fbpx

domingo, 28 de fevereiro de 2021

Bom senso da população é fundamental para sucesso da flexibilização

Governador Wilson Lima deixou bem claro que manutenção das novas regras depende do comportamento responsável das pessoas.

19 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Comércio de rua vai poder funcionar das 9h às 15h, de segunda a sábado (Foto: Divulgação)

O governador Wilson Lima (PSC) apelou para o bom senso da população ao anunciar o ajuste das medidas de restrição da circulação de pessoas no Amazonas, nesta sexta-feira (19).

Wilson deixou bem claro que o sucesso da flexibilização das medidas depende do comportamento das pessoas. E que estas medidas mais flexíveis podem ser, entretanto, revogadas a qualquer momento.

A flexibilização das medidas, que entra em vigor a partir de segunda-feira (22), portanto, inclui a reabertura dos shoppings, das 10h às 16h de segunda a sábado; de lojas em geral, das 9h às 15h, também de segunda a sábado, e de restaurantes, das 6h às 16h, de segunda a sábado, com capacidade de ocupação de 50%.

Dessa maneira, máscaras, álcool em gel e distanciamento social continuam valendo, já que a capital permanece na fase vermelha e o interior na fase roxa. Ambas fases muito críticas de infecção pela doença. Tanto que o toque de recolher, das 19h às 6h foi estendido por mais sete dias.

COMPORTAMENTO ADEQUADO

 O bom senso que o governador disse esperar da população, portanto, se resume a um comportamento bem simples: evitar aglomeração. “Não vá ao comércio sem necessidade. Evite ir ao shopping passear. Não entre em uma loja se já houver muitas pessoas lá dentro”, aconselhou Wilson Lima.

Os empresários, da mesma forma, foram chamados à responsabilidade. Devem cuidar para que não haja aglomeração ou aproximação exacerbada entre pessoas em seus estabelecimentos.

ENCRUZILHADA

A posição em que está o Governo do Estado realmente não é confortável. As questões que se apresentam não têm solução descomplicada.

Por um lado, os hospitais continuam lotados, ainda há centenas de pacientes de Covid-19 na fila de espera por leitos e os números ainda apresentam tendência tímida de queda, oscilando diariamente, portanto, entre pequenas altas e baixas.

Por outro lado, empresas estão fechando as portas, levando consigo muitos postos de trabalho. A paralisação das atividades não essenciais aponta, desta forma, para uma crise econômica sem precedentes.

O governo fica entre a cruz e a espada, portanto. Fica suscetível a acusações de colapsar a economia se não flexibilizar o funcionamento de atividades não essenciais. Da mesma forma, pode ser acusado pelo agravamento do colapso sanitário causado pela flexibilização.

IMPASSE

Não por acaso, a reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 com setores da sociedade civil para definir os termos do novo decreto, na manhã desta sexta-feira (19), foi uma das mais difíceis até hoje.

Não foi fácil chegar a um consenso de como reabrir atividades econômicas sem, por consequência, colocar em xeque a já caótica situação sanitária do Estado.

PESQUISADOR DISCORDA

Enquanto isso, o infectologista da Fundação Oswaldo Cruz, Jesem Orellana, publicou esta semana mais um de seus alertas epidemiológicos.

O documento afirma que “as flexibilizações somadas a novo e evidente relaxamento da população em relação a medidas de distanciamento físico, podem interromper precocemente o cenário de queda dos indicadores de morbimortalidade, levando a consequências imprevisíveis”.

Orellana enviou o alerta aos órgãos de controle (MPE, MPC, e Defensoria Pública do Amazonas) e à Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos.

FALTA O ‘DETALHE’

Da mesma forma, o recente anúncio de que o Ministério da Saúde (MS) não vai poder cumprir com o cronograma de entrega de vacinas aos estados, frustrando, portanto, os planos de acelerar a vacinação em massa no Amazonas, é mais um empecilho no atual cenário.

 O RealTime1, contudo, havia alertado para o fato de que, nos excelentes prognósticos apresentados pelo MS, faltava um detalhe: as doses de vacina.

Pois bem, as vacinas não devem chegar em número suficiente, ao que tudo indica. E a aceleração, portanto, deve ser freada. A chegada do “detalhe” não é certa.

Texto: Omar Gusmão

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Inscrições gratuitas: Amom abre novo edital para vaga de R$ 2 mil

O candidato deve ter concluído o ensino médio ou superior, dependendo da vaga. Todos os procedimentos, desde a inscrição, provas e entrevistas serão de forma on-line.

28 de fevereiro de 2021

PGR pede impugnação da ação de partidos contra Conselho da Amazônia

O PT e o PSB alegaram que a nova constituição do Conselho da Amazônia seria uma tentativa do Governo Federal para interferir na autonomia dos governos estaduais da região.

27 de fevereiro de 2021

Lira quer reunião com governadores para discutir orçamento da União

O presidente da Câmara em Brasília convidou governadores a contribuírem na redação do Orçamento, ainda não aprovado na Casa, afim de mitigar problemas econômicos nos estados.

27 de fevereiro de 2021

Repetição de cargos na mesa diretora é inconstitucional, diz Aras

Na Assembleia Legislativa do AM, na última eleição da Mesa, a segunda vice-presidente, Mayara Pinheiro e o secretário-geral Delegado Péricles foram reconduzidos aos cargos.

27 de fevereiro de 2021

Enchente: Governo prevê anistia a dívidas de produtores com Afeam

Projeto de anistia a ser enviado à Aleam contempla produtores que foram atingidos pela enchente nas calhas dos rios Purus, Juruá e Madeira.

27 de fevereiro de 2021

Derrubada teto de gastos deve piorar o caos com a cheia no interior

Os municípios do interior do Amazonas se preparam para uma cheia histórica e podem ser os mais prejudicados caso haja aprovação do texto original da PEC Emergencial.

26 de fevereiro de 2021

Citando injustiça e ‘likes’, Marcelo Ramos defende PEC da Impunidade

Para Marcelo Ramos, quem é contra a PEC que limita as possibilidades de prisão de parlamentares age com 'absoluta injustiça' ao se referir ao texto como 'PEC da Impunidade'.

26 de fevereiro de 2021

Nas redes sociais, Jaiza Fraxe fala em vacina para animais domésticos

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

26 de fevereiro de 2021