fbpx

quarta, 17 de agosto de 2022

Amom e Guedes vão à Justiça contra ‘puxadinho’ de David Reis

Os vereadores Amom Mandel e Rodrigo Guedes vão entrar na Justiça contra a construção do prédio anexo à CMM. Os parlamentares apresentaram justificativas para impedir a obra.

16 de setembro de 2021

Compartilhe

David Reis ignora recorrentes pedidos de Amom e Guedes por mais explicações sobre novo anexo da CMM (Foto: Reprodução)

Os vereadores Rodrigo Guedes (PSC) e Amom Mandel (sem partido) anunciaram, nesta quinta-feira (16), que vão ajuizar uma a ação popular na Justiça do Amazonas para impedir a construção de um prédio anexo à Câmara Municipal de Manaus (CMM). O novo prédio custará quase R$ 32 milhões conforme o edital.

O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa, transmitida nas redes sociais de Amom. Os dois vereadores, de primeiro mandato, apresentaram uma série de justificativas para barrar a construção, do prédio que poderia se tornar um ‘‘elefante branco’’, sem utilidade real para os cidadãos manauaras.

Depois da declaração do presidente da CMM, David Reis (Avante), ao afirmar que a obra se faz necessária levando em consideração o crescimento da cidade e a necessidade de um número maior de vereadores, o vereador Amom, derrubou a tese, informando que vai encaminhar as denúncias ao Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

”São 51 gabinetes no ‘puxadinho’, Manaus só terá 51 vereadores quando atingir uma população entre 6 e 7 milhões de habitantes, e segundo o censo do IBGE [Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística] nem em 2060 Manaus terá essa quantidade de população. A argumentação para essa construção não se sustenta. Há todas as evidências que demonstram má-fé na construção do puxadinho”, afirmou.

Amom falou ainda que há outras prioridades. ”A presidência deixa de fazer uma obrigação, que é pagar os servidores [que têm direitos trabalhistas a receber], para fazer esse prédio de luxo”.

Rodrigo Guedes (PSC) acompanhou as palavras do jovem parlamentar. ”Como é que se pretende construir um prédio de R$ 32 milhões de reais, se há centenas, milhares de servidores da Câmara que têm verbas a serem pagas?”. Guedes deixou ”no ar” uma possível referência ao suposto superfaturamento da obra. ”A verba vai para aquela pessoa, a construção do prédio você faz obra, aí vocês tirem suas próprias conclusões”, acrescentou ele.

Ambos também comentaram sobre a dificuldade de conseguir o edital, junto à comissão de licitação da CMM. Amom declarou que ele e sua equipe enviaram alguns e-mails, mas não foram respondidos e que o acesso dos assessores dos dois vereadores foi dificultado. Rodrigo Guedes declarou que a Câmara Municipal ainda está muito aquém do que deveria no que diz respeito à transparência.

O projeto prevê que o prédio deve possuir quatro andares em um total de quase 12 mil metros quadrados. A data do processo licitatório será dia 18 de outubro deste ano, na forma de concorrência pública.

Alguém aí quer uma pick-up com dinheiro público?

Na semana passada, o presidente David Reis abriu licitação para contratar serviços de locação, por um ano, de 41 veículos do tipo pick-up, apesar dos vereadores já contarem com uma verba mensal de R$ 15 mil, além dos salários. O aviso de licitação para aluguel dos veículos foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do Município (e-DOLM) no dia 3 de agosto.

Os vereadores Rodrigo Guedes (PSC) e Amom Mandel (sem partido) já declararam que abrirão mão desses veículos.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Moraes destaca união da Justiça Eleitoral a presidentes dos TREs

O presidente do TSE destacou que é importante que a Justiça Eleitoral tome algumas medidas preventivas em conjunto, e de forma padronizada, antes e no dia da Eleição.

17 de agosto de 2022

Tebet diz que aplausos a Moraes no TSE foram o maior recado a Bolsonaro

Simone Tebet ainda falou que a posse no TSE na noite anterior foi um momento histórico por reunir tantas personalidades do mundo político, em particular os ex-presidentes.

17 de agosto de 2022

De empresários a misses e policiais: 424 nomes disputam vaga na Aleam

Dos 23 partidos que lançaram nomes para Aleam, 10 apostaram em chapa completa, com 25 candidatos. O número de candidaturas deste pleito reduziu em relação às eleições 2018.

17 de agosto de 2022

Wilson faz corpo a corpo com os eleitores na zona Leste de Manaus

O candidato à reeleição irá realizar na tarde de hoje caminhada da Avenida Itaúba encerrando com um bandeiraço na Bola do Produtor para se aproximar do eleitor da capital.

17 de agosto de 2022

Primeira doação para campanha de Eduardo Braga é de R$ 200

O candidato recebeu doação de pessoa física no valor de R$ 200. Confira as regras e os limites de doação em dinheiro ou cessão de bens por eleitor para apoiar campanha.

17 de agosto de 2022

TRE-AM aprova envio de militares para sete municípios do interior

O TRE-AM solicitou tropas federais depois que o comando-geral da Polícia Militar disse não haver contingente para atender os municípios durante a eleição.

17 de agosto de 2022

Jingles de Amazonino, Braga e Wilson apostam em ritmos populares

Jingles de três candidatos têm elementos do axé, arrocha e música de beiradão, variam no tamanho dos versos e apresentam também coreografia para as redes sociais.

17 de agosto de 2022

Nenhum candidato ao Governo registrou gastos do 1º dia de campanha

O limite de gastos no primeiro turno é de R$ 7.115.522,46. No segundo, o valor é de R$ 3.557.761,23, para cada um dos candidatos ao Governo do Amazonas.

17 de agosto de 2022