fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

CPI: Amazonas estará entre os principais assuntos no Senado Federal

A semana será de depoimentos dos ex-ministros de Saúde. Pazuello deverá ser ouvido somente na próxima semana para explicar ações realizadas durante a pandemia no Estado.

3 de maio de 2021

Compartilhe

Pazuello será ouvido na quarta-feira (5), a partir das 10h (Foto: Reprodução)

O foco principal da CPI da Pandemia será os ex-ministros do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), especialmente o ex-ministro Eduardo Pazuello que ficou 10 meses no cargo e é o mais criticado pelos senadores, pela sua atuação na pandemia. O depoimento estava previsto para a quarta-feira (5), a partir das 10h, mas poderá ser transferido para data ainda a ser confirmada, em função do tempo dos depoimentos e questionamentos a serem feitos pelos ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

Um dos pontos que deverá ser o mais abordado no seu depoimento é a crise da falta de oxigênio no Amazonas, em janeiro deste ano, quando o Estado vivenciou o pico da segunda onda da doença. Pazuello nega que tenha sido informado sobre a falta do insumo com antecedência aos dias 13 e 14 de janeiro, em que 55 pessoas perderam a vida devido à falta do oxigênio.

No entanto, a empresa White Martins, responsável pelo abastecimento de oxigênio, afirmou que encaminhou e-mail no dia 11 de janeiro a dois coronéis do Ministério da Saúde. Na mensagem foi requerido “apoio logístico imediato” que só chegou, em parte, no dia 15, um dia após o pico da falta do produto.

Além disso, o ministro confirmou a leitura de outro e-mail, direcionado a ele no dia 7 de janeiro. No entanto, depois negou e disse que a notícia havia chegado até ele apenas no dia 17 de janeiro.

Empresa White Martins

Antes de se tornar efetivamente o presidente da CPI, o senador Omar Aziz (PSD) afirmou que a empresa White Martins será convocada para explicar a crise de oxigênio, bem como explicar como e quando avisou as autoridades de saúde.

Texto: Milena Soares

*Matéria atualizada às 15h55 para alteração das datas dos depoimentos dos ex-ministros da Saúde que antecederam Eduardo Pazuello.

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Tribunal de Justiça escolhe dois novos desembargadores na terça-feira

O Pleno do TJAM vai escolher entre 15 juízes. Na pauta, também está prevista a remoção de magistrados entre comarcas do interior do Amazonas.

6 de maio de 2021

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021