vista como uma forma de dar sobrevida aos partidos pequenos que podem ser afetados pela cláusula de barreira (ou cláusula de desempenho), em vigor desde 2018. A cláusula de barreira retira dos partidos com baixíssima votação mecanismos essenciais à sua sobrevivência, como os recursos do fundo partidário, acesso a propaganda gratuita na TV e no rádio.

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Disputa para o Governo do AM tem recorde de mulheres para posto de vice

Anne Moura, Ana Milena, Cristiane Balieiro, Rita Nobre e Vera Castelo Branco disputam a vaga. A lista de candidatos inclui Michiles, Tadeu de Souza e o Engenheiro Machadão.

8 de agosto de 2022

Wilson e Braga terão 60% do tempo de propaganda na TV e no rádio

O tempo que cada candidato terá na propaganda eleitoral está relacionado ao tamanho da bancada eleita em 2018 para a Câmara dos Deputados e abrangência das alianças formadas.

8 de agosto de 2022

Wilson garante ter dado condições para novas matrizes econômicas no AM

O governador disse que os investimentos em gás natural e potássio têm avançado e que tem criado condições para desenvolver os novos mercados para reduzir dependência da ZFM.

8 de agosto de 2022

Confira os candidatos às eleições 2022 pelo MDB no Amazonas

O MDB aposta na candidatura de Eduardo Braga e Anne Moura ao Governo do Amazonas, além de apoiar a reeleição de Omar Aziz. 25 nomes concorrem à Aleam e nove à Câmara Federal.

8 de agosto de 2022

Das seis candidaturas ao Senado no Amazonas, apenas uma é feminina

Apesar de os partidos terem confirmados os nomes dos candidatos ao Senado em convenções partidárias, nenhuma candidatura foi registrada ainda oficialmente no TSE.

8 de agosto de 2022

PMB é o primeiro partido do AM a registrar candidaturas no TSE

Entre os 25 candidatos, cinco são ex-vereadores. A lista inclui ex-secretário, professores, empresários, militares, líderes religiosos, contador e digital influencer.

8 de agosto de 2022

Lula declara ao TSE patrimônio de R$ 7,4 milhões menor do que em 2018

O valor é inferior ao declarado por Lula em 2018, quando afirmou ter R$ 8 milhões –na época, ele teve a candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa.

8 de agosto de 2022

Justiça de São Gabriel da Cachoeira determina suspensão de shows

Shows de Barões da Pisadinha, Naiara Azevedo, Amado Batista e Anderson Freire em São Gabriel da Cachoeira está suspensão por liminar da Justiça do município.

8 de agosto de 2022