fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Derrota de Bolsonaro será maturidade da democracia, diz Marilene Corrêa

Fundadora do PT, a pós-doutora em Ciência Sociais, Marilene Corrêa avalia o cenário político atual e a corrida presidencial com seus efeitos para a democracia no País.

12 de maio de 2022

Compartilhe

Marilene Corrêa assina prefácio do livro 'Nossas Utopias' do ex-senador pelo PT, João Pedro (Foto: Divulgação/USP)

Pós-doutora em Ciências Sociais, fundadora do Partido dos Trabalhadores no Amazonas, Marilene Corrêa esteve no último dia 6, prestigiando o lançamento do livro ‘Nossas Utopias’ do ex-senador, João Pedro, obra na qual assina o texto do prefácio. Na ocasião, Marilene Corrêa conversou com o RealTime1 onde defendeu a tese de que a possibilidade de uma derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas urnas será um marco de maturidade do eleitorado e da democracia.

Segundo a ex-reitora da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), se confirmado o que dizem hoje as pesquisas de intenção de voto, a vitória do petista e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será a confirmação de que o país decidiu, num curto espaço de tempo, mudar radicalmente de rumo, mesmo Bolsonaro também tendo sido eleito de forma democrática.

“Se assim for, será um importante marco da maturidade do eleitorado. Será uma afirmação no sentido de ‘eu elegi, mas também posso não eleger mais’. É diferente do processo de redemocratização (1985 até a primeira eleição direta em 1989) onde havia um antagonista explícito (a Ditatura), mas que não havia sido eleito. Agora, é o embate de duas forças dentro do próprio seio da democracia”, analisou.

Ela celebra o momento em que Lula aparece liderando as pesquisas de intenção de votos, contrariando todas as previsões da época da eleição de Bolsonaro de que as esquerdas no país estavam fadadas à extinção.

“Eu sou da área das Ciências Sociais e nós sabemos que as forças políticas não morrem, elas ficam latentes. Em determinados momentos elas ficam mais calmas, em outros, conforme as conjunturas, elas reaparecem”, afirmou.

Na avaliação da cientista social, Bolsonaro não tem nada a oferecer que consiga superar o que foi feito em investimentos em Educação, Ciência, Tecnologia, avanços sociais e econômicos nas últimas décadas no País.

“Dificilmente vamos regredir a esse estado de subsistência, graças à esturuta de mentalidades e de Educação e também por uma decisão das forças produtivas, não somente das esquerdas”, disse Marilene, falando do empresariado desgastado com o atual presidente. “As forças produtivas que apoiaram Bolsonaro já estão cansadas e envergonhadas”.

Ela continua, dizendo que o recuo nos movimentos de esquerda, após a ascensão da direita ao poder no país, ocorreu em menor tempo do que era esperado.

“Era de se esperar que essas pessoas estivessem escondidas. No entanto, essas pessoas têm base, têm estruturas muito fortes, não são agentes de aluguel. Elas foram muito longe, na Educação, na questão ambiental, no comprometimento com o Ministério Público. Avançamos muito nos direitos territoriais dos povos originários (…) Temos tudo para alcançar outro patamar civilizatório, mas precisamos de agência política: dos intelectuais, dos trabalhadores, da imprensa independente, das forças produtivas, dos políticos”.

Texto: Emerson Medina

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Dados desmentem Bolsonaro e apontam recorde de desmatamento na Amazônia

Nos últimos quatro anos, conforme levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe), o desmatamento na Amazônia saltou de 7.536 km² para 13.235 km² ao ano.

21 de maio de 2022

PT vai liderar candidaturas da Federação para estadual e federal no AM

Reunião nesta sexta-feira (20) entre os presidentes regionais do PT, PCdoB e PV estabeleceu o número de vagas que cada partido lançará pela Federação Brasil da Esperança.

21 de maio de 2022

Wilson destina mais de R$ 57 milhões para os municípios Caapiranga e Anamã

Os investimentos do Governo do Amazonas têm o objetivo de melhorar a infraestrutura, o escoamento da produção agrícola e a trafegabilidade nos dois municípios.

20 de maio de 2022

Moraes bloqueia bens de Daniel Silveira para garantir pagamento de multas

Medida do ministro Moraes visa garantir que Daniel Silveira pague as multas acumuladas em mais de R$ 600 mil pelo descumprimento do uso de tornozeleira eletrônica.

20 de maio de 2022

Wilson anuncia R$ 1,3 milhão para equipamentos no Hospital de Caapiranga

O hospital recebeu reforma geral, passando por ampliações e adaptações, sendo necessário para o completo atendimento aos usuários, e reforço na estrutura.

20 de maio de 2022

Aliados de Bolsonaro indicam nova visita do presidente ao AM no dia 28 de maio

O anúncio da vinda do presidente foi feito por seus aliados no Amazonas. No entanto, a agenda presidencial ainda não foi divulgada oficialmente pelo Planalto.

20 de maio de 2022

Lula estabiliza em 44% contra 32% de Bolsonaro em nova pesquisa Ipespe

Pesquisa foi realizada por telefone, entre os dias 16 e 18 de maio, com 1 mil entrevistados com idade a partir de 16 anos, em todas as regiões do país.

20 de maio de 2022

Prefeitos do AM criam novo fórum e esvaziam Associação de Municípios

Desde a eleição de Jair Souto para o comando da AAM, os demais prefeitos reclamam da falta interlocução dele com o Governo do Estado para sanar demandas do interior.

20 de maio de 2022