fbpx

terça, 26 de janeiro de 2021

“Ele não sabe o que faz” diz Robério Braga sobre governador do Pará

O historiador avalia que a decisão do governo do Pará de fechar a divisa do Estado com o Amazonas, para embarcações, acirra a rivalidade entre os povos vizinhos.

14 de janeiro de 2021

Compartilhe

O historiador disse que o bloqueio acirra a indisposição entre amazonenses e paraenses incentivando a rivalidade histórica entre os Estados vizinhos. Foto: Reprodução/Internet

O historiador Robério Braga chamou de despropósito e lamentou a atitude do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB) de fechar a divisa do estado, proibindo a circulação de embarcações, com o Amazonas.

“A doença já mostrou que não tem fronteira. O mundo viu suas fronteiras entupidas pela doença ao mesmo tempo e vem o governo do Pará com despreparo político, humano, cultural e social”, desabafa Robério.

“Ele não sabe o que faz. Vamos perdoar o governador do Pará. Ele não sabe o que está fazendo”, explica.

Na avaliação do ex-secretário de cultura do Amazonas, o bloqueio acirra a indisposição entre amazonenses e paraenses incentivando a rivalidade histórica entre os Estados vizinhos.

História registra diferenças

“Ao fazer uma revisão histórica verifico que as autoridades paraenses sempre procuraram massacrar, diminuir, menosprezar e usufruir das riquezas do Amazonas”, explica.

– De parte do povo não há nada além de uma rixa de time de futebol, analisa.

Robério Braga lembra que o Amazonas era um território do Pará e as autoridades (do Pará), historicamente, nunca se convenceram de perder as nossas riquezas da floresta, minerais e culturais.

Essas diferenças existem em todo Brasil, lembra.

Princípio da reciprocidade

O historiador disse que diante da decisão o Amazonas tem, no campo da diplomacia, o direito de aplicar o princípio internacional da reciprocidade, aceito nas relações políticas.

Contudo, na opinião dele, seria desumano com as populações menos favorecidas abandonadas pelo governo do Pará.

“Não defendo a aplicação do princípio e não seria o comportamento cultural do povo do Amazonas. O princípio maior, sobretudo, neste momento é de humanidade: acolher todos aqueles que estejam precisando”, disse.

Cada um dá o que tem”

De acordo com Robério, “cada um dá o que tem. O governo do Pará, contra a vontade do povo, está dando o que ele tem. Vamos dar o que nós temos: solidariedade, afeto, respeito, carinho e cuidar de todos independente da origem”, pondera.

O governador do Pará, Helder Barbalho, justificou que a medida preventiva para frear o avanço da pandemia no estado vizinho, após o surgimento de uma nova variante do vírus no Amazonas.

Leia mais:

Veja mais notícias

Manifesto na internet quer viabilizar auxilio de R$ 500 no Amazonas

De acordo com os organizadores, as assinaturas são fundamentais para que esta proposta possa ser apresentada para a Câmara Municipal de Manaus e para a Assembleia Legislativa

25 de janeiro de 2021

Em Manaus, Pazuello pede reforço aos atendimentos na Atenção Básica

A recomendação foi feita ao prefeito David Almeida, durante reunião do Comitê de Crise – Controle de Operações Especiais (COE), na manhã desta segunda-feira (25).

25 de janeiro de 2021

Deputado quer investigação de preços abusivos na venda de oxigênio

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o aumento sem justa causa de preços constitui em prática abusiva. Tal ação é expressamente proibida, conforme art.39 do CDC.

25 de janeiro de 2021

Idosos do Doutor Thomas recebem 1ª dose da Coronavac nesta terça

Ao todo, entre idosos e profissionais de saúde que atuam na Fundação, 346 devem receber a primeira dose da Coronavac. Vacinação em drive-thru não tem data para iniciar.

25 de janeiro de 2021

TCE-AM dá 72h para Prefeitura justificar falhas na lista de vacinados

Os técnicos da Corte de Contas identificaram dezenas de nomes repetidos e centenas de CPF´s inexistente ou errados, além da falta de especificações de cargos e lotações.

25 de janeiro de 2021

Cartórios ganham na Justiça direito de permanecer abertos no AM

Decreto estadual limitou a abertura dos cartórios apenas para serviços de registro de nascimento e óbito. Juiz atendeu pedido da Anoreg e derrubou a restrição.

25 de janeiro de 2021

Por vacinação indevida, SES-AM exonera diretora do HPS da Criança da ZL

Apuração da pasta identificou que foi a servidora que incluiu, indevidamente, um servidor da Casa Civil na lista de trabalhadores de saúde que deveriam ser vacinados.

25 de janeiro de 2021

Wilson Lima manda demitir motorista que furou fila da Coronavac

O funcionário que tem cargo de assessor técnico consta na lista de vacinados. Governador disse que não compactuará com esse tipo de conduta e determinou que seja exonerado.

25 de janeiro de 2021