fbpx

quarta, 17 de agosto de 2022

CMM reage mal à cobrança de oposicionistas contra ‘puxadinho’

Vereadores da base governista do prefeito David Almeida (Avante) na CMM provocaram Rodrigo Guedes e Amom Mandel que conseguiram na Justiça barrar o avanço da obra.

20 de setembro de 2021

Compartilhe

Foram cobradas explicações também a respeito do contrato de aluguel de 41 picapes, mas o presidente da CMM, vereador David Reis (Avante) não compareceu à sessão. Foto: Divulgação.

Depois de a Câmara Municipal de Manaus (CMM) ser forçada a recuar da construção de um prédio anexo de R$ 32 milhões e de um contrato de aluguel de 41 picapes, a fala do vereador Rodrigo Guedes (PSC), durante a sessão plenária desta segunda-feira (20), que defendeu que a Câmara devolva sobra de recursos à Prefeitura de Manaus, ao invés de gastar com o anexo, gerou incômodo em alguns vereadores. 

“Essas Câmaras estão erradas (ao devolver o excedente do orçamento)? Por que não podemos fazer isso também? Estamos vivendo o momento mais difícil da humanidade com pessoas passando fome literalmente. Pessoas desempregadas, inflação alta. Não é uma luta minha e do vereador [Amom] Mandel. Quer dizer que defender a devolução do recurso da CMM para a Prefeitura é errado e construir o prédio é certo”, questionou.  

Foram cobradas explicações também a respeito do contrato de aluguel de 41 picapes, mas o presidente da CMM, vereador David Reis (Avante), não compareceu à sessão. O vereador Amom Mandel (sem partido) cobrou na plenária respostas de Reis. “Hoje eu direciono meu discurso ao presidente da Casa. Infelizmente nesta sessão ele não compareceu aqui, mas espero que ele esteja acompanhando online”.

Os vereadores Sassá da Construção Civil (PT) e Allan Campelo (PSC) provocaram Guedes e o vereador Amom Mandel (sem partido), que ajuizaram uma ação civil pública, acatada pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), barrando a continuidade do planejamento da construção do anexo. 

Campelo disse que Amom e Guedes querem fazer política “em cima da nossa cabeça aqui dentro”. E completou a queixa: “jogando a população contra a gente de forma … Vejo que algumas pessoas procuram meios sensacionalistas, no meu ponto de vista pessoal, desonesto para crescer pisando na cabeça da maioria de nós”.

O vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos) pediu a palavra para destacar que também se opõe à construção do anexo da CMM e ainda chegou a reclamar dos vereadores não lembrarem que ele é também é contra.

“Não é uma luta apenas dele (Rodrigo) e do Amom, porque vai parecer que eles são dois super heróis, duas pessoas que se uniram, como se fossem só eles defendendo essa bandeira”, cobrou Carpê, exigindo reconhecimento. 

O vereador Kennedy Marques (PMN) disse que construir o anexo seria algo “certo ou errado” e emendou dizendo que se fosse presidente não faria a obra. 

“Só deixo claro que não faço política e não farei política em cima de outros colegas. Não é o meu estilo, até porque não preciso disso”, finalizou. 

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Moraes destaca união da Justiça Eleitoral a presidentes dos TREs

O presidente do TSE destacou que é importante que a Justiça Eleitoral tome algumas medidas preventivas em conjunto, e de forma padronizada, antes e no dia da Eleição.

17 de agosto de 2022

Tebet diz que aplausos a Moraes no TSE foram o maior recado a Bolsonaro

Simone Tebet ainda falou que a posse no TSE na noite anterior foi um momento histórico por reunir tantas personalidades do mundo político, em particular os ex-presidentes.

17 de agosto de 2022

De empresários a misses e policiais: 424 nomes disputam vaga na Aleam

Dos 23 partidos que lançaram nomes para Aleam, 10 apostaram em chapa completa, com 25 candidatos. O número de candidaturas deste pleito reduziu em relação às eleições 2018.

17 de agosto de 2022

Wilson faz corpo a corpo com os eleitores na zona Leste de Manaus

O candidato à reeleição irá realizar na tarde de hoje caminhada da Avenida Itaúba encerrando com um bandeiraço na Bola do Produtor para se aproximar do eleitor da capital.

17 de agosto de 2022

Primeira doação para campanha de Eduardo Braga é de R$ 200

O candidato recebeu doação de pessoa física no valor de R$ 200. Confira as regras e os limites de doação em dinheiro ou cessão de bens por eleitor para apoiar campanha.

17 de agosto de 2022

TRE-AM aprova envio de militares para sete municípios do interior

O TRE-AM solicitou tropas federais depois que o comando-geral da Polícia Militar disse não haver contingente para atender os municípios durante a eleição.

17 de agosto de 2022

Jingles de Amazonino, Braga e Wilson apostam em ritmos populares

Jingles de três candidatos têm elementos do axé, arrocha e música de beiradão, variam no tamanho dos versos e apresentam também coreografia para as redes sociais.

17 de agosto de 2022

Nenhum candidato ao Governo registrou gastos do 1º dia de campanha

O limite de gastos no primeiro turno é de R$ 7.115.522,46. No segundo, o valor é de R$ 3.557.761,23, para cada um dos candidatos ao Governo do Amazonas.

17 de agosto de 2022