fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

Carta aberta à CEO do YouTube cita Brasil sobre disparos de fake news

Documento de rede internacional de verificação de notícias cita o Brasil como um ambiente favorável ao discurso de ódio e perseguição de minorias com conivência do YouTube.

12 de janeiro de 2022

Compartilhe

CEO da plataforma YouTube, Susan Wojcicki é cobrada sobre falta de controle em perfis que difundem fake news (Foto: Reprodução)

Rede internacional de verificadores de fatos enviou nesta quarta-feira (12) uma carta aberta à CEO do YouTube Susan Wojcicki exigindo que a plataforma enfrente a disseminação desenfreada de fake news . Mais de 80 organizações de verificação de fatos de 40 países assinam o documento que reivindicam a extensão de mecanismos de proteção para outros idiomas que não o inglês.

Um dos parágrafos ressalta o Brasil, afirmando que no País “a plataforma tem sido usada para amplificar o discurso de ódio contra grupos vulneráveis, atingindo dezenas de milhares de usuários. As eleições também não estão seguras.” Além do Brasil, os únicos países destacados foram os EUA, Taiwan e Filipinas. 

As organizações  argumentam que as políticas do YouTube simplesmente “não estão funcionando”. Eles também enfatizaram que a situação em torno da desinformação é ainda pior em países que não falam inglês, onde as políticas são menos exercidas. Elas ressaltam que os efeitos da disseminação de mentiras e desinformação podem resultar em eventos extremos como a tentativa de invasão do Capitólio, nos Estados Unidos, há um ano.

Pelo Brasil, assinam os documentos as agências verificadoras ‘Aos Fatos’ e Lupa.

Com informações do Media Talks

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Prefeito de Manaus, David Almeida, testa positivo para Covid-19

Esta é a segunda vez que David Almeida (Avante) foi diagnosticado com Covid-19. A primeira foi em setembro de 2020, durante a pré-campanha para prefeito de Manaus.

22 de janeiro de 2022

Governo vai enviar doses pediátricas para estados com baixos estoques

Remessa emergencial de vacinas para crianças será enviada a estados com estoques abaixo das 40 mil doses. Segundo o Ministério da Saúde, doze estados estão nessa situação.

22 de janeiro de 2022

‘De novo’: Bolsonaro minimiza números de mortes de crianças por Covid

Bolsonaro voltou a citar remédios sem eficácia comprovada contra o coronavírus e disse que o número de mortes de crianças pela doença foram insignificantes.

22 de janeiro de 2022

Ministério da Saúde prorroga contrato do Programa Mais Médicos em Manaus

O contrato seria encerrado no final deste mês, mas foi prorrogado a pedido da Prefeitura por conta do aumento dos atendimentos por Covid-19 e outras síndromes respiratórias.

22 de janeiro de 2022

Em Manaus, Queiroga defende vacinação mas critica passaporte vacinal

Marcelo Queiroga pediu esforço dos estados para aumentar os níveis de vacinação, mas criticou a adoção do passaporte vacinal ao dizer que o documento não ampliaria os números

22 de janeiro de 2022

Ciro diz que falhas do PT são responsáveis pela vitória de Bolsonaro

Na sua avaliação, os presidentes do PT não diferem de Bolsonaro em suas agendas econômicas, criticadas por não estabelecer políticas de tributação de grandes fortunas.

22 de janeiro de 2022

Enchente 2022: Governo do Estado institui Grupo de Ações Coordenadas

As 27 instituições integrantes do Grupo de Ações Coordenadas utilizarão seus recursos e infraestrutura já existentes para atuação integrada aos demais membros.

22 de janeiro de 2022

Eduardo Bolsonaro e Mário Frias atacam publicamente os irmãos Weintraub

Eduardo Bolsonaro e Mário Frias trocaram farpas nas redes sociais com os irmãos Weintraub, agora ex-aliados do presidente Jair Bolsonaro e que estão de volta ao País.

22 de janeiro de 2022