fbpx

quarta, 28 de julho de 2021

Deputados gastam R$ 1,14 milhão nos dois piores meses da pandemia

Josué Neto, que não está mais na Assembleia do Amazonas, foi o único deputado que gastou todo o recurso disponível da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar

5 de abril de 2021

Compartilhe

Novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Josué Neto usou todo os R$ 65 mil a que tinha direito do Cotão da ALE-AM

Enquanto os amazonenses tiveram que ficar em casa para atender as medidas de restrições contra a Covid-19 em janeiro e fevereiro, os 24 deputados estaduais do Amazonas “passaram o rodo” na Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, o “Cotão”, com gastos que somaram R$ 1.14 milhão.

Nos dois primeiros meses deste ano cada um teve à disposição R$ 65.3 mil ( R$ 1.56 milhão no total) para gastar com divulgação do mandato, aluguéis de veículos, aviões, barcos e compra de combustíveis, entre outros.

O gastão do ano não está mais na Assembleia: Josué Neto trocou a ALE-AM pelo cobiçado cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) não sem antes torrar cada um dos centavos disponíveis do Cotão em janeiro e fevereiro.

Ele foi o único entre os 24 deputados que usaram integralmente os R$ 65.355,18. O segundo que mais gastou os recursos do Cotão foi Adjuto Afonso (PDT). Ele deixou em caixa míseros R$ 5,18 dos R$ 65.355,18 a que tinha direito. Dermilson Chagas deixou R$ 14,92 e Fausto Júnior R$ 55,38.

Vale lembrar que o valor do Cotão é cumulativo e quem não gastou nestes meses têm até o final do ano para gastar. Usar essa verba também não é obrigatório.

Nos dois primeiros meses do ano quem mais economizou recursos da CEAP foi o deputado Sinésio Campos (PT). Ele tem em caixa para gastar nos próximos meses R$ 55.986,76. Os gastos do petista somaram nos dois meses R$ 9.368,42.

Parlamentar mais rica da ALE-AM, conforme declaração feita ao Tribunal Regional Eleitoral em 2018, a deputada Nejmi Aziz (PSD) foi a segunda que menos usou verba do Cotão: R$ 20.691,26, tendo acumulado, portanto, R$ 44.663,92 para usar nos próximos meses.

Empresário do comércio de combustíveis, o deputado Abdalla Fraxe (Avante) fecha a trinca dos que gastaram menos. Ele usou R$ 28.497,00, deixando R$ 36.858,18 em saldo.

Leia mais:

Leia mais sobre Política

No Dia do Agricultor, AM destaca investimentos e avanços no setor rural

O Idam, neste dia, ressaltou o compromisso de intensificar ainda mais a presença no campo para assistir os mais de 80 mil agricultores familiares do Amazonas.

28 de julho de 2021

David pede que CMM revogue lei que ‘apaga’ memória de Nestor

Secretaria de Comunicação do município confirmou que o prefeito vai encaminhar um projeto pedindo para revogar a lei que trocou o nome de praça que homenageia líder negro.

28 de julho de 2021

Polêmico ‘PL da Grilagem’ é desafio pós-recesso para Bosco Saraiva

O projeto de Lei nº 2633 tramita desde 2019 na Câmara dos Deputados, mas enfrenta crítica dentro e fora do mundo político por facilitar a grilagem de terras.

28 de julho de 2021

No Dia do Agricultor, Governo Federal usa imagem de caçador para homenagem

A imagem escolhida para publicação do Dia do Agricultor nas redes sociais da @SecomVC, do Governo Federal, recebeu um enxurrada de críticas e foi considerada um 'absurdo'.

28 de julho de 2021

Bolsonaro oficializa mudanças no ministério com Centrão na Casa Civil

Com Ciro Nogueira na Casa Civil, presidente devolve o Centrão à cozinha do Palácio do Planalto, com poder para liberar verbas públicas e fazer nomeações.

28 de julho de 2021

Parecer da Câmara indica que Bolsonaro mentiu sobre teto mínimo do Fundão

O parecer foi solicitado pelo deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e é assinado pelo consultor da Câmara com base em duas leis sobre o assunto.

28 de julho de 2021

Bolsonaro ignora Mourão e Lula procura por vice para ‘dormir tranquilo’

A relação azeda entre Bolsonaro e Hamilton Mourão coloca a vaga de vice-presidente à disposição na tentativa de reeleição em 2022.

28 de julho de 2021

11 gestores e ex-gestores do Estado terão contas julgadas nesta quarta

Das prestações de contas a serem julgadas, estão em pauta a do então defensor público-geral do estado em 2019, Antônio Cavalcante Júnior.

28 de julho de 2021