fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

Coari: Adail fala em ‘tapetão’ e Tiradentes diz que responderá nas urnas

Adail Filho disse que o TSE apresentou uma decisão monocrática e quer a avaliação de todo o plenário. O clã Pinheiro diz não aceitar tapetão e que vai recorrer do veredito.

3 de maio de 2021

Compartilhe

Adail Filho teve mais de 54% dos votos em Coari (Foto: Reprodução)

Pela primeira vez, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter mantido sua cassação, o prefeito eleito de Coari, Adail Filho (PP) falou sobre o assunto. Ele optou por comentar a decisão em uma entrevista concedida no último sábado (1º), a três emissoras de rádio do município coariense. Ao RealTime1, seu opositor, Robson Tirandentes (PSC), rebateu os comentários do prefeito cassado.

Adail venceu o pleito de 2020 com 59,45% da preferência do eleitor, contabilizando 22.220 votos. Em segundo lugar, ficou o candidato Robson Tiradentes (PSC), que com 8.871 votos, garantiu 23,74% dos votos válidos.

Foi Robson que, ao lado de outras duas pessoas, apresentou a notícia de inelegibilidade ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). O órgão local já havia deferido pela cassação da candidatura, por unanimidade, em dezembro do ano passado. Para Adail, um “tapetão”.

“Os derrotados nas urnas, envergonhados por sua votação esdrúxula, querem a todo custo assumir o poder que a democracia não lhes concedeu. Não vai ter tapetão”, disse Adail na rádio.

Para Robson, Adail quer confundir os eleitores, se colocando como vítima na situação e “sendo arrogante como sempre”.

“O deboche dele é sempre direcionado a mim. Quero esperar as eleições para que eu responda ao deboche nas urnas. Não sou eu ou você quem está dizendo que ele não pode concorrer, foi um ministro, relator do processo, que cassou o recurso dele”, disse Robson, referindo-se à decisão que obriga Coari a realizar, dentro de um prazo de 60 dias a contar da decisão, um novo pleito para que a população escolha seu prefeito.

Judicialização do pleito

A história parece estar longe do fim. Apesar de o TSE ter mantido a cassação e decidido por novas eleições em Coari, a data ainda não foi definida. E Adail ainda garantiu que vai recorrer da decisão porque quer que todo plenário avalie a situação.

“O ministro [Tarcísio Vieira] decidiu, monocraticamente, que nós estaríamos exercendo o terceiro mandato dentro do mesmo núcleo familiar, o que seria vedado pela Justiça Eleitoral. Mas como essa decisão não foi analisada pelo plenário do TSE, que é composto por sete ministros, nós vamos recorrer da decisão”, falou Adail, novamente alfinetando o adversário, dizendo que a judicialização ocorre por causa de “pessoas que não aceitam a derrota nas urnas”.

Robson disse ao RealTime1 que toda resposta ao clã Pinheiro será dada nas urnas e que, hoje, já está articulando com lideranças do município para viabilizar sua vitória na nova eleição de Coari.

“As pesquisas, hoje, apontam que estou em primeiro lugar. Vou aguardar a liberação do Tribunal para que eu possa ir para as ruas [fazer campanha]. Por enquanto, tenho conversado com líderes de diversos segmentos de Coari e eles vêm fazendo essa articulação com o povo”, disse, como se autodenomina, “candidato de real oposição” à família Pinheiro.

Procurado pela reportagem, o TRE-AM não respondeu ao e-mail ou às mensagens enviadas via WhatsApp que questionava o órgão sobre a confirmação de uma nova data para que o pleito seja realizado novamente em Coari.

Da Redação

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021

Butantan alerta: ‘vai faltar insumos após fala de Bolsonaro’

O diretor do Butantan disse que mesmo a embaixada do país afirmar que não há esse tipo de problema, há uma burocracia mais lenta do que o normal e redução em autorizações.

6 de maio de 2021